Bandidagem: Ex-relator do processo contra Cunha diz que teve medo de ser morto

Fausto_Pinato02_PRB_Cunha

Pinato e sua família sofreram ameaças.

Via Brasil 247 em 9/12/2015

Após ser destituído como relator do processo que investiga o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), o deputado federal Fausto Pinato (PRB/SP) desabafou na quarta-feira, dia 9/12, sobre as ameaças sofridas quando elaborava parecer pela continuidade das investigações. Ele afirmou que teve medo de ser morto e que hoje anda com escolta policial e carro blindado.

“Cheguei a pensar que poderia morrer, sim. Eu fui abordado em aeroporto. Meu motorista foi abordado por pessoas desconhecidas. O que eu passei eu não desejo a ninguém. Me abordaram pedindo para eu pensar na minha família, dizendo que tenho filho pequeno, que tenho família”, relatou Pinato. O deputado afirmou que fez um boletim de ocorrência, em São Paulo, relatado as ameaças e pediu discrição ao secretário de Segurança do estado.

Ele disse que hoje anda com escolta policial e que a família passou a usar carro blindado. “Sofri ameaças, sofri pressão. Contratei segurança. Tenho policial militar dormindo na minha casa. Um amigo emprestou carro blindado. Tem reservado da Polícia Militar na minha casa. Registrei boletim de ocorrência e protocolei pedido para que o Ministério da Justiça apoiasse as investigações”, afirmou Pinato, acrescentando que as ameaças eram feitas por desconhecidos.

O deputado disse ainda que acreditar que os aliados de Cunha farão o possível para evitar a elaboração de um parecer que defenda a continuidade das investigações. “O único parecer que vão aceitar é pelo arquivamento. Entre ficar com a manada e ficar com 200 milhões de brasileiros, resolvi manter o processo. Não sou apegado a cargo de relator. Sou apegado à verdade e à justiça. Peço ao PT e ao PSDB que entrem em obstrução. Porque hoje sou eu. Amanhã pode ser o presidente do Conselho de Ética”, disse.

***

Leonardo_Picciani02

ALA GOLPISTA DESTITUI PICCIANI DA LIDERANÇA DO PMDB
Via Brasil 247 em 9/12/2015

O deputado Leonardo Quintão (MG) é o novo líder do PMDB. Na manhã de hoje [9/12], o próprio Leonardo Quintão (MG) e os deputados do PMDB Darcísio Perondi (RS) e Osmar Terra (RS) protocolaram, na Secretaria Geral da Mesa da Câmara dos Deputados, o pedido de substituição do antigo líder do partido na Casa, Leonardo Picciani (RJ), que apoia o governo de Dilma Rousseff.

O requerimento teve 35 assinaturas, uma a mais do que o necessário para substituir o líder, uma vez que o partido conta com 66 parlamentares. O anúncio oficial foi feito depois que a Secretaria Geral fez a conferência das assinaturas. O movimento foi liderado pela ala do PMDB que defende o impeachment da presidente.

O estopim do rompimento com Picciani foi a insatisfação do grupo com as indicações feitas pelo líder, na terça-feira, 8/12, para compor a comissão especial do impeachment. Para o deputado Osmar Terra (PMDB/RS), Picciani foi “totalmente insensível” ao pedido da ala pró-impeachment para que dividisse as oito indicações da legenda para comissão especial.

Leia também:
Um novo cenário na batalha do impeachment
Moniz Bandeira sobre o impeachment: “Wall Street está por trás da crise brasileira”
Governo ilegal e ilegítimo trará onda de revoltas
As diferenças do processo de impeachment de Dilma e de Collor
Eduardo Cunha vai ser afastado pelo STF
Uma comissão à imagem e semelhança de Eduardo Cunha
Ex-relator de Cunha na Comissão de Ética diz que recebeu oferta de propina
Bandidagem: Ex-relator do processo contra Cunha diz que teve medo de ser morto
Quem orientou a tropa de choque de Eduardo Cunha foi um servidor da Corregedoria
Saiba quem são os golpistas da tropa de choque que blinda Eduardo Cunha na Câmara
Janio de Freitas: Eduardo Cunha no Planalto
Guilherme Boulos: O impeachment, Temer e Dunga
Lula denuncia golpe em evento internacional
Deputado protocola pedido de impeachment de Michel Temer
Em 12 anos, novo líder do PMDB aumentou patrimônio em 56 vezes
Bandidagem: Um terço da comissão especial pró-impeachment responde por crime no STF
Temer assinou decretos de pedaladas fiscais: Matéria do Estadão provocou a carta
Vídeo: Temer não pode brincar senão lascam impeachment nele
Carta de Temer a Dilma revela um homem vaidoso, magoado e disposto a tudo
Michel Temer terá de decidir como pretende entrar para a história
Paulo Moreira Leite: Michel Temer gastou R$10,7 bilhões sem saber por quê?
Fora Cunha: 205 milhões de brasileiros nas mãos de um psicopata
A ficha suja dos defensores do impeachment de Dilma
Na lata de lixo da História, há um lugar especial para o PMDB atual
STF: Fachin freia golpe de Eduardo Cunha
Gregório Duvivier: O certo, o justo e o imbecil
Mauro Santayana: O impeachment e a divisão da oposição
Paulo Pimenta responde carta de Michel Temer: “Meia aliança é meia traição.”
STF: Fachin freia golpe de Eduardo Cunha
O pior dia para Eduardo Cunha deflagrar o impeachment
Truco no Congresso: Eduardo Cunha blefa sobre impeachment de Dilma
Leandro Fortes: A direita brasileira é louca por Cunha
Cunha deflagrou o golpe após sinal que Janot pediria seu afastamento
A farsa de Cunha, jihadista da direita corrupta

 

2 Respostas to “Bandidagem: Ex-relator do processo contra Cunha diz que teve medo de ser morto”

  1. pintobasto Says:

    Com um congresso destes, a melhor solução seria dissolvê-lo e convocar novas eleições de deputados federais e senadores num prazo de 30 dias.Aos candidatos seria exigida uma vida sem qualquer mácula.

  2. Eliane Barroso Says:

    O banditismo dentro do Congresso é inimaginável … o crime é a realeza que vai muito além da hipocrisia, da vingança, da corrupção e do roubo, chega à ameaça de morte!!! Que a Justiça seja capaz de se contrapor a tudo isso!!!!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: