“Coincidência”: Novo ministro da Justiça indicado por Temer é advogado de Aécio na Lava-Jato

michel_temer380_veloso_aecio

Via Brasil 247 em 16/2/2017

Temer continua utilizando dois critérios básicos para escolher seus ministros, como já deixou explícito seu braço direito, Eliseu Padilha, sem um pingo de pudor: votos no Congresso e blindagem contra investigações de aliados.

Foi o que norteou a escolha de Carlos Velloso para o Ministério da Justiça: a intenção é matar dois coelhos com uma cajadada só.

Por trás da respeitável fachada de ex-presidente do STF, apresentada como uma espécie de salvo conduto, Velloso é um advogado em exercício, cujo escritório defende Aécio Neves na Lava-Jato.

Com uma canetada, Temer pretende promover o defensor de um investigado na Lava-Jato a chefe do ministério ao qual se subordina a Polícia Federal, que toca as investigações da Lava-Jato.

E que conhece de cor e salteado os meandros e os ministros do STF.

Não há como não suspeitar que Aécio vai receber, por intermédio de Velloso, informações privilegiadas acerca do andamento das investigações a seu respeito, seja da Polícia Federal, seja do Supremo. Tal como o escritório de Velloso do qual, é obvio, vai se desligar formalmente. Ou o escritório que vier a substituir o dele nessa causa – afinal, manter as aparências faz parte do jogo.

O conflito de interesses é evidente, menos para Aécio, que o indicou, para Temer e Padilha que aprovaram a indicação e para Velloso, que aceitou.

Do ponto de vista político é um conchavo perfeito tanto para o presidente do PMDB quanto para o presidente do PSDB: consumada a nomeação, Aécio não terá como deixar de apoiar qualquer proposta do Planalto, por mais lunática que seja.

Para os deputados e senadores tucanos significa a obrigação de se alinhar com Aécio e com Temer mesmo nas propostas mais antipopulares, como a da Previdência, o que poderá redundar em fracasso eleitoral nas próximas eleições.

Do ponto de vista ético é mais um degrau escada abaixo no processo de destruição moral do Brasil.

Afundar o pais e o PSDB são preocupações que passam ao largo dos conchavos de Temer e de Aécio.

Falta combinar com os eleitores.

4 Respostas to ““Coincidência”: Novo ministro da Justiça indicado por Temer é advogado de Aécio na Lava-Jato”

  1. Geraldo Lobo Says:

    NÃO É COINCIDÊNCIA: TODOS FAZEM PARTE DA MESMA GANG EM RAMOS DIFERENTES.

  2. Magda Santos Says:

    No meio do lixão uma mão lava a outra como se a sujeira fosse sair!!

  3. gustavo_horta Says:

    COMO É QUE PODE? PAÍS SEM PUDOR.
    CADA UM TEM A SUA “JUSTIÇA”.
    TODOS NA QUADRILHA!

    A QUADRILHA SE ASSUME COMO QUADRILHA, SEM MEDO DE SER FELIZ!
    E O POVO QUE SE FODA!

    Assim é. País sem pudor! TERIA SIDO UM GOLPE? TERIA SIDO UM GOLPE COMANDADO PELOS PODERES DA REPÚBLICA, SOB DOGMAS DOS PODEROSOS MULTI-NACIONAIS E GOVERNOS EXTERNOS?
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2017/01/05/assim-e-pais-sem-pudor-teria-sido-um-golpe-teria-sido-um-golpe-comandado-pelos-poderes-da-republica-sob-comando-dos-poderosos-internacionais/

    “TERIA SIDO UM GOLPE? TERIA SIDO UM GOLPE COMANDADO PELOS PODERES DA REPÚBLICA, SOB DOGMAS E PATROCÍNIO DOS PODEROSOS MULTI-NACIONAIS E GOVERNOS EXTERNOS?

    O que você acha? Você ainda tem dúvidas?
    Não as tem? Está convencido de que foi um golpe? Está convencido de que não foi um golpe?
    Em qualquer dos dois casos pouco ou, no segundo caso, nada esta crônica poderá acrescentar.

    Se você está convencido de que foi um golpe esta crônica apenas ilustra mais alguns fatos que eventualmente irão corroborar seu entendimento. …”

  4. Jésus Araújo Says:

    A crônica hagiográfica católica relata um fato interessante. Thomas Beckett era cortesão de nobre família, era companheiro de aventuras do rei plantageneta da Inglaterra, Henrique II, neto de Guilherme, o Conquistador.. Desavindo-se o rei com o arcebispo de Cantuária, Santo Anselmo, apresentou ao Papa o nome do candidato a substituí-lo, Thomas. Empossado no Arcebispado, o novo prelado passou a agir como Santo Anselmo, contrariando a prepotência do soberano. Este se queixou: “Thomas, você sempre foi meu companheiro e cumpriu minhas vontades”. Ao que respondeu o arcebispo: “Majestade, antes eu servia ao rei da Inglaterra; agora, sirvo ao rei do céu”. Foi martirizado e hoje o conhecemos e admiramos como São Thomas Beckett. Se Dr. Velloso tiver o espírito de São Thomas Beckett, nós o canonizaremos também.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: