João Viajador: Dória viajará da Paraíba a Paris

Prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), em visita à muralha da China.

Via Revista Fórum em 25/8/2017

O prefeito de São Paulo já escolheu sua vocação: viajar. Desde que assumiu o cargo, em janeiro, ele já passou quase dois meses viajando pelo Brasil e pelo mundo, participando de eventos, confraternizações e de reuniões onde, agindo como um verdadeiro mascate, ofereceu seu programa de privatizações.

Na próxima semana, seguindo seu tour pelo mundo, Dória irá visitar a Paraíba e, de lá, voa para Paris, onde participa de um evento. E já tem viagem programada para a Itália nas próximas semanas.

Fama ruim
Para escapar da fama de “viajador” – em alusão ao seu “João Trabalhador”, usado na campanha – o prefeito tem falado que não é preciso estar fisicamente presente para governar, e disse conseguir resolver tudo via WhatsApp e videoconferências.

Liquidação
Apoiado na onda de privatizações pelo país, Dória colocou à venda terminais, parques, cemitérios e outros equipamentos públicos, além do autódromo de Interlagos, o Anhembi e a operação do Bilhete Único. E isso tem servido de desculpas para as viagens: oferecer os “produtos” para possíveis compradores.

Parcerias fracassadas
O programa de doações, amplamente divulgados pelo prefeito tem sido um fiasco. O jornal Folha de S.Paulo chegou a publicar uma matéria com números e dados sobre as promessas de apoio não cumpridas por empresas privadas.

Abandono e escândalos
A cidade, principalmente a periferia, estão abandonados. Mato alto, buracos nas ruas e semáforos apagados já fazem parte da rotina dos paulistanos. As UBSs sofrem com a falta de médicos e as creches não tiveram expansão de vagas. Dória cortou também o leite das crianças da Rede Municipal e proibiu as crianças de repetir a merenda.

Nesta semana, enquanto anunciava mais viagens, o Secretário de Meio Ambiente foi demitido depois de denunciar fraudes na gestão Dória.

Comentário
Dória já deixou claro que não tem interesse de ser prefeito e quer mesmo concorrer à Presidência. Para isso, optou por abandonar a cidade e investir pesado no marketing eleitoral antecipado, recebendo honras e títulos de seus colegas de partido em vários legislativos pelo país. Além disso, usa um poderoso aparato de redes sociais para divulgar programas requentados – que somente mudaram de nome – e superfaturar ações fracassadas, como ocorreu na região chamada de Cracolândia.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: