Alckmin se esconde de oficial de Justiça para manter o aumento das tarifas de transporte

alckmin_maos01

OFICIAL DIZ QUE ALCKMIN SE RECUSOU A RECEBER LIMINAR QUE CANCELA AUMENTO DE INTEGRAÇÕES
Governador foi procurado às 17h20 de sexta-feira, dia 9/1, no Palácio dos Bandeirantes pelo oficial de Justiça, mas não foi notificado porque estaria em compromisso externo.
Via RBA em 9/1/2017

A forma que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), encontrou para manter o aumento de 14,8% das integrações de ônibus e Metrô, desde domingo, dia 8/1, foi se recusar a receber o mandado de intimação com a decisão liminar, na sexta-feira, dia 6/1, que cancelava o reajuste. Nesse dia, o governador foi procurado às 17h20 no Palácio dos Bandeirantes pelo oficial de Justiça João Carlos de Siqueira Maia, mas não foi notificado.

O oficial de Justiça foi atendido pelo assessor do governador Pedro Henrique Giocondo, que declarou que o governador estava ausente, em agenda externa, sem previsão de chegada. Nesta segunda-feira, dia 9/1, Alckmin afirmou à imprensa não ter recebido qualquer notificação ao ser questionado sobre a medida liminar.

Em comunicado, o oficial de Justiça afirma ainda que esteve no Palácio dos Bandeirantes até 18h, e que procurou dar ciência ao assessor “do inteiro teor do mandado e deferimento de liminar”, mas ele não quis recebê-la, preferindo seguir orientação do procurador-geral do Estado, Elival da Silva Ramos. A assessoria de Alckmin negou que ele tenha se recusado a receber a notificação e que até as 16h30 de hoje não houve nova tentativa de notificar o governador.

***

APESAR DE DECISÃO JUDICIAL, TARIFAS DE ÔNIBUS DE SÃO PAULO SÃO REAJUSTADAS
Governo Alckmin alega que não foi comunicado e integração entre ônibus e metrô sobe para R$6,80.
Fernanda Cruz, via RBA em 9/01/2017

O governo de São Paulo informou que não recebeu notificação da liminar do Tribunal de Justiça de São Paulo que suspendeu na sexta-feira, dia 6/1, o reajuste nas tarifas de integração entre ônibus e trilhos em São Paulo. Com isso, o aumento passou a valer para os passageiros na Grande São Paulo desde domingo, dia 8/1.

A integração foi reajustada de R$5,92 para R$6,80. Está valendo também a cobrança da taxa de integração nos terminais metropolitanos, que antes era gratuita, e passou a ser cobrada em valores que variam de R$1 e R$1,65. Os passageiros que ainda têm saldo nos cartões pagam o valor antigo nas catracas, mas quem comprou bilhetes a partir de ontem já pagou o preço reajustado.

Segundo a decisão do juiz Paulo Furtado de Oliveira Filho, manter o preço da tarifa básica do transporte público na capital, que foi congelada em R$3,80, mas elevar o preço da integração (ônibus com o metrô ou o trem) é injusta.

“A medida é mais benéfica a quem reside em locais mais centrais e se utiliza apenas do metrô, cuja tarifa básica foi mantida, mas revela-se gravosa a quem reside em locais mais distantes e se utiliza do trem e do metrô, cuja tarifa integrada foi aumentada acima da inflação” disse. Em São Paulo, a administração de ônibus é da prefeitura, enquanto o governo estadual responde pelo Metrô e pela CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

A Secretaria de Transportes Metropolitanos argumenta que o governo buscou a fórmula que beneficia a maior parte dos usuários do transporte metropolitano e que, ao mesmo tempo, preserva a saúde financeira do sistema, recompondo a inflação do período. O governo afirma que manteve um desconto na integração, embora o percentual tenha caído de 22% para 10,5%.

O governo estadual terá prazo de 20 dias úteis para recorrer da liminar. Assim que for notificada sobre a liminar, a secretaria informou que irá se pronunciar.

Uma resposta to “Alckmin se esconde de oficial de Justiça para manter o aumento das tarifas de transporte”

  1. Marcus Vinícius Mastrandrea Says:

    Eles querem deixar o Centro “limpo”. Nazistas filhos da puta.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: