Ódio e intolerância: Homem é preso após tentar detonar coquetel molotov dentro de sede do PT

PT_Sede_SP01

Via Folha online em 30/6/2016

Um homem atacou por duas vezes a sede do PT na quinta-feira, dia 30/6, segundo a polícia. O atentado mais grave aconteceu às 14h30, quando Emilson Chaves da Silva lançou um coquetel molotov dentro do prédio, no momento em que dirigentes do partido – entre eles seu presidente, Rui Falcão – voltavam do almoço.

A ocorrência foi revelada pela coluna Mônica Bergamo. O comerciário usou um cigarro para tentar detonar a bomba, mas não conseguiu. Alertados pelos seguranças, petistas que estavam no hall do prédio correram atrás do suspeito pela rua Silveira Martins, no centro de São Paulo, e o detiveram.

O ex-deputado Paulo Frateschi foi um dos que entregaram Emilson a dois PMs. “Eu vou voltar”, gritou o homem, segundo relato de Frateschi.

Segundo o perito criminal do Núcleo de Polícia Científica, Ricardo Lopes, foi encontrada uma lata de solvente “potencialmente inflamável”, que teria capacidade de atingir toda a sala e causar vítimas caso fosse acionada.

Ameaça
A ameaça já tinha sido feita 13 horas antes. Às 1h15m, Emilson teria usado um pé-de-cabra contra a vidraça do prédio que abriga o Diretório Nacional do partido.

Segundo boletim de ocorrência, ele carregava um canivete e gritava que “mataria todos os petistas”.

Preso em flagrante, ele foi levado, ao 8º Distrito Policial, do Brás, sendo liberado em seguida. Após a liberação, uma publicação atribuída a Emilson Chaves Silva, nas redes sociais, dizia: “Foi eu [sic] quem ataquei o diretório nacional do partido dos trabalhadores e vou atacar de novo”.

O presidente do PT, Rui Falcão, levou uma cópia da mensagem à polícia para pedir proteção ao partido.

Como o suspeito pôde voltar à sede para um novo ataque, os advogados do PT pediram abertura de inquérito na Corregedoria da Polícia para apurar por que o autor dos atentados foi solto após prisão em flagrante.

Nesta manhã, ele também havia sido detido após ser flagrado pelos Policiais Militares com um pé de cabra tentando retirar os vidros das portas que dão acesso ao mesmo prédio. Ele foi ouvido e liberado, por falta de representante do imóvel, conforme prevê a legislação em casos de menor potencial ofensivo.

Ao saber do ataque, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou uma mensagem ao partido, segundo a qual o “Brasil tem assistido a muitas cenas de intolerância e ódio”.

“Nenhuma bomba, pé-de-cabra ou agressão vai tirar nossa determinação de lutar por um Brasil mais justo”, diz.

Falcão informou que, por ter ocorrido na sede nacional do partido, os advogados do PT vão recorrer também à Policia Federal. “É mais um atentado contra o PT provocado por essa onda de intolerância que é estimulada pela grande mídia”, disse.

Segundo o deputado Zico Prado, que deixou a Secretaria da Segurança Pública de SP na noite de quinta-feira, dia 30/6, o comerciário seria um dos acampados na av. Paulista que pediam o impeachment de Dilma Rousseff, no começo do ano.

Leia também:
O atentado contra o Instituto Lula é o reflexo das manifestações de ódio espalhadas pelo Brasil
Não passarão: Instituto Lula é alvo de atentado terrorista

2 Respostas to “Ódio e intolerância: Homem é preso após tentar detonar coquetel molotov dentro de sede do PT”

  1. John Jahnes Says:

    MORO, MP E AS DELAÇÕES NA LAVA JATO
    ALEXANDRINO DE ALENCAR, EX EXECUTIOVO DA ODEBRECHT, QUERIA CONTAR TUDO,
    MAS O MP SÓ QUER SABER DO PT.
    Alexandrino de Alencar, ex-executivo da Odebrecht preso por quatro meses na 14ª fase da operação Lava Jato e libertado há cerca de um mês, tem confidenciado a amigos que, em seus depoimentos na prisão, propôs contar tudo o que sabia sobre as relações da companhia com os governos brasileiros ao longo de mais de 20 anos como funcionário de carreira do grupo. “MAS, NÃO SE INTERESSARAM EM SABER TUDO. SÓ QUISERAM INFORMAÇÕES DOS ÚLTIMOS 12 ANOS”, assim Alexandrino tem dito
    “MAS, NÃO SE INTERESSARAM EM SABER TUDO. SÓ QUISERAM INFORMAÇÕES DOS ÚLTIMOS 12 ANOS”;
    Alexandrino foi diretor de Relações Institucionais da Odebrecht e ex-vice-presidente da Braskem;
    Declaração evidencia que houve malfeitos também nos dois governos de Fernando Henrique Cardoso (PSDB).
    http://istoe.com.br/441120_ALEXANDRINO+QUIS+CONTAR+MAIS/

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/parabens-entusiasmados-a-marilena-chaui-por-desconstruir-moro-e-a-lava-jato-por-paulo-nogueira/
    . . .
    As delações recentes — sobretudo a de SÉRGIO MACHADO — revelaram o que a Lava Jato nunca pretendeu: O PT É MIRIM EM CORRUPÇÃO DIANTE DOS PROFISSIONAIS DO PMDB E DO PSDB.
    Pior do que não fazer nada contra a corrupção é fazer alguma coisa apenas contra um alvo. Isso é demagogia, manipulação, enganação. VOCÊ FINGE QUE ESTÁ LIMPANDO O PAÍS QUANDO NA VERDADE ESTÁ DEIXANDO AS PORTAS ABERTAS PARA OS GATUNOS DE SEMPRE. . . .

  2. magda f santos (@magdafsantos) Says:

    É O ÓDIO IMPERANDO NESTE BRASIL SEM COMANDO!! CADÊ O EFETIVO DA POLÍCIA QUE É TÃO AGIL PARA AGIR CONTRA PARTIDARIOS DO PT? A ISTO SE CHAMA ISENÇÃO?

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: