Leonardo Sakamoto sofre ameaça de morte após ser personagem de falsa entrevista

Sakamoto01

Sakamoto afirma que tem sido ameaçado após mentira de jornal.

Via Comunique-se, em 5/2/2016

Na semana passada, o jornalista Leonardo Sakamoto estampou a edição do semanário mineiro Edição do Brasil. Na capa, a manchete apresentava entrevista com suposta afirmação de que ele teria dito que “aposentados são ‘inúteis à sociedade’”. O curioso é que a publicação usou trechos de artigo publicado originalmente pelo comunicador há dois meses, em blog mantido pelo UOL, totalmente fora de contexto e sem o tom “irônico” usado por Sakamoto à época. A confusão resultou em transtornos, além de ameaça de morte.

Sakamoto falou sobre o caso pelas redes socais e, em novo texto divulgado pelo UOL, escreveu sobre “Dez impactos imediatos causados por uma mentira difundida pela rede”. Em um dos tópicos, o jornalista reproduz as ameaças que tem sofrido depois da capa do Edição do Brasil. Identificado como Júlio Cavalcante Fortes, de Rio Branco (AC), um internauta diz que Sakamoto deveria ser morto a tiros. “Vou distribuir este escárnio para todo o Brasil. E vamos aguardar no que vai dar. Gostaria muito de enfiar cinco balas 1.40 no meio da testa deste filho da puta para ele nunca mais falar mal dos idosos”, escreveu na mensagem divulgada em modo “público”.

Além disso, Sakamoto falou sobre pessoas que não o conhecem, mas acabaram compartilhando a capa do jornal indignadas, das mensagens de raiva que recebeu nos últimos dias, das montagens que têm circulado na rede com supostas frases ditas por ele e da tentativa em vão de tentar explicar que nada do que o jornal divulgou é verdade.

“As redes de ódio ignoram e continuam divulgando o conteúdo original. Como um desmentido não é lido com a mesma voracidade que uma acusação, e como as pessoas só leem título e foto na internet antes de comentar, a porrada continua. Na verdade, o conteúdo não mais importa, nem o desmentido, nem a informação. Passo a ser obrigado a provar de que não falei aquilo e não o contrário. É raiva, apenas raiva que flui”, escreveu Sakamoto. Agora, ele comenta que está em busca de medidas judiciais cabíveis para o caso.

***

Sakamoto02_Jornal

Jornal publicou falsa entrevista com Leonardo Sakamoto (Imagem: Reprodução do Facebook).

JORNAL TRANSFORMA ARTIGO DE LEONARDO SAKAMOTO EM ENTREVISTA E CULPA FALSA ASSESSORA
Via Portal Comunique-se em 3/2/2016

A atual edição do semanário mineiro Edição do Brasil estampa em sua manchete declaração atribuída ao jornalista, professor universitário e cientista político Leonardo Sakamoto. Na pauta, a suposta afirmação de que ele teria dito que “aposentados são ‘inúteis à sociedade’”, com direito a foto e chamada na primeira página. O conteúdo apresentado no impresso como fruto de entrevista exclusiva, entretanto, não passa de cópia de trechos de artigo publicado originalmente pelo comunicador há dois meses, em blog mantido pelo UOL.

A denúncia de que o material do impresso não é autoral foi feita pelo próprio Sakamoto. Na manhã de terça-feira, dia 2/2, o jornalista divulgou o caso e, além da questão da cópia, apontou que o jornal mudou o teor do texto “Três formas para convencer os pobres que aumentar o salário mínimo é ruim“. “Por falta de interpretação de texto (ou de amor), [o veículo] não entendeu ou quis entender e publicou a manchete abaixo. Como se as ironias – que até uma morsa com narcolepsia entenderia – fossem verdade”, postou o blogueiro em sua página no Facebook. “Não preciso nem dizer que eles não me procuraram ou pediram entrevista – que, aliás, é inventada”, ressaltou.

Ainda pela rede social, Sakamoto informou que levará o caso para ser resolvido no Poder Judiciário. E já demonstrou contar com a vitória na futura ação a ser movida contra a Edição do Brasil. “Vou doar o dinheiro que ganharei no processo (esse merece, vai…) para o Projeto Redigir, curso de redação tocado pelos alunos da USP. O mundo tá precisando”. Com as críticas contra o jornal, o profissional da imprensa recebeu apoio de internautas. Seguidores do jornalista chegaram a pedir que ele processe publicações que repercutiram a falsa entrevista.

Horas depois de o jornalista se manifestar, a equipe do impresso mineiro se posicionou. Também por meio da página que controla no Facebook, o veículo também se posicionou como vítima. De acordo com o relatado na noite de terça-feira, dia 2/2, as aspas imputadas a Sakamoto só foram publicadas após a redação entrar em contato pelo e-mail sakamotosakamoto210@gmail.com e receber o material enviado de “intermédio da suposta assessora Luiza Amália”. Assim como o blogueiro do portal UOL, a publicação mineira sugere que recorrerá à Justiça para descobrir “quem tentou prejudicar a imagem do nosso jornal”.

“O assunto está gerando uma incomensurável celeuma. Após Leonardo Sakamoto afirmar que não havia concedido essa entrevista, o Edição do Brasil analisou as respostas enviadas e o artigo em questão e acredita que houve má fé por parte da pessoa que respondeu, com provável intenção de prejudicar tanto o jornal quanto Leonardo Sakamoto”, posicionou-se o semanário Edição do Brasil, que alegou, depois da denúncia de falsa entrevista, ter contato com pessoas próximas ao cientista político para esclarecer a situação e, consequentemente, expor a versão da publicação.

Ao voltar ao assunto na tarde de quarta-feira, dia 3/2, Sakamoto alegou ter lido o posicionamento do Edição do Brasil, mas que o caso “não depende mais do jornal”. Ele afirma que segue a ser alvo de críticas e xingamento por algo que jamais disse. “As redes de ódio ignoram e continuam divulgando o conteúdo original. Como um desmentido não é lido com a mesma voracidade que uma acusação, e como as pessoas só leem título e foto na internet antes de comentar, a porrada continua. Na verdade, o conteúdo não mais importa, nem o desmentido, nem a informação. Passo a ser obrigado a provar de que não falei aquilo e não o contrário. É raiva, apenas raiva que flui”.

3 Respostas to “Leonardo Sakamoto sofre ameaça de morte após ser personagem de falsa entrevista”

  1. Jésus Araújo Says:

    Como transformaram a sociedade brasileira em um campo de ódios e intolerâncias? As pessoas de bom senso estão preocupadas, para não dizer apavoradas. O declarado propósito de sangrar Dilma até o fim, quer dizer,de promover o quanto pior melhor está envenenando nossa pátria. Uma imprensa que, por declaração da anterior presidente do sindicato dos donos de jornais, resolveu assumir a oposição, dada a incompetência dos opositores constitucionais, causa estranheza por essa estranha função que se atribui (pobre da informação!) e dissemina o ódio e a intolerância. Aonde vamos parar?

  2. Juarez Honorato Martins Says:

    O jornal não foi verificar se a fonte das informações era segura?

  3. Eliane Barroso Says:

    Viu Sakamoto? Não se pode bulinar nessa gente!!!! naõ queira traçar semelhanças … A esquerda tem seus problemas mas não somo assassinos. Somos muito diferentes!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: