O passado obscuro do procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima

Carlos_Fernando02_Procurador

“Raposa no galinheiro”: Carlos Fernando dos Santos Lima.

Carlos Fernandes, via DCM em 5/3/2016

O espetáculo midiático em que se transformou a condução coercitiva do ex-presidente Lula apenas um dia após o “furo” da revista IstoÉ, finalmente deixou escancarado o que todos já sabiam: o alvo principal da Lava-Jato é, e sempre foi, o maior líder popular do Brasil.

Se antes os procuradores que coordenam os trabalhos da Lava-Jato tergiversavam utilizando argumentos republicanos como o de que a operação não investiga pessoas mas fatos, a impressão que ficou na entrevista dada pelo MPF é que já nem mais investigam Lula, a sua culpa já foi decretada. Provas para os procuradores são detalhes insignificantes.

Aliás, chegou a ser emblemática a decepção do procurador ao afirmar que os mandatos de busca e apreensão efetuados na casa de Lula e no seu Instituto teriam sido prejudicados justamente em função do vazamento da operação pela imprensa.

O que ele chama de “prejudicado” é o fato de basicamente não terem encontrado nada de relevante que amparasse o linchamento da mídia e a condenação prévia de seu sequestrado.

Se a operação foi “prejudicada” por vazamentos ilegais de mandatos sigilosos divulgados na grande mídia, não seria o caso desses mesmos procuradores e do juiz Sérgio Moro abrirem inquérito para apurar os vazamentos? Imagina. Tolice.

Em se tratando de política e poder, quem acredita em coincidências acredita em fadas e duendes. Até o mais ingênuo dos “inocentes úteis” já sabe do escandaloso consórcio formado pela PF, MPF, Sérgio Moro e a grande imprensa brasileira.

Toda a operação seguiu um rigoroso esquema previamente combinado com os grandes veículos de informação dominados por meia dúzia de famílias. Incrível como quando o assunto é fama, dinheiro e um projeto de poder, as antigas “diferenças” entre a mídia familiar e suas vítimas, e vice-versa, são oportunamente esquecidas.

Ironia das ironias, a mesma revista IstoÉ que preparou o terreno para a grande atuação de Santos Lima e a força tarefa da Lava-Jato, no passado não compartilhava da mesma admiração que hoje imputa a um dos atuais mosqueteiros no combate à corrupção.

IstoE_Carlos_Fernando01_Procurador

Em setembro de 2003 a IstoÉ publicou uma matéria sobre Santos Lima cujo título é no mínimo inspirador: “Raposa no galinheiro”. O subtítulo emenda: “Procurador Santos Lima, casado com ex-funcionária do Banestado, tentou barrar quebra de sigilo de contas suspeitas”.

A matéria assinada pelos jornalistas Amaury Ribeiro Jr. e Osmar de Freitas Jr. deixaria o mais ávido “paneleiro” decepcionado, isso se a sua causa realmente fosse o combate à corrupção.

A denúncia ocorreu quando uma comissão de autoridades brasileiras encarregadas de apurar o escândalo do Banestado foi até os EUA em busca de provas e documentos sobre lavagem de dinheiro e remessas ilegais de recursos para o exterior.

Segundo os jornalistas, o procurador Santos Lima tentou de todas as maneiras impedir que os “preciosos documentos” fossem entregues aos membros da CPI. A matéria conta que a atuação do procurador causou constrangimento tanto na delegação brasileira quanto nas autoridades dos Estados Unidos. Nas palavras de um dos americanos: “Foi insólito”.

Como sabemos, o caso Banestado nunca foi devidamente esclarecido. A grande imprensa na era FHC não se dedicava exatamente à investigação de suspeitas de corrupção no governo.

O que realmente sabemos agora é sobre as rédeas de quem a operação Lava-Jato está sendo conduzida.

Leia também
A direita já tem o culpado: Lula. Agora, procura o crime.
Os furos da delação de Delcídio inventada pela QuantoÉ, ops, IstoÉ
Operação Aletheia e a nova aula global de manipulação midiática
Glória para Moro, vergonha para o Brasil. Temos um delegado da roça dos anos 50 no poder
O dia em que Moro finalmente piscou
Os 45 tons de cinza do juiz Sérgio Moro
Obrigado Moro, você acordou o gigante e a militância
A jararaca está viva: Discurso de Lula de 4 de março de 2016
Wadih Damous: “Lula foi sequestrado por Moro.”
Moro fez com Lula o que a ditadura não fez com JK
“A atitude da PF contra Lula foi violência injustificável”, diz Dilma
Os caçadores do Lula
Bandeira de Mello: “MPF e Moro deveriam ser punidos.”
Hildegard Angel: É chegado o momento, mais do que nunca, de tomar posição
O show de Lula enterrou a tentativa de golpe de Moro e do MPF
Por defender Lula, coxinhas analfabetos atacam Fernando Morais no Facebook
Violência contra Lula afronta o país e o Estado de Direito
É hora de defender nas ruas não Lula, mas a democracia ameaçada
Coletânea de textos: Lula, o melhor presidente da história do Brasil
Coletânea de textos: Doutor Sérgio Moro e sua Operação Lava-Jato

3 Respostas to “O passado obscuro do procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima”

  1. wagnerortiz Says:

    E os documentos? O que estavam indicando estes documentos? Insólito? Não, é que os americanos honestos desta investigação ainda não conheciam nossos canais.

  2. wagnerortiz Says:

    E onde está esta lista, senhor Santos Lima. O que houve com ela? Não pode ter sido engavetada. Uma bomba destas deve ter sido incinerada.

  3. John Jahnes Says:

    https://limpinhoecheiroso.com/2016/03/08/o-passado-obscuro-do-procurador-da-republica-carlos-fernando-dos-santos-lima/

    Youssef, Moro e Santos Lima – O maior escândalo de lavagem de dinheiro do Brasil em todos os tempos, o “ESCÂNDALO DO BANESTADO” teve a participação desses tres HERÓIS DA LAVAJATO.
    Os tres herois da LAVAJATO, quem diria, já participaram de outro escândalo e muito maior que esse e ninguem foi preso e eles continuam a trabalhar juntos, sempre em beneficio do PSDB.
    QUANTO SERÁ QUE CUSTOU AO PAÍS OS TRABALHOS DESSA TRINCA DE HERÓIS QUE DEU CHABU NO BANESTADO?

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: