Principais frases do presidente Lula em seu discurso em Curitiba

A chegada de Lula para o interrogatório. Foto: Leandro Taques.

Via Conversa Afiada em 13/9/2017

O Conversa Afiada reproduz, de forma não-literal, as principais frases do discurso feito pelo presidente Lula em Curitiba, na noite de quarta-feira, 13/9, após mais de duas horas de depoimento ao juiz Moro.

  • Destaco o nome do companheiro Roberto Requião, na luta pela manutenção da democracia.
  • Não se preocupem com os depoimentos que tenho que prestar, porque eu virei a Curitiba prestar quantos depoimentos forem necessários.
  • Não sou melhor que ninguém, não estou acima da lei, quero respeitar a Justiça. Mas peço que quem está me acusando tenha a dignidade de, em algum momento, ao não provarem um real roubado, que vá à televisão me pedir desculpa.
  • Tenho consciência do porquê dos ataques, da minha expectativa de condenação, das mentiras contadas todo dia.
  • Em vez de ficar nervoso, fico orgulhoso, porque depois de mais de dois anos investigando minha vida, gravando Marisa e eu, Dilma e eu, meus filhos, invadindo nossa casa, até agora, eles não encontraram nada.
  • A desgraça de quem conta uma mentira é que, quem conta uma mentira, tem de passar o resto da vida mentindo para justificar a mentira.
  • Só quero que a Lava-Jato tenha coragem de dizer: nós não temos prova contra o Lula.
  • Eu vou continuar a minha peregrinação.
  • Sonhei em fazer a Petrobras a maior petroleira do mundo, em fazer deste país uma indústria naval pra competir com coreanos e chineses, fazer com que energia limpa pudesse ser uma energia competitiva para o século 21… [Sonhei] que era possível fazer empregada doméstica ter a filha na universidade, que era possível fazer um filho de pedreiro virar engenheiro, que era possível fazer as pessoas humildes da periferia chegarem à universidade, que a juventude poderia ter esperança, que esse país fosse respeitado no mundo, que este país poderia criar um novo polo na geopolítica… Sonhei junto com Chavez, Kirchner, com Cuba… Sonhei que o Brasil tinha que pagar a dívida de 300 anos de escravidão com a África, transferindo tecnologia… Que o Brasil poderia virar protagonista internacional e ser respeitado pelos EUA, pela Rússia, pela China, pela Índia… pelo mundo inteiro.
  • Sonhei em fazer com que esse país perdesse o complexo de vira-lata.
  • Cometi um erro imperdoável para a elite brasileira: fiz com que o trabalhador brasileiro por 12 anos tivesse aumento real de salário.
  • Fizemos com que a empregada doméstica fosse tratada como cidadã.
  • E por sonhar muita gente já morreu e foi castigada no mundo.
  • Não há na História um único estadista que resolveu governar para os pobres que tenha resistido à sanha da elite perversa.
  • Sou um cidadão comum, só tenho quatro anos de escolaridade.
  • Mas tenho uma coisa que eles não aprenderam a respeitar: vergonha na cara que eles nunca tiveram.
  • Tenho a sensibilidade de governar ouvindo as pessoas.
  • Desafio eles a ter coragem de ir pra rua como eu tenho, e abraçar cada mulher, cada homem, cada criança
  • Tenho uma coisa que devo a vocês: a verdade.
  • Eu jamais mentiria para vocês.
  • Prefiro a morte do que passar para a História como um mentiroso.
  • Não sei quantos processos eu tenho, não sei se eles vão cansar… Eu não vou cansar.
  • Tenho sede de justiça.
  • Quem não morreu de fome até completar os 5 anos, não tem mais medo de nada.
  • Se eles têm medo de que eu vou voltar a me candidatar, eles podem ter medo, mesmo.
  • O crime que eles querem condenar é fazer as pessoas comerem três vezes ao dia.
  • eu vou lutar até o fim.

Leia também os principais trechos da entrevista coletiva concedida por Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Martins, advogados do presidente Lula, na noite de quarta-feira, 13/9.

Cristiano Zanin Martins

  • Lula jamais recebeu o referido imóvel para o Instituto Lula.
  • Jamais solicitou ou recebeu apartamento em São Bernardo.
  • Não há qualquer demonstração de utilização de recursos ilícitos.
  • Existe esclarecimento cabal de que Lula não recebeu, nem solicitou propriedade desses dois imóveis indicados na denúncia.
  • Com esse depoimento e com o que consta nos autos, acusação do MP ruiu, não tem sustentação.
  • O depoimento serviu também para mostrar que o juiz Moro e o MP não estavam buscando a verdade.
  • Eles não fizeram qualquer pergunta a respeito de contratos da Petrobras.
  • Eles estão em busca de uma versão, não da verdade.
  • Do ponto de vista penal e técnico, a única forma que o MP teria de comprovar a denúncia seria mostrar que Lula praticou ato de sua competência como presidente e recebeu uma vantagem em troca desse comportamento.
  • Não há qualquer demonstração de situação como essa.
  • Isso já aconteceu na ação do tríplex e, a despeito disso, o juiz Moro acabou por condenar Lula sem mostrar qualquer ato de ofício que ele tenha praticado vinculado ao recebimento de vantagem.
  • Neste depoimento, ficou claro que essa questão fundamental não foi abordada.
  • Não sei se é porque já existe pré-julgamento ou se é porque a verdade não importa.
  • Lula demonstrou que as afirmações de Palocci são mentirosas e não merecem qualquer credibilidade.
  • Palocci fez as afirmações após mudar sua versão; suas afirmações são incompatíveis com seu próprio depoimento e são incompatíveis com depoimentos prestados por outras testemunhas.
  • Palocci fala até de encontros dos quais não participou…
  • Nesta ação penal foram realizadas 35 audiências e ouvidas 98 testemunhas.
  • Nenhuma dessas testemunhas, mesmo aquelas arroladas pelo MP, conseguiu afirmar e provar qualquer fato que pudesse colocar em pé a acusação.
  • O depoimento de hoje destrói a acusação do MP.
  • Mais uma vez ficou claro que a defesa não tem o mesmo acesso que é dado ao MP em relação a documentos, a elementos do processo.
  • MP reconhece que desde maio teve acesso a documentos que a defesa não tem até hoje.
  • O próprio Moro deixou claro hoje que não dará esse acesso à defesa.
  • Isso viola garantias fundamentais e tratados internacionais que o Brasil assinou.
  • Acusação e defesa devem ser tratadas em patamar de igualdade.
  • A pergunta de Lula sobre a imparcialidade de Moro revela a preocupação quanto à falta de um julgamento justo.
  • Moro perdeu a isenção para julgar Lula.
  • Isso vem desde a decretação da condução coercitiva de Lula – ele prendeu Lula! -, até a interceptação e a divulgação ilegal de gravações telefônicas.
  • Lula mostrou a Moro que não recebe um julgamento justo e imparcial.

Valeska Teixeira Martins

  • Audiência de hoje comprova nosso comunicado à ONU.
  • Não estamos diante de um juiz imparcial.
  • Essa situação significa que Lula não tem um julgamento justo.

***

Lula: Eu fiquei sabendo de uma pessoa que foi prestar depoimento na Polícia Federal, de 28 perguntas 26 era sobre o Lula.
Moro: Qual pessoa?
Lula: Não vou citar porque não sou delator.
#GameOver

Uma resposta to “Principais frases do presidente Lula em seu discurso em Curitiba”

  1. Eliane Barroso Says:

    Como pode isso num país que se diz democrático e que todos são iguais perante a lei?
    A defesa não tem o mesmo acesso que é dado ao MP em relação a documentos, a elementos do processo.
    O MP reconhece que desde maio teve acesso a documentos que a defesa não tem até hoje.
    O próprio Moro deixou claro hoje que não dará esse acesso à defesa.
    VERGONHA DESSA JUSTIÇA BANDIDA!!!!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: