TV Câmara some com críticas dos deputados a Eduardo Cunha

Eduardo_Cunha_PMDB91_Fogo

Via Jornal GGN em 3/1/2016

Deputado que fez críticas ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha, do PMDB do Rio, teve sua fala cortada dos vídeos da TV Câmara. Feitos em plenário e cortados em estúdio, permanecem no ar os vídeos que não ataquem Cunha e que não falem em Conselho de Ética e instrumentalização do plenário para mantê-lo no cargo. Eis o quadro feito pelo jornal O Globo.

PALAVRAS CORTADAS
Via O Globo

Trechos de depoimentos de deputados feitos em Plenário sumiram na TV Câmara.

TV_Camara01_Cortes_Deputados

Clique na imagem para ampliá-la.

***

A VOZ DO DONO SÓ FALA FORTE QUANDO A MENTE PASSA A TER DONO
Fernando Brito, via Tijolaço em 3/1/2016

Mais um absurdo de Eduardo Cunha, a censura na TV Câmara às falas dos deputados que o criticam.

Absurdo, embora nada surpreendente em alguém que se porta não como presidente, mas como dono da casa legislativa.

Há uma esquisita explicação dos responsáveis pela TV Câmara, alegando que, como Cunha não respondera aos deputados na sessão da Câmara em que ouviu o que merecia, “não houve contraditório”, daí o corte nas falas de seus críticos.

Uma baboseira, apenas fez-se a vontade do chefe.

Só que a matéria de O Globo, adiante, faz o mesmo.

Diante de mais uma queixa de Cunha sobre o que a Globo faz com ele, “alguém” responde no texto:

“Procurado por O Globo, Eduardo Cunha disse estranhar que o Grupo Globo se preocupe com as matérias da TV Câmara, quando, segundo ele, as reportagens da TV Globo sobre seu envolvimento na Lava-Jato dão mais espaço a ataques de seus adversários.

As reportagens sobre o parlamentar, assim como todas as outras exibidas na TV Globo, zelam pelo equilíbrio e pela isenção jornalística.”

Ah, sim, as matérias exibidas na TV Globo são isentíssimas….

É, o ano começaria divertido com uma frase desta, se nela não estivesse contido um drama, muito bem retratado no ensaio do excelente Pernambuco, “O cinismo da liberdade de imprensa”, do qual reproduzo um trecho:

Jornalistas sempre tiveram dificuldade em se assumir como trabalhadores. Mas, em outros tempos, tinham alguma clareza sobre as relações de hierarquia enganosamente disfarçadas por meio da aparente informalidade no convívio profissional. Afinal, não são todos jornalistas?

Sim, são todos jornalistas, e isto é o que geralmente escapa quando se critica a “grande mídia”: não se trata de uma estrutura à parte, mas de uma engrenagem movida por jornalistas, que submetem outros jornalistas.

“Nós fazemos o jornal do fulano de tal e ele quer essa matéria na primeira página todo dia”, disse certa vez um chefe de reportagem a um perplexo repórter – e o tal do fulano nem era o dono do jornal, mas um simples chefe de redação, talvez mais realista que o rei. Tratava-se de uma pauta artificialmente sustentada para servir de arma durante a então campanha eleitoral para governador do Rio de Janeiro, em benefício do candidato da “casa”, afinal vitorioso. Foi em 1986, mas poderia ter sido hoje: por mais que a prática do jornalismo venha se transformando radicalmente nos últimos anos, as relações de poder permanecem intactas. E, vez por outra, afloram com essa clareza sem cerimônia nem subterfúgios, absolutamente reveladora da maneira pela qual as coisas funcionam num jornal.

De minha parte, como sou antigo nisso, sei que tinha razão o Graciliano Ramos ao dizer que de “liberdade completa ninguém desfruta” e, por igual, também não há opressão absoluta. O patrão pode nos “roubar” o texto em quase tudo, pode nos calar a voz em algum grau, não em todo e em toda parte.

O problema – e que está se tornando cada vez mais frequente – é quando não entregamos ao patrão só nossos textos, entregamos as nossas mentes.

Leia também:
Coletânea de textos: Quem tem Cunha, tem medo

2 Respostas to “TV Câmara some com críticas dos deputados a Eduardo Cunha”

  1. Magda Santos Says:

    SE ALGUEM É PARA SER CALADO DEVE SER ESTE INSANO!!

  2. Eliane Barroso Says:

    #CunhaNaCadeiaJá

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: