Procuradores da República fazem congresso internacional de 9 dias na Índia

india_cidade_jaipur01

Vista da cidade de Jaipur, uma das cidades no roteiro.

Programa tem “aula relaxante de ioga” ao “nascer do sol”. Em Jaipur, haverá “safári em Jeep aberto à Vila Samode”. Tema do evento não consta do cronograma divulgado. Contando tempo de deslocamento, serão 11 dias de folga. Custo por pessoa é de US$4.577,00. Os casais pagam menos.

Gabriel Hirabahasi, via Poder360 em 2/3/2017

Por 11 dias, 17 procuradores da República ficarão afastados de suas funções. Estarão em viagem à Índia, para um congresso organizado pela Associação Nacional dos Procuradores da República. O evento realizado de 1º a 9 de março de 2017 tem como tema “Organizações Criminosas e Tráfico de Pessoas”.

Os que comparecerem ficarão longe do trabalho de 28 de fevereiro a 10 de março, segundo a orientação na ANPR. A entidade pediu o afastamento dos procuradores para das datas de 2 e 3 de março. Nos outros dias, cada associado deverá solicitar férias para participar da viagem à Índia.

Os gastos são arcados pelos procuradores. A hospedagem custa de US$4.577,00 a US$11.667,00 pelo período do congresso. O pagamento é feito em até quatro vezes, com autorização de desconto na folha. As parcelas incidem sobre os vencimentos de janeiro, fevereiro, março e abril de 2017.

Apesar de o pretexto para a viagem ser um congresso sobre organizações criminosas, o roteiro dos procuradores inclui um passeio pelo Taj Mahal e uma “relaxante aula de ioga”. Na programação publicada pela ANPR não há menção ao congresso ou ao tema (“Organizações Criminosas e Tráfico de pessoas”).

Leia aqui o cronograma completo.

Uma resposta to “Procuradores da República fazem congresso internacional de 9 dias na Índia”

  1. Claudio Corrêa Says:

    Foram pedir ajuda aos deuses indus Brahma, Vishnu e Shiva para descobrirem um crime do Lula. Os santos brasileiros N.S. da Aparecida. S. Jorge e S. Sebastião se negaram a participar da “deduragem”, mesmo com Sérgio Moro oferecendo os prazeres da delação premiada.

    Na Índia, a casta do Ministério Público brasileiro conhecerá de perto suas históricas irmãs indianas.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: