Brasília: A ordem é avançar, diz PM ao deputado Paulo Pimenta

pec241_19_pec55

Via Jornal GGN em 30/11/2016

Ontem [29/11], em Brasília, enquanto a Polícia Militar do Distrito Federal agredia os manifestantes, o Senado aprovava a PEC 55. Enquanto a PM do DF baixava porradas, um coquetel era oferecido a convidados na Câmara Federal. Da janela do local em que acontecia o coquetel, era possível ver a PM jogando bombas e os manifestantes correndo desesperados. O país está de ponta cabeça desde o impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff.

Alguns deputados federais de oposição foram em direção dos confrontos tentando conter a ação truculenta da Polícia Militar. Em vão. A truculência lembra o que ocorre no estado de São Paulo, o que pode levar a crer que tenha uma mãozinha do Palácio do Planalto por trás das agressões. Leia a seguir o relato do deputado federal pelo PT, Paulo Pimenta e o vídeo gravado por ele.

PRAÇA DE GUERRA: ESTUDANTES CONTRA A PEC 55 SÃO MASSACRADOS EM BRASÍLIA; ORDEM ERA “ATACAR”, DISSERAM POLICIAIS
Palácio do Planalto pode estar por trás dos ataques.
Paulo Pimenta

Com extrema violência, gás e bombas, a Polícia Militar do DF massacrou estudantes que realizavam manifestação, em frente ao Congresso Nacional, contra a PEC 55. Militantes de extrema-direita estavam infiltrados na manifestação provocando quebra-quebra para causar tumulto e ação da Polícia contra os estudantes.

Uma mulher que protestava contra a PEC 55 foi agredida. Já no chão, teve a cabeça chutada por um policial, gerando indignação dos manifestantes.

Parlamentares do PT chegaram ao local para negociar o fim do massacre, mas as autoridades policiais não aceitaram qualquer acordo, e continuaram avançado sobre a população. Os deputados e deputadas por diversas vezes tentaram fazer um cordão em frente aos policiais, em uma tentativa de proteger os manifestantes.

O deputado Paulo Pimenta tentou intervir de maneira reiterada, pedindo à Polícia o fim dos ataques, do gás e do lançamento de bombas, para que os parlamentares pudessem conversar com os estudantes. Mas, como afirmou um policial, a ordem era “avançar”. Acredita-se que a ordem de ataque possa ter vindo do Palácio do Planalto, por meio do Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, já que a operação que ocorreu nesta tarde em Brasília conteve muita violência, semelhante as ações da Polícia Militar do Estado de São Paulo, quando Alexandre de Morais era secretário de Segurança de Geraldo Alckmin.

Assista e compartilhe!

Leia também:
Brasília: Temer reprime com bombas megaprotesto contra PEC da maldade

3 Respostas to “Brasília: A ordem é avançar, diz PM ao deputado Paulo Pimenta”

  1. Péricles Pegado Cortez Says:

    COVARDES!COVARDES!COVARDES! Não compreendo como uma força policial, desvirtuada de suas funções constitucionais, formada em sua totalidade de pessoas egressas das classes E, D e C, se prestam para espancar as manifestações populares, as quais deveriam estar garantindo! Roubam-lhes a alma nas academias e centro de formações? Lavam-lhes a mentes? Tornam-se verdadeiros capatazes e capitães do mato! Pobre povo brasileiro espancado e surrado pelos seus iguais!

  2. daysens Says:

    È lamentável!
    Claro, que atos radicais devem ser contidos. Mas com civilidade.
    Bater no Povo é ato ilegítimo.
    Afinal, “o poder emana do Povo e, em seu nome, é exercido”. É o que está disposto na nossa Constituição.
    Logo, atos de violência contra o Povo viola o Estado de Direito.

  3. Geraldo Lobo Says:

    Torna-se claro o nazi-fascismo militarizado, antes enrustido agora evidente. Breve estarão invadindo as nossas casas e escritórios à procura de livros e de outras bobagens do estilo contra o regime. Essa gente não pensa, é burra como os cavalos que usam (os animais e os humanos) e bizantina: voltam-se ao passado genocida da humanidade (a morte decretada pelos turcos aos armênios) e com certeza também anti-semita! Primeiro testam a sua força nos estudantes, depois virão os negros e os índios, depois os adventistas e testemunhas de jeová, aí entram os LGBTI, então, à falta de alguém, os judeus. Aí entram vs otários que deixaram se levar pela onda maligna e doentia que ora se insinua e se instala gloriosamente, com o apoio de muitos crentes e idiotizados pela força absurda da ordem, e pelas mídias infectadas (rede G-roubo, BAND idos, e as menores piores) !!! Aos nazi-fascistas resta apenas uma solução fácil: suicidem-se agora, e não depois de matarem a todos! Não esperem um Tribunal de Nurenberg que não acontecerá tão cedo. Mas, acontecerá e é inevitável. Saibam que a ONU está de olho nessa merda incipiente de vs nazistas e fascistas, que ora engorda à olhos vistos e à porradas desferidas no povo inocente e democrata !!!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: