S&P rebaixa Globo e segura Petrobras e Odebrecht

Globo_Rebaixada01

Via Brasil 247 em 29/7/2015

A agência de classificação de risco Standard & Poor’s avisou que poderá rebaixar a nota de 30 empresas e instituições financeiras do País. Entre elas está a Globo Comunicação e Participações S.A, de propriedade da família Marinho. O anúncio foi feito um dia depois de a S&P reavaliar o Brasil: o grau de investimento foi mantido, mas num patamar inferior: BBB–.

O grupo de comunicação mais rico do planeta, que já deu tantas lições sobre como gerir o Brasil por meio de jornalistas econômicos como Miriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg, e previu por várias vezes a perda do grau de investimento do Brasil, que não se concretizou, demonstra não ter feito o dever de casa.

A relação completa das empresas analisadas pela S&P foi divulgada pelo Diário do Centro do Mundo. Ironicamente, a Petrobras e a Odebrecht Engenharia e Construção, duas companhias que têm sido alvo constante de notícias negativas nos telejornais da Globo, não tiveram suas classificações alteradas pela Standard & Poor’s.

Abaixo, a lista completa das empresas que tiveram a perspectiva alterada para negativa:

– AmBev – Companhia de Bebidas das Américas (AmBev);
– Atlantia Bertin Concessões S.A. (AB Concessões) e suas subsidiárias, Rodovia das Colinas S.A. e Triângulo do Sol Auto-Estradas S.A.;
– Arteris S.A. e sua subsidiária, Autopista Planalto Sul S/A.;
– Braskem S.A.;
– CCR S.A. e suas subsidiárias, Autoban – Concessionária do Sistema Anhanguera Bandeirantes S.A., Concessionária da Rodovia Presidente Dutra S.A., e Rodonorte Concessionária de Rodovias Integradas S.A.;
– Cesp – Companhia Energética de São Paulo;
– Companhia de Gás de São Paulo – Comgás;
– Companhia Energética do Ceará – Coelce;
– Duke Energy International Geração Paranapanema S.A. (Duke);
– Ecorodovias Concessões e Serviços S.A. e Concessionária Ecovias dos Imigrantes S.A.;
– Elektro Eletricidade e Serviços S.A. (Elektro);
– Eletrobras-Centrais Elétricas Brasileiras S.A.;
– Globo Comunicação e Participações S.A. (Globo);
– Itaipu Binacional;
– Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A. (Multiplan);
– Net Serviços de Comunicação S.A. (Net);
– Samarco Mineração S.A.;
– Tractebel Energia S.A.;
– Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A. (Taesa);
– Ultrapar Participações S.A. (Ultrapar);
– Votorantim Participações S.A. e suas subsidiárias, Votorantim Industrial S.A. e Votorantim Cimentos S.A.

Abaixo segue a lista das empresas que tiveram mantidas as notas de crédito e a perspectiva, em estável:
– Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.;
– BRF S.A.;
– Embraer S.A.;
– Fibria Celulose S.A.;
– Raízen.

Abaixo seguem as empresas que tiveram mantidas as notas de crédito e a perspectiva, em negativa:
– Natura Cosméticos S.A.;
– Vale S.A. e sua subsidiária, Vale Canadá Ltd.

Abaixo segue a lista das empresas que não foram afetadas pela ação envolvendo o rating do Brasil:
– Klabin S.A.;
– Neoenergia S.A.;
– Odebrecht Engenharia e Construção S.A.;
– Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras.

Leia também reportagem da Agência Brasil sobre o assunto.

STANDARD & POOR’S COLOCA 30 EMPRESAS BRASILEIRAS EM PERSPECTIVA NEGATIVA
Após mudar a perspectiva de nota do Brasil de estável para negativa, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s também fez hoje [29/7] a alteração para 30 empresas e 11 instituições financeiras do país.

A agência manteve as notas das empresas e mudou somente a perspectiva, assim como fez com a nota de crédito em moeda estrangeira do Brasil no longo prazo, que permanece em BBB–. O país manteve o grau de investimento, ou seja, continua sendo considerado seguro para investidores, mas pode ter a nota rebaixada no futuro.

A mudança para as empresas brasileiras é uma consequência dessa alteração de perspectiva de nota do Brasil. Ontem [28/7], a agência informou em comunicado que houve “uma correção significativa de política durante o segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff”, mas, mesmo assim, “o Brasil enfrenta circunstâncias políticas e econômicas desafiadoras”.

Leia também:
Tevê brasileira ainda vive no Brasil de FHC, afirma o ator Pedro Cardoso
Globo 1989-2015: 26 anos de campanhas sujas contra Lula
Jornal Nacional atua como assessor de imprensa de Eduardo Cunha
A verdadeira missão do Jornal Nacional

Jornal O Globo acusa Eduardo Cunha de corrupção
Mauro Santayana: A repórter da Globo e a resposta de Obama
Livro acusa Globo de “delação” no período da ditadura militar
A moça do tempo, o racismo e o ódio nas redes sociais
As máquinas de vender intolerância e preconceito
Contratos entre CBF e Globo são investigados pela Polícia Federal
O que explica o vexame internacional da Globo na coletiva de Dilma e Obama
Os documentos da sonegação da Globo
Sérgio Moro, um juiz a serviço da TV Globo e do PSDB
Manchetômetro: Noticiário das Organizações Globo massacra Dilma
Globo e um exemplo de jornalismo “isento”
Por um plano de investimento que quebre o monopólio da Globo
Sérgio Moro, o justiceiro da Globo, foi patrocinado pela CBF
Lalo Leal: Rede Globo é a responsável pela despolitização do brasileiro
Fifa/CBF: Agora falta explicar por que quem pagou menos transmitiu de forma exclusiva o futebol
O dia em que o JN se despediu do parceiro Ricardo Teixeira, o homem da propina de R$73 milhões
Rede Globo mentiu sobre envolvimento da mídia no escândalo da Fifa
Rede Globo e Nike são citadas em inquérito sobre corrupção no futebol
Ricardo Teixeira é o homem-bomba que a Globo não quer ver denunciado
A CBF e a cara do Brasil
Globo silencia sobre a corrupção em seu quintal
A Receita Federal tem medo de falar na Globo?
Fifa: Globo esconde que J.Hawilla é sócio de filho de João Roberto Marinho
Quem concedeu a “cláusula de preferência” à Globo na transmissão do futebol, e por quanto?
Pacto federativo? Que tal tevês voltarem a pagar ICMS?
A Receita Federal tem medo de falar na Globo?
Ricardo Teixeira é o homem-bomba que a Globo não quer ver denunciado
A “revelação” de Mariana Godoy sobre os apresentadores da Globo
Globo mente sobre o programa Ciência sem Fronteiras
Allianz Parque: O dia em que a Globo e a CBF censuraram um estádio
Lula encara os Marinho: “Olhem para o próprio rabo.”
O dia em que a Globo bateu continência para o ditador Videla
Enciclopédia norte-americana afirma que Globo é subsidiada pelo Tio Sam
Na versão 2015 de seus donos, Globo é quase uma vítima da ditadura
Uma pequena história da mídia brasileira, nos 50 anos da Globo
O torcedor não é bobo e derruba a audiência da Globo
Globo é escrachada no dia de seu aniversário
Vídeo: Vinheta de descomemoração dos 50 anos da Globo
Aniversário da Globo: 10 motivos para descomemorar
Vídeo: O documentário sobre o escândalo de sonegação da Globo
Terrorismo, mentiras e pedofilia na pedagogia das Organizações Globo
O caso de sonegação da Globo e o escândalo HSBC
50 anos da TV Globo, o principal legado da ditadura militar
O declínio do Jornal Nacional é irreversível
Repórter da Globo resolve ser sincera: “A ordem é ouvir só o Paulinho da Força.”
Imperdível: Vídeo sobre o jornalismo da Globo e o golpe militar
Globo se desculpa pelo passado. Mas e o presente?
Golpe de 1964: A Globo devolverá o dinheiro que ganhou com ele?
O controle remoto pela qual a Globo comanda o Brasil
MP/SP é contra doação ao Instituto Lula, mas a favor de doação à Globo?
TV Globo: Desfiles e Fantástico têm as piores audiências da história, dentre outros programas
O Brasil é o paraíso dos milionários
Como a Globo manipula a Justiça brasileira por meio do Instituto Innovare
Jornal Nacional: William Bonner é corrigido ao vivo
Como o dinheiro público vem patrocinando a Globo há décadas
Globo orienta jornalistas a evitar “pautas positivas” sobre a Copa
Rede Globo tem contratos sigilosos com Marcos Valério
Andrea Hass, esposa de Pizzolato, pede o Darf para repórter da Globo
PF confirma abertura de inquérito contra sonegação da Globo
Uma aula de Venezuela e uma dura na Globo, em plena Globo
Metodologia da Rede Globo e sua “imparcialidade”
Globo: Eles foram contra o 13º salário
Globo abre o jogo: É contra o pobre
Os bilionários da Globo
Credores norte-americanos pedem falência de empresa da Rede Globo nos EUA
Allianz Parque: O dia em que a Globo e a CBF censuraram um estádio
O caso de sonegação da Globo e o escândalo HSBC
PF confirma abertura de inquérito contra sonegação da Globo
Rede Globo sonega milhões de reais em impostos
A Globo e a ditadura militar, segundo Walter Clark
Estarrecedor: Por sonegação, Receita Federal notificou a Globo 776 vezes em dois anos
Rede Globo tem os bens bloqueados pela Justiça
Ex-funcionária da Receita que sumiu com processos contra TV Globo é condenada à prisão
Leandro Fortes: O povo não é bobo
João, Irineu e José, os filhos de Roberto Marinho: Os bilionários donos do BV
Rede Globo: Quem planta terrorismo, colhe caos
Por que a Globo faz o que faz
Como a Globo manipula gente simples para defender sua visão predadora de impostos
Forbes: A famiglia Marinho tem fortuna de R$52 bilhões
Leandro Fortes: A TV Globo e a ópera bufa no Panamá
Apoio da Globo ao golpe de 1964 foi comercial, não ideológico
Ministério Público no DF abre apuração sobre o caso de sonegação envolvendo a Rede Globo
Rede Globo: Só falta o cadáver
Funcionária da Receita foi condenada por sumir com processo contra a Globo
Rede Globo é alvo de uma CPI na Câmara
Sonegação fiscal da Globo fica em segundo plano, agora o caso é de polícia
Processos contra a Globo podem reaparecer no Congresso
Dublê da Globo é o herói da Veja
Professor demonstra manipulação de “O Globo” sobre a Venezuela
Dia Nacional de Lutas: Trabalhadores ocupam as ruas com atos em todo o País
“Grande mídia” tenta abafar protestos contra a Globo
Baba-ovo: TV Globo fará série sobre a mãe de Joaquim Barbosa
Ligações suspeitas entre Globo e Banco Rural, mas ninguém investiga
A ingratidão da Globo
Na lista da máfia do ISS, Globo nega e diz que paga todos os impostos
Por que a Globo é contra os venezuelanos
MPF denuncia coronel Ustra por ocultação de cadáver na ditadura militar
Ditadura militar: O algoz e o crematório
“Coronel Ustra comandava a tortura”, diz ex-sargento
Marco Aurélio Mello: Ministro que defende o golpe de 1964 pode ter lisura para julgar a AP470?
Mauro Santayana: O golpe da informação
O golpe de 1964 em filmes, livros e artigos
O golpe de 1964: Ranieri Mazzilli, o político Modess
O PIG apoiou a ditadura militar: As manchetes do golpe de 1964
Documentos da ditadura estarão disponíveis na internet
31 de março é um dia para lamentar
Dirigentes do PSOL acham que a Globo desempenha papel de vanguarda
Cadu Amaral: A Globo, o complexo de vira-lata e a Copa do Mundo no Brasil
STF paga viagem de jornalista de “O Globo”
Ação Penal 470: Globo dá sinais de que, se farsa reunir, Barbosa é quem vai pagar a conta
A Globo e Joaquim Barbosa são um caso indefensável de conflito de interesses
Série do DCM sobre a sonegação da Globo, 1ª parte: “Injusto é pagar imposto no Brasil.”
Série do DCM sobre a sonegação da Globo, 2ª parte: Como o processo sumiu da Receita e sobreviveu no submundo do crime
Série do DCM sobre a sonegação da Globo, 3ª parte: A história da funcionária da Receita que sumiu com o processo
Vídeo: O documentário sobre o escândalo de sonegação da Globo
Vazou tudo: Sonegação da Rede Globo está na web
A sonegação da Globo, o Ministério Público e a PEC 37
Como a Globo deu o golpe da barriga em FHC e enviou Miriam para Portugal

Uma resposta to “S&P rebaixa Globo e segura Petrobras e Odebrecht”

  1. Bene Bugrao Says:

    A S&P sabe que não é possível ESCONDER O ÓBVIO!!!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: