O nó a jato na cabeça dos brasileiros de bem

No_Cabeca01Francy Lisboa, via Jornal GGN em 8/9/2015

Durante a campanha presidencial do ano passado tivemos momentos épicos que ficarão guardados para serem utilizados a título de exemplo para situações correntes.

Um dos pontos daquela estressante campanha de 2014 foram as idas e vindas da então candidata Marina Silva em relação a temas polêmicos. O comportamento errático da candidata pelo PSB fez com que ocorresse aquilo que nenhum militante merece: ter seu tapete puxado pelo próprio candidato.

Não se pode negar que todos nós, seres passivos de paixões, queremos sempre um nível básico de previsibilidade nas ações daqueles que acreditamos, ou seja, uma diretriz, para não sermos pegos de surpresa e assim fazermos o papel de bobos. Melhor, papel de otários, para usar o linguajar mais brasileiro possível.

Minhas teorias psicanalistas podem ser simplistas, mas também é inegável que todos nós temos uma relação de ódio com situações e pessoas que nos fazem lembrar que somos ou que fomos trouxas.

É por isso que, em minha opinião, a exposição ao ridículo retroalimenta o próprio ato de ser ridículo, pois retroceder na cabeça de muitos brasileiros é tão ou mais humilhante do que manter-se no transe embarcado.

Assim, as esperanças de debate estruturado caem sobre a terra onde muitos se encontram com um nó na cabeça, em uma espécie de prisão: manter o ódio, ou aceitar o que a realidade nos impõe? Eis a questão. Mas que realidade seria essa?

Bem, existem muitas. Uma delas é a realidade da Operação Lava-Jato. Com preces de virar um novo “mensalão”, a operação vai atuando de forma errática, puxando o tapete daqueles que em seus transes acreditam que ela é obra e fruto inconteste do petismo.

Percebe-se nas conversas o malabarismo para convencer, não a mim, chamado petista fanático [risos], mas a eles mesmos, de que a Lava-Jato é para investigar crimes do PT. A relativização dos crimes cometidos pelo gângster mais famoso da Casa Baixa apenas porque ele é contra o inimigo platonizado é reflexo desse nó a jato que assola os brasileiros “de bem”.

Janot é demonizado e acusado de estar a mando do governo quando contribui para o movimento errático que destrói a previsibilidade daqueles que não tem outra coisa senão a manutenção do estado de ódio. Para cada denúncia contra petistas surgem três arautos da moralidade intrincados na malha da Lava-Jato. Como conviver com tamanha falta de sustentação dos desejos? Refluir do ódio, depois de se depararem como sustentadores da assimetria, seria terrível. Seria quase que ser chamado de petista [risos].

Para que pudessem viver minimamente em paz era preciso que a Lava-Jato tivesse reunido apenas elementos que confirmassem seus anseios, ou seja, que ela atendesse a previsibilidade do ódio. Infelizmente, não é isso que estamos vendo. Por isso, o ódio vai continuar contra o PT e o Governo petista que, na cabeça dos brasileiros em transe, é o principal responsável pelo incomodo de ter suas certezas abaladas. Um verdadeiro nó.

2 Respostas to “O nó a jato na cabeça dos brasileiros de bem”

  1. Vera Sueli Urbine Miranda Says:

    Não gosto da Marina, votei em FHC uma vez e depois achei que tanto fazia. Como sempre, voltei a sentir o ódio ao PT e petistas, na padaria, no supermercado e até na periferia da minha cidade. É constrangedor! Vi a foto de Dirceu sendo preso e a foto de Genoino abraçando a filha. Vi um congresso que vota tudo contra o povo, comandando por um ladrão. Vi um STF ser desacreditado por tanto desmando. Mas vi, pela primeira vez, o LULA tomando posse na TV e chorei o tempo todo. Apesar de tudo isso, me sinto representada no governo federal, por LULA e agora por Dilma!

  2. pintobasto Says:

    O nó a jato na cabeça dos brasileiros atordoa ainda mais quando nesta altura do campeonato de caça aos petistas, aparece o verdadeiro nome da operação, SALVA RATO porque até agora só os grandes ladrões do dinheiro roubado da Petrobras têm resolvidas suas situações, os restantes só se livrarão do juiz Sérgio Moro se denunciarem que deram propinas ao PT, mas têm que apresentar provas do que denunciam ou mostrar o caminho para a PF comprovar o que declarara. E as provas que não aparecem? E no Conselho Nacional de Justiça não tem ministro suficientemente inteligente para pôr cobro aos disparates muito exagerados do citado juiz? Será que vai manter Marcelo Odebretch preso indefinidamente? Será que Sérgio Moro sabe da responsabilidade de Marcelo para com a Nação? Está parecendo que não.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: