Delegados da PF querem permanecer acima das leis do país e continuar agindo como milícia

Lava_Jato_Vazador02

Símbolo da PF: um agente condenado em 2ª instância por crimes variados.

Fernando Morais, lido no Esquerda Caviar em 29/2/2016

Delegados da federal distribuíram uma nota preocupados com a saída do ministro da justiça, José Eduardo Cardozo. Alguém aí sabe me dizer o que significa “independência funcional” ou “autonomia”? Imagino que seja o direito, por exemplo, de encerrar um auto de busca e apreensão na casa do ex-presidente Fernando Collor e anunciar à imprensa que encontraram uma mala de apetrechos eróticos.

Os Delegados da Polícia Federal receberam com extrema preocupação a notícia da iminente saída do ministro da Justiça, José Eduardo CardoZzzo, em razões de pressões políticas para que controle os trabalhos da Polícia Federal.

Os delegados federais reiteram que defenderão a independência funcional para a livre condução da investigação criminal e adotarão todas as medidas para preservar a pouca, mas importante, autonomia que a instituição Polícia Federal conquistou (?).

Nesse cenário de grandes incertezas, se torna urgente a inserção da autonomia funcional e financeira da PF no texto constitucional.

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal permanece compromissada em fortalecer a Polícia Federal como uma polícia de Estado, técnica e autônoma, livre de pressões externas ou de orientações político-partidárias.

Contamos com o apoio do povo brasileiro para defender a Polícia Federal.

Leia também:
Coletânea de textos: FHC, o vendilhão da Pátria
Coletânea de textos: Lula, o melhor presidente da história do Brasil
Coletânea de textos: Dilma, a guerreira do povo brasileiro
Notícias do Brasil: Zelotes, Mais Médicos, Bolsa Família, SUS, BNDES, ONU
Coletânea de textos: Lista de Furnas, Aécio Neves e o brilho de sua carreira
Coletânea de textos: José Serra, o Zezinho entreguista
Coletânea de textos: Por que a justiça não rela no Perrella?
Coletânea de textos: Prefeito Fernando Haddad enfrenta a máfia demotucana
Coletânea de textos: O que você precisa saber para não ter saudade da ditadura civil-militar
Coletânea de textos: Joaquim Barbosa, o ex-menino pobre que mudou (pra pior) o Brasil
Coletânea de textos: Álvaro Dias, Beto Richa, Banestado e outros personagens da República do Paraná
Coletânea de textos: O início do fim da era plim-plim
Coletânea de textos: Sonegação é crime, estúpido!
Coletânea de textos: Gilmar Mendes, o defensor-geral do retrocesso
Coletânea de textos: O nome é Petrobras e não Petrobrax, estúpido!
Coletânea de textos: Quem tem Cunha, tem medo
Coletânea de textos: Alckmin e sua mediocridade
Coletânea de textos: Trensalão tucano e a grande quadrilha
Coletânea de textos: Brasil, Cuba e América Latina
Coletânea: 470 textos que farão você pensar 13 vezes antes de votar em qualquer tucano
Coletânea de textos: A mídia como ela é… golpista e manipuladora
Coletânea de textos: Os coxinhas marchadores, o fascismo e o impítiman
Coletânea de textos: Doutor Sérgio Moro e sua Operação Lava-Jato
Temas internacionais: EUA são a verdadeira ameaça à paz mundial
Coletânea de textos: O Judiciário brasileiro, que serve só à elite, é caro e ineficiente

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: