DCM produz documentário sobre Alckmin, a Sabesp e a falta d’água em São Paulo

Alckmin_Agua24_Volume_Morte

O Diário do Centro do Mundo apresenta nosso novo documentário: O escândalo da Sabesp: A verdadeira história da falta de água em São Paulo.

Pedro Zambarda de Araujo, via DCM em 4/12/2015

Em maio de 2014, o governador Geraldo Alckmin inaugurou as cotas de volume morto do Sistema Cantareira, o maior reservatório de água do estado de São Paulo. A crise hídrica dura há mais de um ano e não dá sinais de que está sendo devidamente debelada.

Produzimos reportagens financiadas por nossos leitores através da plataforma de crowdfunding Catarse. Conversamos com promotores do Ministério Público do Estado de São Paulo, funcionários, diretores, políticos e especialistas no setor de gestão de recursos hídricos, além de pessoas que estão vivendo o drama de abrir a torneira e sair ar.

Todos foram unânimes: o que aconteceu com a empresa foi uma gestão capenga de uma empresa altamente lucrativa, sob a leniência do governo Alckmin.

Divulgamos em primeira mão documentos do Ministério Público que acusam ex-funcionários da Sabesp de formação de um cartel de fornecedores terceirizados. Documentos da empresa mostram o adiamento das providências. Mostram com exclusividade que falhas de medição da água em edifícios comerciais geram prejuízos de R$200 mil até R$200 milhões por ano.

A Sabesp triplicou gastos com publicidade durante a reeleição em primeiro turno de Geraldo Alckmin em 2014. O dinheiro investido garantiu uma cobertura mansa da grande imprensa sobre a falta de água.

Cidade Tiradentes, na zona leste de São Paulo, chega a ficar mais de 17 horas diariamente sem água. O diretor metropolitano da Sabesp, Paulo Massato Yoshimoto, uma indicação do senador tucano Aloysio Nunes, chegou a sugerir às vítimas que corressem para as montanhas. Acompanhamos de perto as investigações da CPI aberta na Câmara Municipal. A má gestão é um grande negócio para a Sabesp.

A direção do documentário é de Carla Bispo, que se debruçou sobre o material que colhemos ao longo de meses. Confira o vídeo sobre esse escândalo que ainda está longe de se encerrar em São Paulo.

Muito obrigado pelo apoio.

Leia também:
A obscura ameaça de privatização das águas
R$29 milhões: Obra da Sabesp recém-inaugurada por Alckmin, não tem água para ser captada
Gambiarra hídrica para evitar rodízio de água em São Paulo precisará ser refeita
Sabesp se nega a informar o quanto arrecada com conta de água
Alckmin, o melhor gestor hídrico: Sabesp quer sigilo de 15 anos para seus documentos
Alckmin, o melhor gestor hídrico, fornece água com metais pesados e agrotóxicos
Alckmin, o melhor gestor hídrico: Obra da Sabesp tem vazamento no dia da inauguração
Alckmin, o melhor gestor hídrico: Mancha de poluição no Rio Tietê dobra em um ano
Nasa proíbe tucanos de irem para Marte
Se Alckmin pode receber prêmio de gestor hídrico, Bolsonaro deve receber o Nobel da Paz
Não é piada: Mesmo com São Paulo sem água, Alckmin ganhará prêmio de gestão hídrica
Não é culpa de São Pedro: Tribunal de Contas acusa PSDB pela falta d’água em São Paulo
Receita da Sabesp com multa na conta da água bate recorde em julho
Gestão tucana: Grande São Paulo teria 51% mais água se Alckmin tivesse agido antes
São Paulo: Nem todos pagarão mais caro pela água
Após reajuste nas contas de água, lucro da Sabesp sobe 11,5%
Em 2009, Serra foi alertado para a crise hídrica de 2015. E não fez nada
Documento acusa Alckmin de criar “falsa impressão” ao tentar atenuar desabastecimento de água
Choque tucano de gestão: Alckmin afirma que “ninguém ficou sem água” em São Paulo
Choque tucano de gestão: Sabesp cobra mais de escola pública do que de vips
E se faltar água em São Paulo?
Racionamento de água e a sina do PSDB
Alckmin compromete abastecimento de São Paulo pelos próximos cinco anos
Alckmin torra R$87 milhões em propaganda inútil da Sabesp
Seca: Procuradores acusam Alckmin de provocar colapso no Sistema Cantareira
José Serra deflagra operação Sabesp
Vídeo: Da crise hídrica à crise democrática
Alckmin diz que plano de contingência contra racionamento é “papelório inútil”
No auge da crise hídrica e durante a campanha eleitoral, Sabesp triplicou gastos com publicidade
Gestão tucana: Caos social por falta de água em São Paulo
ONU considera crise hídrica em SP uma violação aos direitos humanos
Depois de destinar R$4,3 bilhões a acionistas, Alckmin quer aumentar preço da água
Gestão tucana: Se o Tietê estivesse despoluído, ele poderia salvar São Paulo da crise hídrica
Sabesp é generosa com acionistas, mas não com investimentos em infraestrutura
Memória seletiva: Folha diz que alerta para crise hídrica desde 2001. De uma hora pra outra esqueceu
Vladimir Safatle: A crise da água e a transferência de responsabilidades
Diretor da Sabesp: “Saiam de São Paulo porque aqui não vai ter água.”
Enquanto a Petrobras é massacrada, a Sabesp é convenientemente esquecida
Lógica financeira da Sabesp marginaliza tratamento de esgoto e limpeza de rios
Geraldo Alckmin provoca diarreia em São Paulo
Escolas fechadas, fuga da cidade, caminhões-pipa: O cenário possível de São Paulo sem água
A fina flor da demagogia barata
Folha, 12/10/2003: São Paulo só atende demanda por água até 2010
Se o rodízio de 24 horas fosse feito em 2014, haveria economia de 12,3% do Cantareira
Está chegando o dia: Rio Tietê perderá o cheiro ruim até 2015, diz governo
Agora é oficial: Ministério Público aponta responsabilidade de Alckmin na crise da água
Alckmin pode não ter solução para a água, mas já tem estratégia de mídia
Estelionato eleitoral: Cronologia das pérolas ditas por Alckmin durante a crise hídrica
São Paulo: Por trás da falta d’água, privatização e ganância
Sabesp ignorou regra que reduziria risco de falta de água em São Paulo
Em 2013, devido à falta de manutenção nas tubulações, Sabesp desperdiçou uma Cantareira
“Oh, happy days”: A festa da Sabesp em Nova Iorque e a falta de água em São Paulo
Alguém precisa acordar Alckmin
Os 10 mitos sobre a crise hídrica
Os tucanos já gastaram US$3,6 bilhões para limpar o Tietê, mas o rio continua poluído
O que sai no jornal ou “o racionamento dos fatos”
Para entender a escassez de água
Sabesp se nega a publicar contratos de empresas que mais consomem água
Luciano Martins Costa: A ordem é preservar Alckmin e criminalizar a população
Empresas começam a deixar São Paulo pela falta d’água
Falta luz? Nos últimos anos, Eletropaulo cortou investimentos
Sabesp: Do Cantareira para a Bolsa de Nova Iorque
Em São Paulo, 360 quilômetros de Metro: Era a previsão de 1968
Secretário de Alckmin diz que reclamações sobre falta d’água em São Paulo são “exibicionismo”
Catástrofe social, econômica e ambiental ronda o estado de São Paulo
É hora de Fernando Haddad coordenar a luta contra a falta de água

Uma resposta to “DCM produz documentário sobre Alckmin, a Sabesp e a falta d’água em São Paulo”

  1. welbi Says:

    Desde o início da crise hídrica o Governo do Estado tem tomado medidas para minimizar seu impacto e garantir o abastecimento de água à população. Faz campanha de conscientização para economia de água, adotou o bônus para quem reduzir o consumo, está realizando diversas obras de ampliação da capacidade de reservatórios e a integração de sistemas permitindo a diminuição da retirada de água do Cantareira. Essas medidas evitaram que se adotasse o rodízio de água.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: