Não vai dar no JN: Auditoria aponta superfaturamento em obra de gestão tucana em Minas

Aecio_Anastasia01

Anastasia e Aécio: A dupla trambiqueira de Minas Gerais.

José Marques, via Folha online em 1º/7/2015

Auditoria feita pela Controladoria Geral do Estado de Minas Gerais (CGE), órgão do governo Fernando Pimentel (PT), apontou um superfaturamento de R$42,5 milhões em contrato da gestão do tucano Antônio Anastasia (2011-2014) com empresas que constroem e administram penitenciárias em Ribeirão das Neves, na Grande Belo Horizonte.

O complexo tem cinco prisões. A parceria é uma das vitrines das administrações do PSDB no Estado e foi assinada em 2009, no governo Aécio Neves (PSDB), ao custo de cerca de R$2 bilhões.

Um dos signatários do contrato inicial é Telmo Giolito Porto, da empresa Tejofran, réu no processo do cartel de trens de São Paulo. À época, ele era diretor-presidente da GPA, consórcio de cinco empresas que venceu a concorrência pública.

O contrato investigado é um aditivo de 2013 que prevê repasse de mais R$123 milhões à GPA. Nele, o governo concorda em pagar parcelas mensais de R$1,9 milhão, corrigidas pela inflação, até 2018. Em janeiro, o valor era de R$2,1 milhões.

A Folha teve acesso ao relatório da auditoria da CGE, que aponta sobrepreço, inclusão indevida de itens, custos duplicados e outras irregularidades no contrato.

Segundo o parecer, o aditivo inclui repasse de dinheiro público para obrigações que a empresa deveria cumprir com recursos próprios. Exemplo: o contrato inicial previa que a GPA recebesse R$7 milhões do governo para fornecer água potável aos detentos. No aditivo, o governo ficou responsável por custear essa obrigação, com a construção de um reservatório de água potável, por mais R$3 milhões.

No total, R$42,5 milhões estariam superfaturados. Nos R$80,5 milhões restantes também foram encontrados problemas, mas a auditoria não foi conclusiva até agora.

Aprovação
O aditivo foi aprovado pelo conselho gestor da parceria público-privada, que incluía o então governador Anastasia, dois secretários e o advogado do Estado. Após o aval positivo, o contrato foi assinado por representantes da GPA e os secretários Rômulo Ferraz (Defesa Social) e Dorothea Werneck (Desenvolvimento Econômico).

Atualmente, Ferraz é subsecretário de Relações Institucionais de Pimentel.

Todos eles negam ter cometido qualquer irregularidade. O PSDB afirma que não houve sobrepreço ou duplicidade, mas um aditivo “natural em qualquer contrato”.

A parceria da GPA com o governo de Minas é de 27 anos e termina em 2036, mas pode ser prorrogada até 2044. A auditoria não chegou a investigar o contrato inicial, de R$2 bilhões. Ao fim da apuração, o governo deve enviar o resultado ao Ministério Público e tomar providências internas.

Suspensão
O primeiro ofício que apontou a possibilidade de algum problema no contrato entre o governo e a GPA veio ainda na gestão passada, em outubro de 2014. A CGE enviou uma nota técnica ao próprio governo contestando itens do contrato. No entanto, nenhuma providência foi tomada.

O novo controlador-geral, Mário Vinícius Spinelli, reabriu o caso. Responsável por desmantelar a máfia dos fiscais na Prefeitura de São Paulo, ele foi chamado pelo governo de Minas para investigar possíveis fraudes de gestões anteriores.

A auditoria foi instalada em fevereiro deste ano, quando a Secretaria de Defesa Social do Estado suspendeu os pagamentos mensais à GPA. A concessionária judicializou a questão e conseguiu que os repasses voltassem a ser feitos. A Advocacia Geral do Estado recorre da decisão.

Leia também:
Sete sugestões de visitas para a trupe de senadores liderada por Aécio
Não vai dar no JN: Requião divulga entrevista concedida na Venezuela
Leandro Fortes: Mistério bolivariano foi revelado
Mais do que patetice, Aécio sabota R$14 bilhões em vendas brasileiras para Venezuela
O dia em que os Hell’s Angels brasileiros invadiram Caracas
Venezuela: Como parlamentares brasileiros manipularam manifestações de rua
Fernando Morais: Visita de senadores brasileiros à Venezuela é “provocação política”
Saiba quem é Leopoldo Lopez, o “preso político” que Aécio foi visitar
Fracassa a missão de Aécio Neves para “salvar” Venezuela
Aécio e mais três patetas pagam o mico do milênio
Governos tucanos de Minas blindaram “amigos” em roubo ao Banco do Brasil
Não foi deleção e sim o MPF que disse: Aécio e Anastasia desviaram R$14 bi da Saúde em MG
Nem tombo da popularidade de Dilma faz Aécio “presidente”. Nem assim “agregou valor”…
Dilma precisa ler a Carta de Intenções que Aécio assinou em Londres em 2004
Paulo Villaça: Na Câmara dos Deputados, quem barrou a CPI da Nike/CBF?
Caiu na real: “PSDB não tem projeto de país”, diz vice-presidente tucano, criticando Aécio
Aécio perde ação contra sites de buscas
Banco Mundial: Capital estrangeiro financiou “choque de gestão” de Aécio
Parecer entregue por Reale Jr. a Aécio descarta impeachment de Dilma
Segundo promotor, FHC e Aécio são cúmplices do golpismo na Venezuela
Novo escândalo aéreo atinge Aécio Neves
“Overdoses de Aécio” e a “morte de modelo” geram retaliação
Minas Gerais: Em xeque, o “choque de gestão” do PSDB
Suiçalão: Aécio lidera doações de donos de contas secretas do HSBC
Recordar é viver: 14 escândalos de corrupção envolvendo Aécio, o PSDB e aliados
Assista ao vídeo em que o doleiro Youssef acusa Aécio de arrecadar dinheiro em Furnas
Por que não vazou antes o que Youssef disse de Aécio?
Deputado Rogério Correia: “Se Janot não tem provas para condenar Aécio, eu tenho.”
Lista de Furnas: O caso de corrupção que a mídia esconde
Quem foi o deputado do PSDB que intimidou Janot para proteger Aécio?
Há 10 anos, caso que pode implicar o PSDB em corrupção aguarda por investigações
Aécio Neves é flagrado completamente bêbado
Pimenta é só para os olhos dos outros
Corrupção tucana: Coordenador de campanha de Aécio e candidato em Minas é alvo da PF
Aécio e Eduardo Campos: Passa-se o ponto
O dedinho de FHC, o porto de Cuba e as hidrelétricas do Aécio
Aécio Neves ataca tentativa governista de incluir caso Alstom em CPI da Petrobras
Rogério Correia: Cegueira seletiva no caso da Lista de Furnas
Lista de Furnas é esquema comprovado e repleto de provas na Justiça
14 de março: A sexta-feira que Aécio Neves quer esquecer
Para Aécio, alguma dessas denúncias contra a Dilma e o PT devem colar
Aécio e Eduardo: “Dois em um” empacam na mesmice
A Editora Abril traiu Aécio?
Aécio Neves sabia que seu conselheiro estava envolvido no mensalão tucano
Vamos conversar, Aécio? Problema que deflagrou o apagão em várias regiões do país foi na Cemig
Jornalista preso diz que oferta de delação premiada buscava comprometer políticos do PT em Minas
Minas Gerais: O abominável homem dos Neves, a censura e a guerrilha nas redes sociais
O Brasil de várias justiças – e injustiças
Advogados tentam liberar jornalista que divulgou Lista de Furnas
Na terra do Aécio, jornalista que fala a verdade vai para a cadeia
“Com essa imagem de pé de cana e de farinheiro?”
Aécio Neves, os 10 anos de fracasso de Minas Gerais e a porrada de Lindebergh Farias
Caso Aécio: É constitucional contratar empresa da família?
“Se Gurgel não abrir inquérito contra Aécio, está prevaricando”, afirma deputado
Tucanagem: Aécio Neves e o nióbio de Araxá
Povo brasileiro paga aluguel e condomínio de escritório de Aécio em BH
MPF: Aécio utilizou recursos ilegais também na campanha para senador
E aí Aécio? CVM investiga sumiço de R$3,5 bilhões no balanço da Copasa
Ocultação de patrimônio: “Laranja” complica Aécio Neves e sua irmã Andréa
Aécio Neves é denunciado por ocultar patrimônio e sonegar imposto
Aécio Neves fala muito, mas a realidade é outra
Dois anos depois de criado, PSDB Sindical de Aécio não decola
Aécio tem 110 razões para ter cautela com o “mensalão”
Rogério Correia: “Valério operou ao mesmo tempo para o Aécio e o PT”
A matéria que motivou a nota do PSDB mineiro
Por que o mensalão tucano, a Lista de Furnas e os processos contra Aécio no STF não andam?
Lista de Furnas é esquema comprovado e repleto de provas na Justiça
Tatto defende CPI da Privataria e cobra explicações de FHC sobre Lista de Furnas
Se quiser, Joaquim Barbosa já pode avocar o processo da Lista de Furnas
Lista de Furnas: Deputados do PSDB são acusados de pressionar lobista preso
Lista de Furnas: Amaury Ribeiro já tem documentos para o livro A Privataria Tucana 2
Advogado acusa réu do mensalão tucano de ser mandante da morte de modelo
Perseguido por Aécio e com medo de ser assassinado, delator do mensalão tucano está em presídio de segurança máxima
TJ/MG: Processo que incrimina governantes mineiros desaparece
Serristas abandonam Aécio. Deu chabu?
Aécio Neves e seus fakes na internet
Aécio Neves ama a Petrobrax
Aécio Neves vai para a UTI?
Tucanou o golpe: Aécio Neves chama ditadura de “revolução”
Aécio, o tucanato e o mundo em que vivem
Aécio Neves usa mais verba para ir ao Rio do que a BH
Ágil com ministros, há 6 meses Roberto Gurgel analisa denúncia contra Aécio
Eduardo Campos e Aécio acionam Gilmar Mendes para “fechar” o Congresso
A louca cavalgada de Aécio
Deputado denuncia conluio entre Ministério Público e o senador Aécio
Recordar é viver: Como votou Aécio na cassação de Demóstenes Torres
Aécio Neves, o “menino” do Rio

6 Respostas to “Não vai dar no JN: Auditoria aponta superfaturamento em obra de gestão tucana em Minas”

  1. Rita Says:

    Concordo.

  2. Bene Nadal Says:

    Superfaturamento em obra tucana… Dá IBOPE…

  3. Castro Says:

    Muito boa sua sugestão. Valeu.

  4. José Jésus Gomes de Araújo Says:

    Os aditivos a contratos de obras públicas são uma fonte de corrupção, de majoramento do custo de obras públicas. É preciso que o Congresso Nacional legisle disciplinando esta questão. Outra questão muito séria, em que o Brasil perde dezenas de bilhões, inclusive por sonegação de impostos, é a do nióbio de Araxá, lavrado pela CBMM e empresas estrangeiras associadas. Consta que a concessão de lavra da CBMM foi renovada pelo então governador Aécio Neves sem licitação. Por que jornalistas investigativos publicados no Limpinho e Cheiroso não investigam este caso, para expô-lo à opinião pública (já que a imprensa corporativa o ignora? A Pátria agradecerá. E, se está tudo certo, só nos resta tranquilizar-nos.

  5. pintobasto Says:

    Pimentel tem a faca e o queijo na mão para derrubar muito ladrão em Minas Gerais. Também sabe que se não os derrubar, eles vão infernizar seu governo. Não tem outra saída senão seguir em frente e não ligar para os conselhos de Lula.

  6. gustavo_horta Says:

    MAS O QUE É QUE TEM? TEM PT NO MEIO? NÃÃÃÃÕOO? ENTÃO TÁ TUDO BEM.
    IMPLICÂNCIA DESTES PETRALHAS!
    SE É ASSIM, CADÊ A (IN)JUSTIÇA À BRASILEIRA, PARCIAL, PARTIDARIZADA, INJUSTA, CRETINA, TRISTE?

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: