PF investiga ameaça de envenenamento de Dilma

Dilma_Teresina03

PF VAI INVESTIGAR MENSAGENS DE ÓDIO NO FACEBOOK CONTRA PRESIDENTA DILMA
Maiana Diniz, via Agência Brasil e lido no DCM em 12/9/2015

A Secretaria Geral da Presidência da República informou no sábado, dia 12/9, que pediu à Polícia Federal para investigar a empresa que prestaria serviços de buffet no evento Dialoga Brasil, em Teresina, na sexta-feira, dia 11/9, durante visita da presidenta Dilma Rousseff. Segundo a nota, informações publicadas horas antes do evento, em rede social, poderiam colocar em risco a segurança da presidenta da República, com possível caracterização de incitação a crime contra a sua pessoa.

Dilma_Teresina01

Um jornazista, que foi fazer a cobertura do evento em Terezina, também deixou uma mensagem de ódio no Facebook.

Uma funcionária do buffet La Trufel, contratado pela Presidência da República, fez uma postagem controversa no Facebook. Ela dizia que “hoje, a nossa presidente Dilma está em Teresina, e vou ter o ‘prazer’ de fazer o evento para ela e toda equipe. Queria saber dos meus colegas se alguém tem algum pedido especial, afinal é uma oportunidade única”.

A publicação foi respondida por internautas com mensagens de ódio, inclusive com sugestões de envenenamento da presidenta. A assessoria da Secretaria Geral disse que a mensagem foi vista pela equipe de monitoramento das redes sociais da Presidência, e o serviço foi suspenso duas horas antes do evento.

“Repudiamos qualquer forma de incitação a crime ou a atentado contra qualquer pessoa”, diz a nota.

A Advocacia Geral da União vai avaliar as medidas cabíveis para eventual responsabilização penal e civil dos envolvidos.

Até o fechamento desta matéria, a Agência Brasil não conseguiu contato com o buffet La Trufel nem com a funcionária que fez a publicação.

2 Respostas to “PF investiga ameaça de envenenamento de Dilma”

  1. Rogério Guimarães Oliveira Says:

    Penso que os serviços de segurança da Presidência da República e do ex-Presidente Lula devam ser reorganizados, com o refazimento de seus conceitos de segurança, de forma bem mais profunda, profissional e abrangente, em razão deste fomento ao ódio nos ambientes políticos que está sendo instigado e dissipado pelas redes sociais e até pela imprensa. Nos EUA, um rapaz que recentemente postou frase no Facebook, na qual teria dito que “daria um tiro em Obama”, foi preso pelo FBI e deverá ser mantido encarcerado por muito tempo, de acordo com a Lei de Segurança Nacional daquele país, até que se esclareça, efetivamente, suas efetivas intenções no episódio, o que deve demorar. A segurança presidencial brasileira deve trabalhar na frente dos fatos e não a reboque deles. E os indivíduos que integram estes serviços devem ser muito bem selecionados e treinados.

  2. pintobasto Says:

    E o jornalista Figueira de Sousa não foi detido por sua mensagem de ódio? Esta mania de insurgirem contra a Presidente virou uma variante da gripe das galinhas depenadas pelos urubus famintos. Coisa de trouxas que se borram de medo quando sentarem num banco de delegacia, mas vá insultar a mãe deles para ver como viram umas feras.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: