Eduardo Cunha, o senhor do ódio

Eduardo_Cunha_PMDB51_Odio

Quem é este santo?
Ninja, lido no Esquerda Caviar em 4/7/2015

Eduardo Cunha, o senhor do ódio, que quer encarcerar adolescentes, é um dos maiores beneficiários da impunidade que reina no Brasil. O golpe de Cunha contra os direitos da infância e da adolescência não vai dar a ele o Nobel da Paz! Não há heroísmo nenhum. É uma farsa repugnante, num país onde os jovens são vítimas de mais de 32 mil homicídios por ano. Não permitiremos que um bandido sabote nosso futuro e minta ao mundo dizendo que a culpa da violência e da impunidade é do menor. Reunimos aqui um breve histórico de Eduardo Cunha já que a mídia do ódio não informa e só deforma opiniões conduzindo o país a esta cilada.

No STF (Supremo Tribunal Federal), Eduardo Cunha tem, pelo menos, 22 processos como parte. Dentre esses processos, há três inquéritos (2.123, 2.984 e 3.056) para apurar possíveis crimes cometidos por Cunha quando presidente da Companhia de Habitação do Estado do Rio de Janeiro (Cehab/RJ) entre 1999 e 2000.

Cunha tornou-se sócio do deputado Federal Francisco Silva (PRN), da bancada evangélica na rádio Melodia. Juntos foram acusados de participação no escândalo das notas fiscais falsas para sonegação de ICMS por parte da Refinaria de Manguinhos.

O Inquérito 2.984 apura uso de documentos falsificados, inseridos em processo do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, para conseguir o arquivamento de inquérito aberto contra Eduardo Cunha. O ex-subprocurador-geral Elio Gitelman Fischberg, que participou da falsificação, perdeu o cargo e foi condenado 3 anos e 11 meses de prisão. O STF autorizou abertura de processo contra Eduardo Cunha, que corre em segredo de Justiça.

O primeiro inquérito contra Eduardo Cunha ocorreu no bojo das ações contra PC Farias. Cunha era o braço de PC na Telerj.

Em 2000, um ano antes de assumir mandato como deputado estadual pelo Rio de Janeiro, Cunha teve seu nome envolvido problemas com o fisco. A Receita Federal detectou incompatibilidade entre a movimentação financeira do deputado e o montante declarado ao Imposto de Renda.

Foi acusado de ligações com o doleiro Lúcio Funaro, investigado pela CPI dos Correios. Segundo reportagem da revista Época, Funaro pagava o aluguel do deputado em um luxuoso flat em Brasília.

No mesmo ano, época em que ocupava o cargo de vice-presidente da CPI do Apagão Aéreo, Cunha foi acusado pela deputada estadual Cidinha Campos (PDT/RJ) de realizar operações com o traficante colombiano Juan Carlos Ramírez Abadia. Em discurso na Assembleia do Rio, a parlamentar acusou o deputado federal de vender uma casa em Angra dos Reis por US$800 mil e, pouco tempo depois, comprar de volta por US$700 mil.

Em 2011, Cunha foi alvo de investigações da Controladoria-Geral da União (CGU), que apontou que Furnas, estatal do setor elétrico, cobriu prejuízos causados pela participação da Companhia Energética Serra da Carioca 2 (empresa ligada a Cunha) na sociedade montada para construir a Usina Hidrelétrica da Serra do Facão, em Goiás. Na época, Furnas tinha vários quadros da direção da empresa em mãos de pessoas ligadas ao próprio Eduardo Cunha. Os prejuízos da estatal ultrapassaram os R$100 milhões.

Leia também:
Quando vão bater panelas contra Eduardo Cunha?
Luciano Martins Costa: O que há por trás desse empenho em aprovar a redução da maioridade penal?
Gilson Caroni Filho: Além de reduzir a maioridade penal, Cunha reduziu a democracia
As máquinas de vender intolerância e preconceito
Maioridade penal: A lista de deputados vira-casacas
#CunhaGolpista: Em menos de 24 horas, 20 deputados mudam voto e redução da maioridade é aprovada
Derrota de Eduardo Cunha: Câmara rejeita redução da maioridade penal
Financiamento público: Deputados são office-boys de empresas na hora de apresentar emenda parlamentar
Brizola previu: O aparelhamento do estado pelos evangélicos e a ascensão de Cunha
As falcatruas de Eduardo Cunha na Telerj e na Cehab/RJ
O Congresso Nacional tem dono. E, definitivamente, não é o povo
Reforma política do Eduardo Cunha é um deboche com o povo brasileiro
Eduardo Cunha desengaveta projeto que legaliza o jogo do bicho
A reforma política de Eduardo Cunha
A dobradinha Gilmar Mendes-Eduardo Cunha
Paulo Moreira Leite: A síndrome de Pelé
Paulo Moreira Leite: Marco Aurélio Mello deu uma aula de Constituição e democracia
Fifa: Saiba por que o silêncio de Ronaldo e Pelé está ligado a J.Hawilla e aos EUA
Financiamento privado: Um caso claro de violação da Constituição
“Assisti, mas deletei”, diz deputado que viu vídeo pornô no plenário da Câmara
Shopping do Eduardo Cunha: Saiba o nome dos deputados que foram comprados para aprovar financiamento empresarial
Golpe: Eduardo Cunha consegue a aprovação do financiamento privado
Financiamento de campanha e distritão: Numa só noite, Eduardo Cunha teve duas derrotas
A trama de Eduardo Cunha para privatizar o SUS
Terceirizada, mulher de Eduardo Cunha ganhou ação contra Globo e foi contratada
Eduardo Cunha, o falsificador
A ficha de Eduardo Cunha, o homem que falta para “moralizar a política”
Cavalo não desce escada: PMDB não sai do governo
A rica biografia de Eduardo Cunha, o herói da oposição
Eduardo Cunha, o sabotador da República
Na lata do lixo da História, há um lugar especial para o PMDB atual
Entenda como funciona a oposição “extraoficial” de Eduardo Cunha
Presidência da Câmara: As diferenças entre Arlindo Chinaglia e Eduardo Cunha
Chinaglia avança após novo indício de cumplicidade entre Eduardo Cunha e doleiro
Cinismo não tem limite: Eduardo Cunha e Antônio Anastasia se queixam de vazamentos sem provas
Jornal Nacional atua como assessor de imprensa de Eduardo Cunha
Terceirizada, mulher de Eduardo Cunha ganhou ação contra Globo e foi contratada
Eduardo Cunha vendeu aos empresários o compromisso de aprovar a terceirização
Terceirização: Como ficará seu emprego se Eduardo Cunha cumprir a promessa que fez aos empresários
STF autoriza buscas em gabinete de Eduardo Cunha
Mesmo envolvido no escândalo da Petrobras, Cunha continuará o queridinho da mídia?
Depoimento de ex-diretor complica ainda mais a situação de Eduardo Cunha
Doleiro diz que Eduardo Cunha era “destinatário final” de propina
Eduardo Cunha e Renan Calheiros são a cara do Brasil
Eduardo Cunha, o senhor do caos
R$1 bilhão: Eduardo Cunha consegue a aprovação de shopping para deputados
Quem se atreverá a dar um “rolezinho” no shopping de Eduardo Cunha?
A democracia, o financiamento empresarial e a corrupção
Financiamento público de campanha: #PanelaçoGilmarDevolva
Operação Lava-Jato confirma que financiamento privado nas eleições faz mal à democracia
Miguel Rossetto: “Financiamento empresarial corrói a transparência dos partidos.”
“O financiamento privado de campanha nada mais é que um empréstimo, pago depois com dinheiro público.”
Gilmar Mendes justifica por que engavetou ação do financiamento de campanha
O engavetador tucano Gilmar Mendes acusa OAB de ser laranja do PT
Redução da maioridade penal: Projétil de lei da bancada da bala
Depoimentos de personalidades e entidades contra a redução da maioridade penal
Redução da maioridade penal: Os próximos passos
Redução da maioridade penal legalizaria pornografia e álcool aos 16 anos
Populismo penal e midiático pela redução da maioridade penal na revista Veja
“O crime organizado está gargalhando da sociedade”, diz Paulo Sérgio Pinheiro
Redução da maioridade penal: Quem são os inimigos da juventude?
Redução da maioridade penal: Perfil da juventude no Brasil
10 motivos para ser contra a redução da maioridade penal
Magistrados divulgam carta contra redução da maioridade penal
Eliane Brum: Pela ampliação da maioridade moral
A demagogia de Alckmin e a redução da maioridade penal
18 motivos para não se reduzir a maioridade penal
Ao contrário do Brasil, EUA discutem o aumento da maioridade penal
Brasil vai na contramão mundial ao debater redução da idade penal
Professor desmonta tese da diminuição da maioridade penal

2 Respostas to “Eduardo Cunha, o senhor do ódio”

  1. gustavo_horta Says:

    Enquanto tantos entre nós ficamos a apontar para este canalha, a quadrilha age livremente. Deve-se observar que as votações são verdadeiras goleadas contra o povo.
    Este cretino aí é apenas o fantoche criado para desviar as nossas atenções.
    O “melhor congresso que o dinheiro pode comprar”, o congresso BBB (Bíblia, Bala, Boi) está fazendo a verdadeira farra de bacanal nos ânus esculachados, esculhambados, arregaçado do povo e a nação sequer percebe.
    Triste.

  2. pintobasto Says:

    E que falta para derrubar esse escroque muito criminoso das funções públicas? Por acaso tem ficha limpa? Eduardo Cunha é criminoso e nunca poderia ter sido eleito deputado. Quem foi o responsável por sua nomeação como deputado federal? Ele é tao seguidor das leis de Deus como aqueles grandes criminosos que circulam dentro dos presídios com a Bíblia debaixo do braço. Só embromação! Vigarista e ladrão não tem lugar na Nação, não é cidadão!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: