Rio Grande de Sul: Lula cita Fidel e diz que a história o absolverá

Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula.

Amanda Miranda, via Blog do Jamildo em 29/4/2017

Em discurso em ato político no Rio Grande do Sul, o ex-presidente Lula (PT) voltou a criticar o juiz Sérgio Moro, a quem vai prestar depoimento no próximo dia 10 no âmbito de um dos processos da Operação Lava-Jato em que é réu. O petista também ironizou o procurador Deltan Dallagnol. Enquanto defendia a indústria naval brasileira, afirmou: “Estou até preocupado, que o Sérgio Moro deve estar vendo meu discurso”. Despertando risadas da militância, continuou: “É verdade. E o Dallagnol também. Porque não estão me julgando por corrupção, mas pelo jeito de governar este País.” Lula ainda lembrou o ex-presidente cubano Fidel Castro e disse que “a história o absolverá”.

Mulheres na política
Em seu discurso, Lula também defendeu uma maior participação de mulheres na política. O ex-presidente se disse alvo de preconceito por ser nordestino e não ter formação universitária, mas percebeu que sua sucessora Dilma Rousseff (PT) sofria mais por ser mulher. “É porque a elite perversa desse País ainda trata a mulher como objeto de cama e mesa. Qual é o papel da mulher na política? Porque 52% da população é de mulheres e a participação não pode ser tão pequena no Congresso. Temos que discutir por que a mulher não está na política com 52% de representatividade. Eu sei do fator histórico”, observou.

Lula e Dilma foram a ato em Rio Grande. Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula.

Lula também ironizou o procurador que o denunciou na Lava-Jato nesse ponto do discurso, ao contar uma história sobre uma reunião política em que a mulher era excluída do grupo de discussão. “Vou fazer que nem o procurador Dallagnol: não me peçam provas”, afirmou. O petista defende que é acusado sem provas, e sim com base em “convicções”.

O ex-presidente ainda voltou a afirmar que quer se candidatar novamente ao cargo em 2018 e a criticar as reformas do governo Michel Temer (PMDB), principalmente a da Previdência e trabalhista. “Eles estão destruindo tudo que Getúlio Vargas fez a nível de direitos trabalhistas. Eles querem que os trabalhadores tenham as mesmas condições de trabalho do início do século passado, querem jogar nas costas do povo o rombo da Previdência. Eles não estão fazendo uma reforma, estão demolindo o país”, afirmou Lula. “Eu posso esperar até 2018, mas quem tá passando fome não pode esperar até 2018. A gente tem que falar para os golpistas: tomem vergonha e ou devolvam o mandato para quem foi eleita ou tenham coragem de convocar eleições.”

Uma resposta to “Rio Grande de Sul: Lula cita Fidel e diz que a história o absolverá”

  1. Canaan Shekenah Says:

    GOSTO DEMAIS DESSE BLOG, MAS MINHA CAIXA DE ENTRADA FICA INSUPORTAVELMENTE CHEIA
    É UMA PENA!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: