Gilson Caroni Filho: Nunca o ridículo foi tão eficaz

Jornalistas_Direita01

Gilson Caroni Filho no Facebook em 26/8/2015

Não vou dizer que sinto saudades porque estaria mentindo. Mas a direita, a mesma que prega abertamente golpes e retrocessos, já teve quadros bem mais preparados.

Cito Lacerda e Roberto Campos. Eram ideólogos qualificados. Na imprensa, o golpe militar de 1964 foi defendido por Carlos Heitor Cony (que se arrependeria rapidamente), Alberto Dines (que atualmente edita o Observatório da Imprensa), Nelson Rodrigues (o grande dramaturgo) e outros do mesmo calibre.

Hoje, quem alimenta o discurso do ódio atende por Constantino, Olavo de Carvalho, Reinaldo Azevedo e Merval Pereira. Mas não é pelo fato de o discurso elaborado ter dado lugar à piada grotesca que devemos subestimar seus efeitos e muito menos compartilhar o que escrevem.

Nunca o ridículo foi tão eficaz.


%d blogueiros gostam disto: