Alexandre Contrucci: Breve comentário sobre a prova do Enem

Enem11_2015Alexandre Contrucci via Facebook em 26/10/2015

Curioso, como sempre, catei o exame de minha filha. Não só para interagir, mas para estar apto a comentar sobre as manchetes jornalescas que, desde a criação do programa, alardeia seus pontos falhos.

Outrora, as críticas eram sobre fraudes, gráficas viciadas, inocuidade do próprio sistema etc. Há época, as manchetes negativas eram produzidas por funcionários de meios de comunicação de massa, pouco familiarizados com a complexidade do ensino médio, mas que honravam seus salários de formadores de opinião.

Maneira medíocre de ganhar a vida.

Para comentar sobre triagem, há de ter passado algum tempo militando sobre o assunto. Faustões, Lucianos, Felicianos, Malafaias, Olavos, Bolsonaros, Galvões, Frotas, Lobobões e as viúvas da bolsa milico não precisaram pegar nas enxadas – que tanto gostam de oferecer – do saber.

A prova, lida de ponta a ponta, oferece uma grande oportunidade de pensar a educação sob a esfera cidadã. A da interpretação do cotidiano sob a ótica de diversas culturas. Desde a europeia até a indígena, que ainda existe apesar dos Caiados.

Desde os regimentos experimentados há mais de século por sociedades que aboliram a escravidão (de direito) muito antes que nós aqui do Brasilsão. Aliás, fomos a última democracia do planeta a fazê-lo. Até de questões técnicas, mas que ainda assim convidavam o triando a uma mínima dose de interpretação. Foi aí que o bicho pegou!

Quem achava que iria ingressar no mundo universitário porque aprendeu a cantar “Ó plasmalema…” e outros hits de decoreba, deve ter ficado decepcionado. Afinal algumas dezenas de milhares de granas investidos nas fábricas especializadas em aprovar os jovens nas boas universidades saíram talvez mais caro.

Houve gente que não honrou tanto investimento despejado por seus provedores por não conseguir elaborar um único parágrafo na redação.

Culpa do Enem, claro.

Leia também:
Flavio Aguiar: Cada país tem a direita que pode

2 Respostas to “Alexandre Contrucci: Breve comentário sobre a prova do Enem”

  1. bloglimpinhoecheiroso Says:

    Esse é meu modesto trabalho.
    Há braços de luta.

  2. Alexandre Contrucci Says:

    O melhor são suas precisas correções desta minha limitada escrita, sem prejuízo algum de conteúdo. Valeu Miguelito!

    bjo

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: