Gilmar Mendes diz que Janot é o procurador-geral “mais desqualificado da História”

Gilmar Mendes saindo o Palácio do Jaburu. Foto: Jonathan Santos.

Via G1 em 7/8/2017

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse na segunda-feira, dia 7/8, que considera o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, desqualificado e sem preparo jurídico nem emocional.

“Quanto a Janot, eu o considero o procurador-geral mais desqualificado que já passou pela história da Procuradoria. Porque ele não tem condições, na verdade não tem preparo jurídico nem emocional para dirigir algum órgão dessa importância”, avaliou o ministro em entrevista à Rádio Gaúcha.

A declaração foi dada em meio a questionamentos sobre o trabalho da Operação Lava-Jato, da atuação da Procuradoria Geral da República (PGR) e do STF. Mendes, que também é presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), critica as delações premiadas.

***

APÓS SE ENCONTRAR COM TEMER, GILMAR ATACA JANOT
Via Jornal GGN em 7/8/2017

“Janot, eu o considero o procurador-geral mais desqualificado que já passou pela história da Procuradoria. Porque ele não tem condições, na verdade não tem preparo jurídico nem emocional para dirigir algum órgão dessa importância”, afirmou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. O ataque do ministro do Supremo foi feito durante uma entrevista à Rádio Gaúcha, na segunda-feira, dia 7/8, quando questionado sobre o atual comandante do Ministério Público Federal (MPF), Rodrigo Janot.

A crítica ocorreu quando o ministro falava sobre a Operação Lava-Jato e o avanço das investigações que incidem agora sobre o atual presidente da República, Michel Temer. Na noite de domingo, dia 6/8, o mandatário reuniu-se com Gilmar em encontro fora da agenda oficial. Além do ministro, também estava presente o secretário-geral da Presidência e outro dos acusados na Lava-Jato, Moreira Franco (PMDB/RJ).

Questionado pela jornalista Andréia Sadi, o ministro do Supremo afirmou que o encontro ocorreu para se discutir a reforma política. “Eu acho que é a chance de promovermos uma mudança profunda no sistema político. Talvez, pensar um semipresidencialismo, uma mistura de presidencialismo com parlamentarismo. Precisamos também ver como vai ser a distribuição pelos partidos do dinheiro público do fundo novo a ser criado”, disse.

Na segunda-feira, dia 7/8, Gilmar defendeu e disse acreditar que haverá uma revisão no acordo da Procuradoria de delação da JBS, empresa que sustenta as acusações contra o presidente. “Tenho absoluta certeza de que o será. Como agora a Polícia Federal acaba de pedir a reavaliação do caso do Sérgio Machado, que é um desses casos escandalosos de acordo. Certamente vai ser suscitado em algum processo e será reavaliado”, disse Gilmar.

Até então cauteloso com as críticas contra os reconhecidos abusos da Operação Lava-Jato, com o uso de delações premiadas como moeda de troca para a soltura e o abrandamento de penas de investigados, além dos vazamentos e consideradas parcialidades das apurações, Gilmar vem intensificando os ataques contra os investigadores quando os casos chegaram a membros do PSDB e ao atual mandatário peemedebista.

Após as manifestações de Gilmar à rádio Gaúcha, a Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) afirmou que o ministro fez “ataques em termos pessoais” a Janot e que o magistrado “ignora respeito que tem de existir entre as instituições”.

“É deplorável que um magistrado, membro da mais alta corte do país, esqueça reiteradamente de sua posição para tomar posições políticas e ignore o respeito que tem de existe entre as instituições”, disse a entidade, em nota oficial. “Não é o comportamento digno que se esperaria de uma autoridade da República. O furor mal contido nas declarações de Gilmar Mendes revela objetivos e opiniões pessoais (além de descabidas), e não cuidado com o interesse público”, completou.

***

GILMAR SE IRRITA COM 3º PEDIDO DE PRISÃO DE AÉCIO E DISPARA CONTRA JANOT
Via Jornal GGN em 1º/8/2017

O terceiro pedido do procurador-geral da República Rodrigo Janot para prender o senador Aécio Neves por recebimento de propina e lavagem de dinheiro da JBS motivou uma reação espinhosa do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal.

O magistrado chegou a dizer que Janot tirou a decência e sobriedade do Ministério Público e admitiu que o Supremo também errou em não colocar freios ao uso desenfreado das delações premiadas.

Segundo informações da Agência Brasil, ao ser questionado hoje [1º/8] sobre o terceiro pedido de prisão de Aécio, Gilmar respondeu: “Eu acho que é bom que atores jurídico-políticos leiam a Constituição antes de seguir suas vontades”, em referência à insistência de Janot.

Quando indagado se a entrada de Raquel Dodge deve mudar a PGR e os rumos da Lava-Jato, Gilmar disse: “É preciso voltar a um mínimo de decência e sobriedade e normalidade à Procuradoria da República”, segundo relatos de O Globo.

O ministro não poupou críticas à atuação do Supremo em relação à Lava-Jato. “Certamente o Supremo também errou. O Supremo foi muito concessivo, contribuiu com essa bagunça completa”, comentou.

Para ele, o principal erro foi a falta de discussão sobre as delações.

“As delações todas, as homologações sem discussão. Eu falei aqui. Uma bagunça completa, uma bagunça completa. E ficou a reboque das loucuras do procurador. Ficou a reboque”, disparou.

“Tudo isso é uma loucura completa, estabeleceu uma loucura completa. O direito penal foi todo reescrito nesse período. Então isso precisa ser arrumado. O Brasil tem que de novo parar para pensar. A gente bagunçou tudo, agora temos que arrumar. É isso que tem que fazer”.

O terceiro pedido de prisão contra Aécio será analisado pela 1ª Turma do Supremo, composta por Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Luiz Fux e Luís Roberto Barroso, além do presidente do colegiado e também relator do processo, Marco Aurélio Mello. O julgamento deve ocorrer ainda em agosto.

2 Respostas to “Gilmar Mendes diz que Janot é o procurador-geral “mais desqualificado da História””

  1. heloizahelenapiasblog Says:

    se me dicesse algo assim p mim, eu pularia no pescoço dele na hora.

    ________________________________

  2. COPACABANA EM FOCO Says:

    O Gilmar Mente precisa ser internado em um hospício, urgentemente.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: