Augusto Nardes é um Gilmar Mendes piorado

Augusto_Nardes04

Augusto Nardes, ministro do TCU, devidamente incorporado à ofensiva golpista contra a democracia.

Para Vannuchi, Dilma atuou “corajosamente” em reforma política
Colunista elogia condução de reforma ministerial: “Ponto para Dilma”, e diz que governo acerta em confrontar ministro do TCU que antecipou rejeição de contas: “Ele faz política o tempo todo.”
Via RBA em 5/10/2015

O governo terminou a semana passada anunciando, com acerto, uma reforma ministerial meticulosa, com objetivo de debelar a crise política hoje para poder governar e colher objetivos da gestão mais adiante. Esta é a opinião do cientista político Paulo Vannuchi, para quem a semana começa com mais um gesto político correto do governo, ao colocar sob suspeição o ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU) – relator na análise das contas do governo em 2014 e que desde o início do ano vem antecipando parecer contrário à aprovação do balanço apresentado pela equipe de Dilma. Ao conceder inúmeras entrevistas condenando as apelidadas “pedaladas fiscais”, muitas delas antes mesmo de analisar os documentos preparados pela defesa do Planalto, Nardes teria violado a conduta de um julgador

Segundo o advogado-geral da União, Luís Adams, a antecipação pública de voto viola a Lei Orgânica da Magistratura. Por isso, a Advocacia Geral da União (AGU) deve apresentar na segunda-feira, dia 5/10, uma arguição de suspeição contra Nardes ao presidente do TCU, Aroldo Cedraz, para afastá-lo do caso. A decisão será do plenário do tribunal. “A Lei Orgânica da Magistratura diz que é vedado ao magistrado manifestar, por qualquer meio comunicação, opinião sobre o processo pendente. Ele não só fala do processo como antecipa o que vai fazer. Deixa de ser magistrado e vira político. Este processo está eivado de politização”, disse Adams, em entrevista concedida ontem junto com os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, e do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa.

“É possível que não passe [no plenário do tribunal], mas o pedido de suspeição cria confronto político mais sério”, diz Paulo Vannuchi, em comentário na Rádio Brasil Atual. “Nardes é uma pessoa que está há muitos anos no TCU. É um político com origem na antiga Arena do Rio Grande do Sul, o partido da ditadura. E que está fazendo política o tempo todo. É um Gilmar Mendes piorado”, compara o colunista, referindo-se ao ministro do Supremo Tribunal Federal.

“Agora o Nardes está incorporado à ofensiva golpista reacionária. Faz seminários, encontros, coletivas todo santo dia”, avalia Vannuchi. “Com a mentira de que está num tribunal que não é tribunal, não é Judiciário. É um cargo de políticos frustrados, como definiu certa vez o (ex-ministro do STF) Joaquim Barbosa.”

Reforma política
Vannuchi fez elogios ao movimento comandado pela presidenta Dilma Rousseff no xadrez da crise política, por meio da reforma ministerial. Segundo ele, em situações de crise, não basta gerenciar a máquina administrativa. “É preciso avaliar o equilíbrio de forças no governo, no Legislativo, no Judiciário e na sociedade. E verificar que recuos são necessários para atingir o objetivo prioritário mais adiante. A presidenta atuou corajosamente. Pode não dar certo, mas foi uma semana em que ela agiu. Ponto para a Dilma.”

O analista político da RBA demonstrou preocupação com o Ministério da Saúde, avaliando que “muita gente deve estar com o coração sangrando” pela concessão da pasta ao PMDB do fisiologismo. Mas viu pontos positivos em todas as principais mudanças. Destacou, exemplo, que na fusão dos ministérios do Trabalho e da Previdência, a pasta volta a dar um peso maior na representação dos movimentos sindical e social ao ficar sob os comandos de Miguel Rossetto (ministro), de Carlos Gabas (secretário nacional de Previdência) e de José Lopez Feijó, ex-dirigente da CUT (secretário nacional do Trabalho).

Vannuchi destacou ainda a criação do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, com a nomeação de uma mulher negra para chefiar órgão, a atual ministra da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial, Nilma Lino Gomes, a continuidade de Eleonora Menicucci como secretária de Mulheres e a indicação de Rogério Sottili – que deixa a Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura de São Paulo para assumir a nacional. “Movimentos de direitos humanos do Brasil inteiro comemoraram a indicação.”

Aloizio Mercadante, que deixa a Casa Civil para voltar ao Ministério da Educação, recebeu uma defesa ponderada do colunista. “Não é possível que ele seja acusado de ser o responsável por todos os erros do governo. Ele foi transformado num bode expiatório – assim como parte da sociedade tem feito com o PT – até por petistas. E não tem cabimento isso. Ele tem muitas qualidades políticas e uma longa trajetória. Foi excelente senador e ministro da Educação”, afirma Vannuchi, ressalvando ter sobressaído no ministro a avaliação geral de ser “durão” e “ouvir pouco”, o que não cabe em articulação política.

Nesse contexto, os perfis de Jaques Wagner, que assume a Casa Civil, e Ricardo Berzoini, incumbido de comandar a Secretaria de Governo – fusão da Secretaria Geral da Presidência com a Secretaria de Relações Institucionais –, reforçarão ao papel da articulação política.

Leia também:
Demotucanos pressionam TCU a rejeitar contas de Dilma
TCU: O ministro Augusto Nardes violou a lei, é óbvio. Mas desde quando a lei vale para todos?
Sonegação bilionária: Ministro do TCU, Augusto Nardes, foi pego na Operação Zelotes
Dilma comprova no TCU que não houve violação da Lei de Responsabilidade Fiscal
Ricardo Melo: TCU, Tribunal Criminoso da União
Ministro do TCU admite pressão para rejeitar contas de Dilma
Filho de ministro do TCU envolvido na Lava-Jato é o todo-poderoso do Solidariedade
TCU: Ministro que ameaça rejeitar as contas de Dilma é denunciado por receber propina
Ministro do TCU é acusado de receber verba desviada
A “imparcialidade” do procurador do TCU que pediu a rejeição das contas de Dilma
“Petrolão”: Tucanos lideram lista da Odebrecht… Mas não vem ao caso

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: