Por negar que Duran seja testemunha de Lula, Sérgio Moro será denunciado

Via Jornal GGN em 31/8/2017

Os advogados de Lula devem acusar o juiz Sérgio Moro de cerceamento de defesa, após o magistrado negar ao ex-presidente um pedido para que Rodrigo Tacla Duran seja ouvido como testemunha em um processo que envolve propina supostamente paga pela Odebrecht.

Duran é ex-advogado da Odebrecht que ganhou os holofotes de parte da mídia após fazer denúncias que colocam em xeque a validade das delações da Odebrecht.

No domingo, dia 27/8, a jornalista Mônica Bergamo ainda revelou que Duran acusa o advogado Carlos Zucolotto, amigo pessoal de Moro, de praticar tráfico de influência e cobrar propina para ajudá-lo a fechar um acordo de delação com procuradores de Curitiba.

Ontem [30/8], o juiz Sérgio Moro negou o pedido para ouvir Duran, alegando que não há base legal para a demanda da defesa. Ele ainda ressaltou que Duran está foragido na Espanha e que suas palavras são de um criminoso e, por isso, não merecem crédito.

“A defesa de Lula vai usar o discurso de que, com a decisão, Moro se contradiz. Os advogados vão dizer que a palavra de um criminoso serve para condenar; já a palavra de um acusado não serve para esclarecer fatos relevantes da Lava-Jato”, publicou o Painel.

Uma resposta to “Por negar que Duran seja testemunha de Lula, Sérgio Moro será denunciado”

  1. Aristóteles Barros d (@AristtelesBarr1) Says:

    Isso está mais para filme de Pablo Escobar que tudo. Se espremer, esse povo do tal de Moro, conta!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: