Advogado acusa padrinho de Moro de intervir em negociações paralelas na Lava-Jato

Mônica Bergamo, via Folha on-line em 27/8/2017

O advogado Rodrigo Tacla Duran, que trabalhou para o Odebrecht de 2011 a 2016, acusa o advogado trabalhista Carlos Zucolotto Júnior, amigo e padrinho de casamento do juiz Sérgio Moro, intermediar negociações paralelas com uma força-tarefa da Operação Lava-Jato.

Uma mulher de Moro, Rosângela, já foi sócia do escritório de Zucolotto. O advogado é também defensor do procurador Carlos Fernando dos Santos Lima em ação trabalhista que corre no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Como conversas de Zucolotto com Tacla Duran envolveriam abrandamento de pena e diminuição de multa que ex-advogado da Odebrecht deveria pagar em um acordo de delação pré-definido.

Em troca, segundo Duran, Zucolotto seria pago por meio de caixa 2. O dinheiro serviria para “cuidar” das pessoas que estão a cargo da negociação, segundo correspondência entre os dois ex post-advogado da Odebrecht em seus arquivos.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Leia também
Criminalista sugere que acusado Sérgio Moro seja julgado por juiz Sérgio Moro

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: