Mais fascistas que Moro: TRF4 quer “perpétua” e morte na cadeia para Dirceu

Via Causa Operária em 15/9/2017

Na quarta-feira, dia 13/9, a maioria da oitava turma de juízes que compõem Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o TRF4 em Porto Alegre, votou pelo aumento da pena aplicada por Moro ao ex-dirigente do PT, companheiro José Dirceu.

Em maio de 2016, Dirceu foi condenado por Moro a 20 anos e seis meses de prisão com base somente em delações premiadas, sob a acusação de ter cometido crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, em contratos estabelecidos entre a empreiteira Engevix e a diretoria de Serviços da Petrobras.

O revisor do processo, Lauren Paulsen, defendeu que a pena deve ser aumentada par 27 anos, 4 meses e 20 dias de prisão. Já o relator foi mais longe, João Pedro Gebran Neto, defendeu que a pena contra Dirceu deve ser dobrada, para o relator, o petista deve permanecer na cadeia durante 41 anos e quatro meses. O terceiro juiz do processo, Vitor Luiz dos Santos Laus, pediu vistas.

O aumento da pena contra Dirceu pelos juízes de segunda instância, apenas demonstra o que há muito está claro, toda essa operação da justiça contra os principais líderes petistas é uma verdadeira perseguição política. José Dirceu, que hoje está com 71 anos de idade, está, na prática, sendo condenado à morrer na cadeia, um “verdadeira inferno na Terra”, com sentenças que equivalem – de fato – à prisão perpétua e até mesmo a uma pena de morte, sem que uma prova contra ele tenha sido demonstrada.

A indicação de aumento da pena contra ele pela segunda instancia, portanto, revela o caráter ditatorial do judiciário, é um escracho, uma violência sem precedentes contra os direitos civis e democráticos de qualquer cidadão comum. Sem nenhuma prova concreta se quer contra Dirceu, a justiça age seguindo à risca os interesses daqueles que deram o golpe e querem estabelecer um estado repressor contra a população pobre, a classe trabalhadora e suas organizações de luta.

A posição dos juízes, posição essa de caráter arbitrário e fascistoide, apenas evidência que não se pode ter nenhuma ilusão no judiciário. Vale lembrar ainda que o TRF4 é o mesmo que julgará o recurso da defesa de Lula no caso da condenação pelo “tríplex do Guarujá” que ficou provado que não pertence ao ex-presidente. Assim como seus parceiros aspirantes a ditadores, o presidente do tribunal, Carlos Roberto Thompson, deu uma declaração, que equivale a um pré-julgamento, elogiando a condenação de Lula a nove anos de prisão, considerando-a “irretocável”

Se não houver mobilização popular nas ruas, como ocorreu na quarta-feira, dia 13/9, em Curitiba, onde milhares de pessoas se reuniram na defesa de Lula, os juízes, carrascos dos golpistas, irão colocar Lula, Dirceu, a esquerda e todos aqueles que se opuserem a política do golpe atrás das grades. Nesse sentido, a partir do importante ato que foi feito na capital da República do Paraná, é necessário impulsionar a mobilização contra o golpe, contra a prisão de Lula, pelo fim dos processo e libertação de José Dirceu e todos os presos políticos do regime golpista e pela anulação do impeachment, por meio da formação dos comitês de luta contra o golpe em todas as regiões do país.

Leia também:
TRF4 absolve Vaccari e aumenta pena de Dirceu, mas ainda cabe recurso

4 Respostas to “Mais fascistas que Moro: TRF4 quer “perpétua” e morte na cadeia para Dirceu”

  1. Magda Santos Says:

    E MAIS TRÁGICO AINDA É VER QUE FLAGRANTES ROUBOS PROMOVIDOS POR MEMBROS DO GOVERNO GOLPISTA (QUE, DIGA-SE DE PASSAGEM, SÓ NOMEIA QUANDO O CURRÍCULO É IMUNDO E COMPROMETIDO COMO DE SEU CHEFE SUPREMO) SAÕ SOLENEMENTE PERDOADOS!!

  2. heloizahelenapiasblog Says:

    já falei, q ainda hoje há + nazistas aqui do q na Alemanha, e os daqui são os piores, pois só lendo e vendo suas proezas.
    ________________________________

  3. pintobasto Says:

    Há quanto tempo venho pregando que a solução para a bandalheira reinante no Estado da Nação é uma GREVE GERAL IRRESTRITA que exige o afastamento de todos os Traidores da Pátria e os tange para a prisão.
    Sérgio Moro, Marcelo Bretas, Lauren Paulsen e J.P.Gebran Neto não são juízes, mas reles Traidores da Pátria a serviço dos interesses ianques.
    Se as condenações sem provas de José Dirceu e Lula não serviram para acordar o Povo, estamos muito mal servidos de gente.

  4. Aristóteles Barros d (@AristtelesBarr1) Says:

    Os fascistas ainda nem começaram. Têm sede de poder e sangue. Consideram-se semideuses encastelados no Poder Judiciário. Vade retro!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: