Escárnio: Janot deu a lista à Globo

Com o Lula e a Dilma na cabeça!

Via Conversa Afiada em 19/3/2017

O amigo navegante se lembra da lista do jn que escondeu o Santo do Alckmin e botou o Lula e a Dilma na cabeça.

O “protagonismo” do Lula e da Dilma se repetiu em todas as listas divulgadas no PiG.

Agora se sabe que quem vazou as listas para ferrar o Lula e a Dilma foram “procuradores”, “representantes do Ministério Público Federal”.

“Representantes” do Ministério Público Federal.

Como o Dallagnol e seu PowerPoint, que não vão a nenhuma audiência do Lula, mas já sabem quem é o Ali Babá.

Representam o Ministério Público Federal.

Precisa desenhar, amigo navegante?

Dallagnol e os “entrevistados” em “off” estão sob a batuta do Dr. Rodrigo Janot, aquele que deixou o Eduardo Cunha solto enquanto não impeachava a Dilma.

E jurou que “não é possível divulgar detalhes… por estarem em segredo de Justiça”.

Quá, quá, quá!

Leia na ombudsman da Fel-lha por que o MP é o DOI-CODI da Democracia, a merecer o desabafo de seu criador, o ministro Sepúlveda Pertence: “criei um monstro”!

UM JATO DE ÁGUA FRIA
[…]

Na terça [14/3], o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao Supremo Tribunal Federal 83 pedidos de abertura de inquérito.

Oficialmente, por meio de nota, a Procuradoria Geral informou: “Não é possível divulgar detalhes sobre os termos de depoimentos, inquéritos e demais peças enviadas ao STF por estarem em segredo de Justiça”. Rodrigo Janot pediu ao relator do caso no STF, ministro Edson Fachin, a retirada do sigilo de parte desse material, considerando a necessidade “de promover transparência e garantir o interesse público”. Fachin ainda decidirá sobre tal pedido.

A surpresa foi a constatação de que a cobertura dos principais órgãos de comunicação – impressos, televisivos e eletrônicos_ trazia versões inacreditavelmente harmoniosas umas com as outras. Um jato de água fria em quem acredita na independência da imprensa.

Das dezenas de envolvidos na investigação, vazaram para os jornalistas os mesmos 16 nomes de políticos – cinco ministros do atual governo, os presidentes da Câmara e do Senado, cinco senadores, dois ex-presidentes e dois ex-ministros. Eles estavam nas manchetes dos telejornais, das rádios, dos portais de internet e nas páginas da Folha e dos seus concorrentes – O Estado de S.Paulo, O Globo e Valor.

Por que tanta coincidência? A ombudsman apurou que a divulgação da chamada segunda lista de Janot se deu por meio do que, no mundo jornalístico, se convencionou chamar de “entrevista coletiva em off”.

Em geral, a informação em “off”, aquela que determinada fonte passa ao jornalista com o gravador desligado e com proteção de anonimato, não se coaduna com a formalidade de uma entrevista coletiva _para a qual os jornalistas são convocados protocolarmente a ouvir determinada autoridade.

Após receberem a garantia de que não seriam identificados, representantes do Ministério Público Federal se reuniram com jornalistas, em conjunto, para passar informações sobre os pedidos de inquérito, sob segredo, baseados nas delações de executivos da Odebrecht.

[…]

2 Respostas to “Escárnio: Janot deu a lista à Globo”

  1. magda f santos (@magdafsantos) Says:

    JANOT É DAQUELES TIPOS QUE MORTOS VALEM BEM MAIS QUE VIVOS!

  2. Aristóteles Barros da Silva Says:

    Golpistas, safados!!!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: