Alerta geral: Cadê o Preciado?

Gregorio_Preciado03_Privata

Serra, Preciado e Baiano, tudo a ver.

Rogério Guimarães em 30/11/2015

Delcídio do Amaral é só um ex-tucano que segue em tenebrosas transações com os tucanos e com o PMDB, apesar de ter ingressado no PT (provavelmente, para ter mais acesso a áreas de influência no governo, agora ficou claro).

O espanhol Gregório Marin Preciado foi citado com clareza na gravação. Ele é personagem ilustre no livro A Privataria Tucana. Este espanhol radicado no Brasil é sócio de José Serra e casado com uma prima dele, tendo ambos indicado Nestor Cerveró para a diretoria de petróleo e gás da Petrobrás, quando Serra era ministro de FHC, no governo tucano.

E o banqueiro preso, André Esteves, é amigo íntimo e ainda padrinho de casamento de Aécio Neves, tendo sido o maior doador individual de sua campanha em 2014.

Ou seja: quanto mais apertam o parafuso da Vaza-Jato, mais aparecem plumas e penas de tucanos esvoaçando pelo ar…

Porém, a mídia tem um abacaxi nas mãos neste momento: esconder Gregório Marin Preciado.

É por isso que se voltam contra o filho do Lula (pela 15ª vez), para tentar desviar o foco da Lava-Jato para cima do Preciado e do Serra, o que dá na direção de FHC.

Pela ordem e lógica natural das coisas, este Gregório Marin Preciado deveria ser o personagem principal a ocupar hoje as manchetes dos jornalões!

Os blogs que mostram à população aquilo que a imprensa privada dos jornalões esconde, precisa trazer à luz do dia este personagem. A ficha completa deste espanhol cheio de maracutaias está no livro A Privataria Tucana.

Cadê o Preciado?

***

Delcidio12

SERRA SONDOU DELCÍDIO QUANDO APARECEU NOME DE PRECIADO
Via Jornal GGN em 26/11/2015

A divulgação das conversas do senador Delcídio Amaral lança um facho de luz sobre um personagem que, até agora, apareceu apenas de relance na Lava-Jato: Gregório Preciado, casado com uma prima do senador José Serra e bastante ligado a ele, a ponto de ser um dos personagens centrais de sua vida pública.

A partir dos 49:55 minutos de conversa, fica-se sabendo que o verdadeiro operador dos negócios da Petrobras na África – denunciados pela Lava-Jato – era Preciado.

Aos 58:46, o advogado Edson conta a Bernardo que Fernando Baiano fez um acordo com Nestor para não falar sobre o assunto África, “porque era de uma empresa espanhola que, se não me engano, era dele também”. Nestor topou o acordo e não confessou.

Segundo Delcídio, Nestor poupou Preciado. Fernando Baiano estava à frente da operação, mas quem organizava tudo era Preciado.

Quando o nome de Preciado apareceu, segundo Delcídio, ele foi procurado por Serra, que “me convidou para almoçar outro dia, e ele rodeando no almoço, rodeando”.

Como Bernardo nada sabia sobre Preciado, Delcídio conta que Baiano conhecia, porque Preciado fez negócios com a Petrobras, através da Union Fenosa. Segundo Delcídio, foi Paulo Roberto quem abriu espaço para os espanhóis, “por decisão superior”. Isso tudo antes de 2003.

Depois menciona um fundo norte-americano associado a um certo Paulo Dote.

Leia também:
Áudio de Delcídio: Dinheiro da Alstom e “cunhado” de Serra comandam o delator Baiano
Mídia esconde verdadeiras “relações perigosas” de Bumlai
Polícia Federal: Áudio cita “japonês bonzinho” que vende vazamentos para mídia
Padrinho, eleitor e financiador de Aécio, na mídia André Esteves vira “amigo de Lula”
Dono do BTG pagou R$45 milhões a Eduardo Cunha para alterar MP dos bancos
Citado por Delcídio, Gilmar diz que conversa com todos sobre pedidos de liberdade
J. Carlos de Assis: Depois da divulgação seletiva, agora as investigações seletivas
Recordando: “Renan indicou Cerveró para diretoria da Petrobras”, diz Delcídio
Saiba quem é o banqueiro André Esteves, o padrinho de Aécio
Enfim, um tucano preso. Motivo? Se filiou ao PT!
Novas gravações de Delcídio causam ira suprema de ministros do STF
Preso na Lava-Jato: André Esteves, padrinho de casamento de Aécio, pagou lua de mel ao afilhado em Nova Iorque
Vazamento seletivo: Relator da Lava-Jato estoura a caixa preta de Sérgio Moro
O banqueiro-bandido André Esteves, dono do BTG Pactual e padrinho de Aécio, queria o controle da CEF e do BB
Delcídio, o petista mais tucano do que muito tucano, se gabava de ter ajudado a condenar Dirceu e Genoíno
Denúncia contra Eduardo Cunha pode ligar Lava-Jato à privataria tucana

2 Respostas to “Alerta geral: Cadê o Preciado?”

  1. pintobasto Says:

    Eliane, isso mesmo, são duas porcarias concorrendo ao primeiro lugar na fossa de esgoto. E agora juizinho Sérgio Moro? Vai pegar o Preciado? Esse Delcídio do Amaral é um bau de novidades muito escabrosas! Se começar a falar, a operação Salva Ratos vai acabar!

  2. Eliane Barroso Says:

    Ainda não cheguei à conclusão de quem é pior: se o poder judiciário ou se a mídia! Ambos são a escória do Brasil!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: