Que país soberano acabou com a corrupção se desfazendo de seu patrimônio?

O BRASIL É UM PAÍS DE “MIDIOTAS”
Via Urbs Magna em 28/9/2017

É impressionante a mentalidade que se construiu nesse país. É uma total falta de identidade nacional. É uma burrice sem tamanho confundir soberania e patrimônio público com corrupção.

A mídia que é muito bem paga para demonizar investimentos públicos e empresas estatais fez a cabeça desse pessoal que bateu panela de verde amarelo e agora aplaude o fim do Brasil.

Cientistas políticos especulam que a intervenção militar, cada vez mais iminente, já era prevista como ação sequencial programada para o momento vivido pela nação brasileira que, ainda atordoada pela concepção de que houve de fato o golpe 2016, agora viaja na maionese disparada contra seus pés pela Rede Globo.

Que país soberano acabou com a corrupção se desfazendo de seu patrimônio? Até o rei do mercado – EUA – não deixa nas mãos de estrangeiros tudo que é estratégico para seu desenvolvimento.

Quanto atraso produzido pelos invejosos e gananciosos por poder! Agora, de volta à condição de colônia, produzimos novamente o alimento e a mão-de-obra barata para aqueles que sempre nos subjugaram por todos estes séculos. E o exército impedirá qualquer reação de indignação com estes fatos.

Por enquanto, é o próprio povo que clama pela intervenção. Mas quando se derem conta, como vencerão os militares? Como é fácil manipular a opinião nesse país.

**

ITALIANOS QUE COMPRARAM USINAS DO BRASIL COMEMORARAM COMO SE CONQUISTASSEM A COPA
Via DCM em 27/9/2017

O governo federal arrecadou R$12,13 bilhões com o leilão de quatro usinas hidrelétricas realizado na quarta-feira, dia 27/9, em São Paulo. Todas as usinas foram vendidas e o valor arrecadado foi 9,73% acima do esperado pelo governo, de R$11 bilhões.

Foram vendidas quatro usinas hidrelétricas que hoje são operadas pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), mas que estão com as concessões vencidas: Jaguara, São Simão, Miranda e Volta Grande. Juntas, elas têm capacidade de gerar 2.922 MegaWatts (MW) de energia.

[…]

O maior negócio ficou com investidores chineses, que levaram a concessão da usina de São Simão por R$7,18 bilhões, um ágio de 6,51% sobre o lance inicial. A Pacific Hydro, do grupo chinês State Power Investment (Spic), foi a única a fazer proposta pela usina.

[…]

Já a Engie, que é a antiga GDF Suez, arrematou a usina de Jaguara por R$2,171 bilhões, um ágio de 13,59%, e a de Miranda por R$1,36 bilhão, ágio de 22,42%.

A Enel ficou com a usina de Volta Grande, por R$1,42 bilhão, ágio de 9,84%.

[…]

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: