O patético fim da carreira de Eduardo Cunha, o usufrutuário

Eduardo_Cunha_PMDB186_Carne_Moida

Paulo Nogueira, via DCM em 8/11/2015

Tinha mesmo que terminar em comédia a trágica tentativa de Eduardo Cunha de virar presidente da República. A posteridade haverá de rir, tanto mais porque terá sido poupada da angústia de ver Cunha controlar a Câmara dos Deputados com seus métodos sujos.

É de Cunha a palavra do ano: usufrutuário. Bem a seu estilo tosco, ele errou ao pronunciá-la. Disse “usufrutário”.

Ele afirmou não ser dono do dinheiro das contas suíças, mas usufrutuário em vida. Nas redes sociais, a palavra prontamente viralizou. Tornou-se sinônimo de ladrão.

A carne moída com a qual Cunha diz ter ganhado na mocidade o dinheiro das contas também se tornou um clássico imediato das piadas.

Zé Simão afirmou, com razão, que era mais fácil Cunha ter alegado que o dinheiro foi presente do Papai Noel.

Um colunista da Folha disse que a carne moída de Cunha serviu, exportada, para combater a fome na África.

Também entra na lista das piadas a declaração pateticamente tardia de Aécio contra Cunha.

Quer dizer: só agora Aécio descobriu que as provas são escandalosas, e que Cunha contamina e desmoraliza o Congresso.

É apenas uma coincidência que Aécio abandone Cunha quando morreram as esperanças de impeachment depositadas em Cunha.

Com a carne moída e com a condição de usufrutuário de Cunha falece a ilusão do impeachment para golpistas como Aécio.

Mais de um ano depois de perder mesmo com o apoio desvairado da imprensa, da Lava-Jato e da Polícia Federal com seus vazamentos sórdidos, Aécio deve agora sossegar e fazer o que não fez este tempo todo: trabalhar. Honrar o dinheiro que o contribuinte lhe dá como senador.

Quanto a Cunha, em meio a gargalhadas gerais da nação, ele sai da história para entrar na comédia e desta, rapidamente, para a tornozeleira.

Ele é exatamente o modelo de político rechaçado, numa declaração famosa, por Mujica.

Mujica disse que política é para quem não está atrás de dinheiro. Quem quer dinheiro, completou, deve montar seu negócio e virar empresário.

Cunha entrou na política para ficar rico.

Se fosse menos ambicioso, e mais esperto, teria verdadeiramente se dedicado ao comércio de carne moída.

***
Eduardo_Cunha_PMDB187_Fernando_Diniz
CAI MAIS UMA MENTIRA CONTADA POR EDUARDO CUNHA
Via Brasil 247 em 10/11/2015

Desmoronou a tese criada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/PR), para justificar a origem de seus recursos na Suíça, depositados pelo lobista João Augusto Henriques, preso na Operação Lava-Jato.

Henriques afirmou ter depositado a quantia depois te ter sido favorecido num negócio realizado na área internacional da Petrobras, cujo ex-diretor, Jorge Zelada, havia sido indicado pelo PMDB de Minas.

Ao ser confrontado com essa versão, Cunha afirmou supor que Felipe Diniz, filho do ex-deputado Fernando Diniz, havia pago uma dívida do pai, contraída no exterior.

No entanto, em depoimento à Procuradoria Geral da República, obtido pelos jornalistas Aguirre Talento e Márcio Falcão (leia aqui), Diniz afirmou que desconhecia a existência de contas no exterior atribuídas ao presidente da Câmara e negou que tenha ordenado o pagamento. “Não fui procurado por Eduardo Cunha ou por qualquer intermediário dele para tratar do tema ou estabelecer uma versão defensiva comum”, disse ainda o filho do ex-deputado.

Agora, o presidente da Câmara terá de construir uma nova tese para a fortuna depositada por Henriques em sua conta.

Leia também:
Eduardo Cunha na berlinda: A franqueza de Paulinho da Farsa e a traição do PSDB de Aécio

7 Respostas to “O patético fim da carreira de Eduardo Cunha, o usufrutuário”

  1. pintobasto Says:

    O escroque é tão atrevido que avacalhou com todos, sempre negando evidentes provas que é ladrão corrupto. A sociedade é muito culpada por votar num tremendo FDP.

  2. daysens Says:

    O PSDB silenciou. Agora que a máscara do Cunha derreteu-se,definitivamente, ante o fogo dos que lutam pela verdade, decidiu, através de um de seus membros, Aécio, manifestar-se sobre o que já estava há muito manifesto.
    Que ótimo que a verdade prevaleceu.
    Que se faça a justiça.
    O grande Mujica tem razão: Política não é para quem busca dinheiro. Quem busca dinheiro deve abrir a sua própria empresa.

  3. Eliane Barroso Says:

    #ForaCunha! Encaminhe seus miolos moídos à cadeia!

  4. Magda Santos Says:

    como é que um sujeito destes ainda tem a desfaçatez de se candidatar a algum cargo politico!! Vai pra casa cuidar dos teus demõnios pois teus anjinhos se foram mortos de vergonha!!

  5. Wilson Eduardo Canova Teixeira Says:

    Um belo cara – de – pau e não demonstra nem um pingo de vergonha, mesmo na situação em que se encontra. Foi buscar a defuntada para servir de testemunha das suas falcatruas, vê se pode? E a tucanada só se redimiu, não por opção moral, mas por medo do custo que a imoralidade desse apoio ia lhes causar. Isso não eleva os tucanos à condição de partido moralístico, porque essa decisão foi por estratégia política e não por convicção moral.

  6. pintobasto Says:

    O focinho de Eduardo Cunha sempre mostrou o grau de preversidade deste tremendo escroque que se vendeu sempre a bandidos mais ousados que ele. Sempre foi um pau-mandado, mas a sociedade ainda não reagiu como deveria em relação a este porcalhão!

  7. Wilson Eduardo Canova Teixeira Says:

    CARA DE PAU SAFADO!!!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: