Lava-Jato reescreve história da corrupção na Petrobras com informações falsas

Lava_Jato59_Plataforma

Luis Nassif, via Jornal GGN em 5/8/2015

Há um enorme grau de desinformação da força tarefa da Lava-Jato, dos procuradores e delegados ao juiz Sérgio Moro em relação à história da Petrobras e a aspectos básicos do mundo de negócios, especialmente aqueles que envolvem as relações políticas de alto nível.

Alguns pontos para evitarem o tom taxativo de informações falsas.

1) A corrupção da Petrobras começou em 2003
Sugiro acompanhar o caso German Efromovich, em pleno governo FHC.

Dono de uma empresa de pequeno porte que prestava serviços de manutenção submarina na área de petróleo, German aproximou-se do ex-presidente da Petrobras Joel Rennó, e do superintendente de engenharia Antônio Carlos Agostini.

Graças a esses contatos, conseguiu que sua empresa, a Marítima, cujo capital não chegava a US$1 milhão passasse a ganhar quase todas as concorrências da Petrobras para a construção de plataformas de perfuração e exploração de petróleo. Conseguiu contratos de valores superiores a US$2 bilhões.

O contrato mais valioso foi a superplataforma P-36, na época a maior do mundo. Para ser instalada, a Petrobras precisou desembolsar US$45 milhões para suprir a parte do contrato não cumprida pela Marítima.

Para assegurar a vitória da Marítima, a jogada de Rennó foi definir um prazo de implantação impossível, de 18 meses. A Marítima foi a vencedora de um contrato de US$720 milhões. Constatou-se que não tinha nem projeto nem estaleiro contratado, sequer financiamento. Mesmo assim, foi declarada vencedora.

A plataforma afundou na bacia de Campos (clique aqui). Houve uma disputa jurídica interminável entre ambas as empresas.

2) José Dirceu não poderia ter prestado consultoria para empreiteiras por não ter estrutura de engenharia
A afirmação é do juiz Sérgio Moro.

Por ocasião da renegociação das dívidas da AES com o BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social), o ex-Secretário de Estados dos EUA Henry Kissinger foi contratado para estabelecer contato com o banco.

Kissinger tinha acesso ao então presidente José Pio Borges. Seu trabalho consistiu em um telefonema, pelo qual foi remunerado por US$30 mil. Seu escritório tinha apenas ele e em um assessor.

Redes de relacionamento, contatos internacionais ou nacionais, conhecimento são ingredientes que valorizam consultorias. Dependendo do nível de conhecimento, valem ouro, muito mais do que uma consultoria técnica. Praticamente todos os ex-presidentes dos EUA tornaram-se consultores, tendo como diferencial os contatos internacionais.

O mesmo ocorre no Ministério Público Federal (MPF).

Os ex-procuradores gerais Antônio Fernando de Souza e Aristides Junqueira são advogados de réus da Lava-Jato. Foram contratados por seu notório saber ou por suas relações no poder judiciário?

Ex-ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), aposentados, voltaram para a advocacia. Ex-desembargadores, ex-juízes, ex-procuradores tornaram-se titulares de bancas concorridas. O que têm de diferencial? Contatos no setor jurídico.

No entanto, o juiz Sérgio Moro sustenta ser inverossímil os valores de consultoria pagos.

Na condição de consultor, Dirceu abriu para a UTC e a OAS um contrato de US$1,2 bilhão no Peru. Segundo os jornais, recebeu US$1,1 milhão de pagamento. Se tivesse cobrado US$20 milhões, teria sido um pagamento modico.

Na verdade, não soube precificar adequadamente seus contatos internacionais, em Cuba, Bolívia, Peru, Venezuela, Portugal.

Se encontrar outros elementos de incriminação, que se incrimine. Mas duvidar do valor das consultorias denota um desconhecimento amplo sobre o valor dos contatos internacionais.

3 Respostas to “Lava-Jato reescreve história da corrupção na Petrobras com informações falsas”

  1. Rita Says:

    Agora contem a “novidade” para a mídia.

  2. Dayse Silva Says:

    O Brasil está passando por uma fase de escuridão institucional, caracterizada por uma clara luta pelo poder, a reboque da vontade do POVO BRASILEIRO e da vontade da LEI MAIOR, em que Esta é a expressão Daquela.
    LAMENTAVELMENTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    De repente, o exercício da política partidária extrapolou os seus limites próprios que é o legislativo, espraiando-se alhures…….
    Fazemos um triste espetáculo para o mundo:a desorganização do Estado Brasileiro.
    Isto é grave.
    Muito grave.

  3. nícolas trindade Says:

    EU GOSTARIA DE PERGUNTAR A QUEM DO MEIO JURÍDICO POSSA ME RESPONDER, PORQUE QUE MESMO DEPOIS DA MINISTRA DA SUPREMA CORTE, AFIRMAR QUE NÃO HAVIA PROVA CABAL CONTRA JOSÉ DIRCEU, MESMO DEPOIS DE UM PARECER DO JURISTA, IVES GANDRA, E DO JURISTA DALMO DALLARI, TAMBÉM ALEGANDO QUE NÃO HAVIA PROVAS, QUE PUDESSEM LEVAR JOSÉ DIRCEU A PRISÃO, ELE VAI A PRISÃO, PELA SEGUNDA VEZ? NÃO VAI CONTRA OS PRINCÍPIOS DA CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA? UM JUIZ PODE TER ESSE PODER TODO? E NO CASO DO CONGRESSO ONDE A ALEGAÇÃO E DE QUE O EDUARDO CUNHA RESPONDE HÁ 22 PROCESSOS SÓ STJ, E 2/3 DOS DEPUTADOS RESPONDEM A CRIMES NA JUSTIÇA, QUAL É A POSIÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO, DA POLÍCIA FEDERAL E DO PRÓPRIO JUIZ, SÉRGIO MORO?

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: