A Globo e suas armas sujas para perpetuar o golpe e um governo para chamar de seu

“Jornalismo” de guerra da família Marinho – a mais rica do Brasil, segundo a Forbes – ataca com armas sujas, acoberta denúncias contra aliados no golpe e atesta cumplicidade com os assaltantes do poder e da democracia.

Helder Lima e Paulo Donizetti de Souza, via RBA em 6/9/2017

O sistema globo de “jornalismo” de guerra volta a atacar com suas armas sujas. Em sua edição de terça-feira, dia 5/9, o Jornal Nacional dedicou três minutos à entrevista com Rodrigo Janot, o procurador-geral da República sobre sua atuação na reta final de seu mandato. Outros 12 minutos foram dedicados ao vazamento de conversa entre Joesley Batista e Ricardo Saud, ambos delatores da J&F, em que citam sem consistência alguns integrantes do Ministério Público e do Supremo Tribunal Federal – dando a entender que estariam sob suspeição. E outros cinco minutos foram usados para destacar acusações de Janot à cúpula do PT e aos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Os R$51 milhões em dinheiro encontrados em apartamento que servia de bunker do ex-ministro Geddel Vieira Lima, em Salvador – maior quantia já apreendida pela Polícia Federal em sua história – e prova viva do envolvimento do peemedebista em bandidagem, consumiram pouco mais de 2 minutos. Geddel, ao lado dos ministros Eliseu Padilha, Moreira Franco e do ex-deputado, hoje preso, Eduardo Cunha, é integrante da cúpula mais próxima de Michel Temer.

Como só a Globo se supera, a organização estampou hoje em seu jornal impresso carioca a manchete “Janot denuncia Lula e Dilma por organização criminosa”. O título vem acompanhado da vinheta “Corrupção em série” e seguido por uma foto que ocupa toda a largura da página com as malas de dinheiro apreendidas pela PF no bunker de Geddel.

A capa rasteira, descarada, revela-se uma peça de manipulação grotesca, e não deixa margem de dúvidas de que a família Marinho está mancomunada com os ladrões que assaltaram o poder sob as hostes de Michel Temer.

O bombardeio acontece na semana em que se noticiou que a advogada Rosângela Moro, mulher do juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, em Curitiba, teria recebido dinheiro do escritório do também advogado Rodrigo Tacla Duran, apontado como operador de propina da construtora Odebrecht. E no dia em que a caravana Lula pelo Brasil encerra sua primeira empreitada, na Região Nordeste, coroada de êxito, depois de viajar por 20 dias sendo aclamado nas 59 cidades por onde passou.

A desonestidade jornalística do editor, associando as malas de dinheiro aos nomes de Lula e Dilma, representa um ataque político, que só a ingenuidade de eleitor já movido pelo sentimento de ódio vai admitir. Mas a edição de hoje do jornal é também uma oportunidade para o leitor refletir sobre a até onde pode ir a capacidade de manipulação da imprensa para sustentar o golpe que ajuda a aplicar na democracia brasileira.

Representa também uma prova inconteste de que setores do Judiciário e da Polícia Federal trabalham para promover o espetáculo, como forma de promover o julgamento público e moral dos investigados a quem perseguem com objetivos políticos. O parecer de Janot contra o PT não deixa dúvida de que querem não apenas eliminar seus principais líderes, como também extinguir a legenda – a ficção tomou conta do jogo dos golpistas.

Como diria Guy Debord, em A Sociedade do Espetáculo, esse movimento bizarro do jornal da família Marinho “é o mau sonho da sociedade moderna acorrentada, que finalmente não exprime senão o desejo de dormir. O espetáculo é o guardião deste sono”. E faz parte da estratégia da corporação estabelecida na ditadura e que está sempre disposta a tudo para ter um governo para chamar de seu.

***

REDE GLOBO: UMA HISTÓRIA DE GOLPES, MANIPULAÇÕES E JORNALISMO DE ESGOTO!

 

Uma resposta to “A Globo e suas armas sujas para perpetuar o golpe e um governo para chamar de seu”

  1. Aristóteles Barros d (@AristtelesBarr1) Says:

    Simples, gente! É só não comprar nem ler nem assistir nada desses salafrários. Quero ver se eles resistem a um boicote de, pelo menos, um mês de prejuízos!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: