Luis Fernando Verissimo: Manifestantes não sabem o que querem

16_Agosto27_Varanda

O vácuo
Os manifestantes contra o governo sabem o que não querem – a Dilma, o Lula, o PT no poder –, mas ainda não pensaram bem no que querem.
Luis Fernando Verisssimo em 20/8/2015

Houve um tempo em que os cachorros corriam atrás dos carros. Era uma cena comum: vira-latas perseguindo carros, latindo, como se quisessem expulsar um intruso no seu meio. Às vezes viam-se bandos de cães indignados, perseguindo carros que passavam, e dava até para imaginar que um dia conseguiriam alcançar um, dos pequenos, pará-lo, cercá-lo e… E o quê? Comê-lo? Nunca ficou claro o que os cachorros fariam se alcançassem um carro. Era uma raiva sem planejamento. (Hoje, a cena de cachorros correndo atrás de carros é rara. Os cachorros modernizaram-se. Renderam-se ao domínio do automóvel. Ou convenceram-se do seu próprio ridículo).

Os manifestantes contra o governo sabem o que não querem – a Dilma, o Lula, o PT no poder –, mas ainda não pensaram bem no que querem. Se conseguirem derrubar o governo, que cada vez mais se parece com um Fusca indefeso sitiado por cães obsoletos, o que, exatamente, pretendem fazer com o vácuo? A política econômica atual é um sonho neoliberal. Seu oposto seria uma volta à política econômica pré-Levy? Dependendo de como for impedida a Dilma, o vácuo pode ser preenchido pela ascensão do vice-presidente (tudo bem), pelo eleito num novo pleito (seja o que Deus quiser) ou pelo Eduardo Cunha (bate na madeira). O que os manifestantes preferem? A raiva precisa de um mínimo de previsão.

Uma parte dos manifestantes não tem dúvida do que quer. Da primeira grande manifestação de 2013, passando pelas duas deste ano, o que mais cresceu e apareceu foi a linha Bolsonaro, que pede a volta da ditadura militar e lamenta, abertamente, que os militares não tenham matado a Dilma quando tiveram a oportunidade. Por sinal, o Fernando Henrique talvez se lembre que o Bolsonaro disse a mesma coisa a seu respeito. Mas, enfim, as guerras fazem estranhos aliados.

Sugiro a quem se preocupa com o momento nacional que faça um pouco de arqueologia histórica para manter as coisas em perspectiva. Procure na imprensa da época a reação causada pela marcha da família com Deus pela liberdade contra a ameaça comunista. Também foi uma manifestação enorme, impressionante. E foi o preâmbulo do golpe de 64, e dos 20 anos negros que se seguiram e hoje tanta gente quer ver de novo. Pode-se argumentar que os tempos eram outros, tão distantes que os cachorros de então ainda corriam atrás de carros, e a luta era outra. Mas o triste é que ainda é a mesma luta.

Leia também:
Antonio Lassance: Impeachment não é recall
Aécio Neves protesta contra a corrupção estacionando carro em local proibido
Beth Carvalho aos golpistas: “Minha voz e meu samba não os representa.”
Rio São Francisco: Em discurso de ódio, internauta diz que “Dilma tem que ‘morre’ afogada sexta feira”
16 de agosto: Não era amor, era cilada
Quando a direita golpista encontra o Estado ampliado
Imperdível: Vídeo sintetiza o pensamento dos coxinhas
16 de agosto: Elite perfil Versace
Fotos mostram o nível dos “manifestantes” que querem mudança
Corrupto pede prisão aos corruptos e é atendido
Outro retardado online: Blog tem guia de como estuprar aluna da USP
A direita abraça as redes sociais
A ditadura vista da janela da escola
Marilena Chauí: A ditadura militar iniciou a devastação da escola pública
Golpistas usam mentiras na rede para inflar protesto anti-Dilma
Paulo Teixeira: Solidariedade aos haitianos
E não é que o bandido que humilhou o haitiano era mesmo bandido?
Quem está celebrando o ataque brutal contra os seis haitianos?
A escalada do ódio
Ódio: Atriz transexual que se “crucificou” em parada LGBT é esfaqueada
Flávio Aguiar: No Brasil, o buraco é mais em cima
PSTU bate panela junto com a pequena burguesia fascista
Guilherme Boulos: A política vai às ruas
E aí ministro Cardozo? Nos EUA, homem é detido por ameaçar Obama no Facebook
Só os diferenciados: Bairros da periferia de São Paulo não aderem a panelaço contra PT
Aos paneleiros: Programa do PT de quinta-feira, dia 6 de agosto
Os 11 princípios de Joseph Goebbels, o ministro da propaganda nazista
O fascismo não virá, ele já está
Não chame um nazista de nazista: A reação da extrema-direita a uma nota de jornal
Vídeo: Festival Internacional do Coxinha (Fico)
Documentário: O Negócio da Revolução
Luis Fernando Verissimo: Quando vamos acordar para a barbárie golpista que ameaça o Brasil?
Ódio: A dignidade feminina é atacada nas redes sociais
Dilma chamou golpistas pra briga. Vão encarar?
Um grupo de criminosos, chefiado por um advogado, pede a morte de Lula no Facebook
Um texto para quem respeita o Direito no Brasil
Vídeo: Não somos nazistas!
Os extremistas “descobriram” quem orquestrou os ataques a Maju Coutinho: seu marido
Ação de fascista contra Dilma nos EUA foi montagem?
A influência de Danilo Gentili no caso de racismo contra Maju Coutinho
500 anos de perversidade geraram o povo mais ignorante do mundo
Três respostas sobre a direita brasileira
A moça do tempo, o racismo e o ódio nas redes sociais
Verônica Serra, Mercado Livre e a punição para quem fez adesivo misógino contra Dilma
Como alguém pode fazer um adesivo tão ofensivo contra Dilma e não ir pra cadeia?
Luis Fernando Verissimo: O ódio está no DNA da classe dominante
Leandro Fortes: “O discurso do ódio foi construído pela mídia e pela oposição que ela tenta colocar no poder.”
Mico ou sinal dos tempos?: Jornazista, ameaçada por Chaves (o Chapolim, não o Hugo), vira madrinha do pelotão
Conservadores dos EUA financiam a nova direita latino-americana
“O pior analfabeto é o analfabeto político”: A atualidade de Bertold Brecht
Kim Kataguiri, o “defensor da democracia”, quer uma arma
Mauro Santayana: Os pilares da estupidez
Os “defensores da liberdade de expressão” atacam novamente
No Brasil, há um surto de hipocrisia
A ficha suja dos defensores do impeachment de Dilma
A “imparcialidade” do procurador do TCU que pediu a rejeição das contas de Dilma
Descolados e coxinhas 2.0 gourmetizam festas juninas
Líder do Revoltados Online quer “pegar Lula” na Bahia
Marcelo Rubens Paiva: O movimento coxinha micou
Analista alemã confirma: EUA manipulam “protestos” em todo mundo
E não é que o bandido que humilhou o haitiano era mesmo bandido?
Guilherme Boulos: A direita e a falácia do caviar
Marcha pela “paz”, alma de Herodes
Racismo: A cria do ovo da serpente
A mão que ajuda o facismo
Leandro Fortes: A balada de Kim Kataguiri
Bandidos da facção Revoltados Online atacam com deputados petistas na Câmara
Kim, você é contra o Estado, mas ainda bem que o Samu te socorreu, né?
Marcha dos coxinhas: O mico da “coluna Aécio”
A cultura do ódio na internet e fora dela
Na marcha dos coxinhas a Brasília, quem andam são os carros e o ônibus de apoio
Parecer entregue por Reale Jr. a Aécio descarta impeachment de Dilma
Vai vendo o nível: Musa do impeachment serve champanhe e caviar ao próprio cachorro
Quem inspira os jovens conservadores que protestam contra Dilma e a esquerda?
Pesquisa confirma: Quem foi às ruas não foi “o povo”, mas leitores reaças da Veja
Vitória (ES): Líder do “Vem Pra Rua” batia o ponto na Câmara e ia para casa
Apoiadores de Dilma emplacam hashtag #AceitaDilmaVez entre mais usadas do mundo
O fracasso dos protestos encerra, enfim, o terceiro turno
Protestos de 12 de abril: Esvaziamento de público e de pautas
Paneleiro contra a corrupção vende pontos da CNH
Lula deu uma surra no panelaço
Tremei, paneleiros. Lula está de volta às ruas!
A neodireita preconceituosa e as eleições
Nasce uma nova classe: A lumpemburguesia!
Vitória (ES): Líder do “Vem Pra Rua” batia o ponto na Câmara e ia para casa
É preciso “coragem” para chamar uma mulher de “vaca” da janela do prédio
O panelaço da barriga cheia e do ódio da elite branca
Paulo Moreira Leite: Panelaço virou panelinha
A revolta da varanda: Onde estavam os paneleiros antes?
Só pra quem tem estômago forte: Ecos das manifestações de 15 de março
Brasil surreal: O corrupto Agripino foi protestar por um Brasil melhor e sem corrupção
Por que a presidenta é execrada e os governadores são poupados?
O que está por trás da contagem de pessoas nos protestos?
Afinal, do que se trata? Simples: destituir Dilma e liquidar o PT.
Manifestações da middle class: Polifonia e ódio de classes dos “filhos da mídia”
“Nunca subestimem o ódio, o medo e a ignorância.”
Ricardo Melo: Dilma, a hora é agora
Os coxinhas, Paulo Freire e a ONU
Suiçalão: Lista do HSBC inclui artistas, cineastas e escritores do Brasil
Os reais motivos do inconformismo da elite reacionária
Propaganda: Reaça, a cerveja do coxinha homofóbico e reacionário
Suiçalão: Aécio lidera doações de donos de contas secretas do HSBC
Comportamento de coxinhas paulistanos é tema de análise sociológica
Manual de Ouro do Manifestante Idiota
Dicas para não pagar mico em tempo de manifestações
A revolução dos coxinhas e seus estranhos amigos
O futuro dos coxinhas do Leblon e dos Jardins
Neofascismo coxinha tenta virar ideologia
Mentira do Revoltados On-line: Viúva de Che Guevara recebe aposentadoria no Brasil há 10 anos
Golpe: Deputado denuncia o grupo fascista Revoltados Online
Revoltados Online: Hélio Bicudo se junta à extrema-direita
Saiba quem são os nazifascistas do grupo Revoltados Online
Ao calar Faustão, Marieta Severo deve ser a próxima global a receber ameaça de morte
Quanto tempo até que um crime de ódio como o da Carolina do Sul ocorra no Brasil?
Kim Kataguiri, o “defensor da democracia”, quer uma arma
Por que o assassinato de 9 negros não é considerado um ato de terrorismo?
O ódio continua: Petista Maria do Rosário foi ameaçada de morte em shopping
Neodilmismo: A súbita conversão de Jô Soares
O tamanho do ódio por Lula, Dilma e PT
Os “defensores da liberdade de expressão” atacam novamente
Os 30 anos de ódio ao MST nas páginas de Veja
Joaquim Barbosa é o grande expoente do ódio
Vinda de médicos cubanos reforça ódio ideológico ao PT
A Petrobras é o alvo do ódio, mas fingem que a defendem

 

3 Respostas to “Luis Fernando Verissimo: Manifestantes não sabem o que querem”

  1. Dayse Silva Says:

    Quem sabe o que não quer mas não sabe o quer é algo inconcebível, sob qualquer ponto de vista.
    Sobretudo do ponto de vista político.
    A conclusão inarredável sobre o pensamento dessa gente que foi ás RUAS sem saber o quer, é que são analfabetos políticos.
    Portanto, foram às ruas por força de manipulação.
    Não há outra explicação.

  2. Rita Says:

    Veríssimo é fera!
    Mas se olharmos bem os cartazes, os discursos, esta manifestação deveria ter se desdobrado em umas 10 categorias. Cada um quer uma coisa. A única coisa em que concordam é no quesito “PIG”: Dilma, Lula, PT têm que morrer. Por quê? Não sei. Ponto final.

  3. Ricardo Helou Says:

    Essa luta que Luis Fernando Veríssimo se refere bem que se poderia chamar A LUTA DOS IMBECIS e/ou A LUTA DOS ALINEADOS e/ou A LUTA DOS DESINFORMADOS e/ou A LUTA DA CLASSE MÉDIA HITLERIANA (AQUELA QUE ADORA CHICOTADA NO LOMBO, OU SEJA, MOVIDA À PANCADA). Depois de 20 anos de mordaça, estão implorando por mordaça eterna.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: