Ação de fascista contra Dilma nos EUA foi montagem?

Igor_Gilly01_Fascista_EUA

Alceu Castilho, via Facebook e lido no Jornal GGN em 6/7/2015

Igor Gilly conseguiu pautar a imprensa com uma farsa. Sim, ele estava lá, incrivelmente, de boina, na Califórnia, bem pertinho de Dilma. As imagens são verdadeiras. Mas quem disse que todo o áudio é verdadeiro?

A partir do 0:55, neste vídeo, sim, o áudio é verdadeiro. Quando ele fala que os petistas são tudo-um-bando-de-ladrão (clique aqui para assistir ao vídeo) e há reação dos seguranças.

E antes? Quando ele ofende, especificamente, Dilma, fala “seus merdas, vagabundos, pilantras, comunistas de merda”? Quem disse que isso foi realmente dito naquele corredor?

Foi Igor Gilly quem disse. E ele mente. E todo mundo acredita. A imprensa não desconfia. E por quê? Porque nos tornamos um bando de crédulos, de simplórios. Praticando um jornalismo de registro, acrítico, bancando fontes que não são confiáveis. Como Igor Gilly.

Vejam direito o vídeo. Até o segundo assinalado. A reação das pessoas (ou a falta de reação) demonstra que ele simplesmente não estava dizendo aquelas coisas naquele exato momento. O áudio e o vídeo não batem. As pessoas sequer pestanejam. (E fariam isso mesmo que não entendessem uma palavra, pelo tom.)

É tudo gravado. Uma montagem. Que só se torna verossímil porque: 1) Gilly diz que sim; 2) Acreditamos piamente na veracidade dos registros audiovisuais, tomando sequências como fatos incontestáveis; 3) O discurso foi referendado por fontes supostamente confiáveis, pela imprensa. “Brasileiro ofendeu Dilma, ninguém fez nada”. E pronto. Fica para a história.

Ora, ora. Vejamos uma das bravatas que ele diz: “Terrorista que rouba a população tem mais é que ser morto”. Sem reação nenhuma – que fosse de curiosidade – das pessoas pela frase ou por quem dissesse isso. Seria possível? Claro que não.

Quando ele realmente diz algo ofensivo naquele local, “petistas-bando-de-ladrão” (em tom até mais ameno), há reação. E esse trecho acaba referendando toda a farsa. Como se ele realmente pudesse ser corajoso até aquele ponto.

Igor Gilly enganou o Brasil inteiro. Somos todos bobos.

***

Bolsonaro46_Igor

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP/RJ) e o fascista Igor Gilly Teles.

Fascista que insultou Dilma nos EUA precisa responder criminalmente
Iram Alfaia, em seu blog em 2/7/2015

Fascistas que possuem perfis na rede social passaram do limite. Infiltrado na comitiva da presidente Dilma Rousseff que foi à Flórida (EUA), o ativista de direita Igor Gilly Teles passou a insultar a presidente de ladra, assassina, terrorista e comunista de me…

Uma atitude que fere frontalmente nossos preceitos democráticos.

O ignóbil jovem, que aparece na foto acima ao lado de ninguém menos que o deputado Bolsonaro, não fez um simples protesto. Ele invadiu um espaço para cometer no mínimo um crime contra a honra da principal mandatária do país, tipificado no código penal como calúnia, injúria e difamação.

Com essa atitude fascista, ele pode até responder por outros crimes, além de ser enquadrado na Lei de Segurança Nacional por ter colocado em risco a integridade física da presidente.

Premeditadamente, ele filmou tudo e colocou há pouco no seu perfil do Facebook. Material comprometedor e que já pode ser utilizado pelo Ministério Público Federal (MPF) como instrumento necessário para uma futura ação.

Leia também:
A influência de Danilo Gentili no caso de racismo contra Maju Coutinho
500 anos de perversidade geraram o povo mais ignorante do mundo
Três respostas sobre a direita brasileira
A moça do tempo, o racismo e o ódio nas redes sociais
A direita abraça as redes sociais
Verônica Serra, Mercado Livre e a punição para quem fez adesivo misógino contra Dilma
Como alguém pode fazer um adesivo tão ofensivo contra Dilma e não ir pra cadeia?
Luis Fernando Verissimo: O ódio está no DNA da classe dominante
Leandro Fortes: “O discurso do ódio foi construído pela mídia e pela oposição que ela tenta colocar no poder.”
Conservadores dos EUA financiam a nova direita latino-americana
“O pior analfabeto é o analfabeto político”: A atualidade de Bertold Brecht
Kim Kataguiri, o “defensor da democracia”, quer uma arma
Os “defensores da liberdade de expressão” atacam novamente
No Brasil, há um surto de hipocrisia
A ficha suja dos defensores do impeachment de Dilma
A “imparcialidade” do procurador do TCU que pediu a rejeição das contas de Dilma
Descolados e coxinhas 2.0 gourmetizam festas juninas
Líder do Revoltados Online quer “pegar Lula” na Bahia
Marcelo Rubens Paiva: O movimento coxinha micou
Analista alemã confirma: EUA manipulam “protestos” em todo mundo
E não é que o bandido que humilhou o haitiano era mesmo bandido?
Guilherme Boulos: A direita e a falácia do caviar
Marcha pela “paz”, alma de Herodes
Racismo: A cria do ovo da serpente
A mão que ajuda o facismo
Leandro Fortes: A balada de Kim Kataguiri
Bandidos da facção Revoltados Online atacam com deputados petistas na Câmara
Kim, você é contra o Estado, mas ainda bem que o Samu te socorreu, né?
Marcha dos coxinhas: O mico da “coluna Aécio”
A cultura do ódio na internet e fora dela
Na marcha dos coxinhas a Brasília, quem andam são os carros e o ônibus de apoio
Parecer entregue por Reale Jr. a Aécio descarta impeachment de Dilma
Vai vendo o nível: Musa do impeachment serve champanhe e caviar ao próprio cachorro
Quem inspira os jovens conservadores que protestam contra Dilma e a esquerda?
Pesquisa confirma: Quem foi às ruas não foi “o povo”, mas leitores reaças da Veja
Vitória (ES): Líder do “Vem Pra Rua” batia o ponto na Câmara e ia para casa
Apoiadores de Dilma emplacam hashtag #AceitaDilmaVez entre mais usadas do mundo
O fracasso dos protestos encerra, enfim, o terceiro turno
Protestos de 12 de abril: Esvaziamento de público e de pautas
Paneleiro contra a corrupção vende pontos da CNH
Lula deu uma surra no panelaço
Tremei, paneleiros. Lula está de volta às ruas!
A neodireita preconceituosa e as eleições
Nasce uma nova classe: A lumpemburguesia!
Vitória (ES): Líder do “Vem Pra Rua” batia o ponto na Câmara e ia para casa
É preciso “coragem” para chamar uma mulher de “vaca” da janela do prédio
O panelaço da barriga cheia e do ódio da elite branca
Paulo Moreira Leite: Panelaço virou panelinha
A revolta da varanda: Onde estavam os paneleiros antes?
Só pra quem tem estômago forte: Ecos das manifestações de 15 de março
Brasil surreal: O corrupto Agripino foi protestar por um Brasil melhor e sem corrupção
Por que a presidenta é execrada e os governadores são poupados?
O que está por trás da contagem de pessoas nos protestos?
Afinal, do que se trata? Simples: destituir Dilma e liquidar o PT.
Manifestações da middle class: Polifonia e ódio de classes dos “filhos da mídia”
“Nunca subestimem o ódio, o medo e a ignorância.”
Ricardo Melo: Dilma, a hora é agora
Os coxinhas, Paulo Freire e a ONU
Suiçalão: Lista do HSBC inclui artistas, cineastas e escritores do Brasil
Os reais motivos do inconformismo da elite reacionária
Propaganda: Reaça, a cerveja do coxinha homofóbico e reacionário
Suiçalão: Aécio lidera doações de donos de contas secretas do HSBC
Comportamento de coxinhas paulistanos é tema de análise sociológica
Manual de Ouro do Manifestante Idiota
Dicas para não pagar mico em tempo de manifestações
A revolução dos coxinhas e seus estranhos amigos
O futuro dos coxinhas do Leblon e dos Jardins
Neofascismo coxinha tenta virar ideologia
Mentira do Revoltados On-line: Viúva de Che Guevara recebe aposentadoria no Brasil há 10 anos
Golpe: Deputado denuncia o grupo fascista Revoltados Online
Revoltados Online: Hélio Bicudo se junta à extrema-direita
Saiba quem são os nazifascistas do grupo Revoltados Online
Ao calar Faustão, Marieta Severo deve ser a próxima global a receber ameaça de morte
Quanto tempo até que um crime de ódio como o da Carolina do Sul ocorra no Brasil?
Kim Kataguiri, o “defensor da democracia”, quer uma arma
Por que o assassinato de 9 negros não é considerado um ato de terrorismo?
O ódio continua: Petista Maria do Rosário foi ameaçada de morte em shopping
Neodilmismo: A súbita conversão de Jô Soares
O tamanho do ódio por Lula, Dilma e PT
Os “defensores da liberdade de expressão” atacam novamente
Os 30 anos de ódio ao MST nas páginas de Veja
Joaquim Barbosa é o grande expoente do ódio
Vinda de médicos cubanos reforça ódio ideológico ao PT
A Petrobras é o alvo do ódio, mas fingem que a defendem

3 Respostas to “Ação de fascista contra Dilma nos EUA foi montagem?”

  1. pintobasto Says:

    Só não entendo porque o ministro da justiça não colocou em prática todas medidas necessárias para que esse trouxa seja punido imediatamente, primeiro pela lei dos EUA que não é branda que nem a nossa e depois de expulso de lá, terá que enfrentar a nossa justiça.

  2. Rita Says:

    Assino embaixo!

  3. pintobasto Says:

    Se esse Igor já posava em foto com Bolsonaro, não será muito difícil acreditar que toda esta manifestação tão desrespeitosa como ordinária, tenha sido planejada pelo próprio Bolsonaro e seus parceiros que procuram derrubar o PT e D.Dilma do governo para satisfazer interesses yankees. Para que sirva de exemplo ao rebanho de trouxas que se deixa levar por meia dúzia de moedas furadas, o iconoclasta Igor tem que ser punido o rigor da lei!com todo

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: