Lula e Dilma batem duro na venda da Eletrobras

Segundo o ex-presidente, “não tem que vender a Eletrobras. Tem que criar vergonha na cara”. Dilma Rousseff também criticou o anúncio de privatização e afirma que o consumidor vai pagar conta de luz mais cara, sem garantia de fornecimento.

Via Nocaute em 22/8/2017

Na cidade de Nossa Senhora da Glória, em Sergipe, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou a privatização da Eletrobras, anunciada na segunda-feira, dia 21/8, pelo Ministério de Minas e Energia.

“O golpista Temer acabou de anunciar a venda da Eletrobras. Hoje, anunciou a venda da Eletrobras. E eu preciso provar pra essas pessoas que a gente não tem que vender a Petrobras, a gente não tem que vender a BR Distribuidora, a gente não tem que vender a Eletrobras. A gente tem que criar vergonha na cara. Este país não pode continuar com complexo de vira-lata. Este país pensa pequeno, e quem pensa pequeno fica pequeno”, disse Lula no discurso.

Este é foi o quinto dia da caravana de Lula. Em Nossa Senhora da Glória, no sertão sergipano, ele foi homenageado com o título de cidadão gloriense.

“Todo mundo no fundo sabe o que tem que fazer para governar uma cidade, um estado, um país. Mas tem gente que acha que o óbvio é governar só pra 35% da população, só para os latifundiários, só entre os mais ricos. O governante tem que governar para todo mundo, mas aqueles que precisam mais, são os que devem receber maior atenção. Eu não descansarei enquanto a gente não recuperar a dignidade do povo brasileiro”, declarou Lula.

A presidente eleita Dilma Rousseff também criticou o anúncio do governo. No Twitter, escreveu que “vender a Eletrobras é abrir mão da segurança energética”. “Como ocorreu em 2001, no governo FHC, significa deixar o País sujeito a apagões”.

“Depois da farra da compra de votos, o governo ilegítimo anuncia meta irreal e quer vender o patrimônio do povo brasileiro para cumpri-la”, completou.

“Já entregaram as termelétricas da Petrobras. Pretendem vender na bacia das almas nossas principais hidrelétricas e linhas de transmissão”.

Para Dilma, “o resultado é um só: o consumidor vai pagar uma conta de luz estratosférica por uma energia que não terá fornecimento garantido”.

O Ministério de Minas e Energia informou na segunda-feira que vai propor a redução da participação da União no capital da Eletrobras e colocá-lo a venda na bolsa de valores.

Os detalhes da privatização da Eletrobras foram divulgados em entrevista coletiva do ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho. A proposta vai ser encaminhada na quarta-feira, dia 23/8, ao conselho do Programa de Parcerias de Investimento (PPI) – instituição que trata de privatizações e concessões dentro do governo Michel Temer.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: