Depois de ontem, São Paulo não será mais a mesma

Sao_Paulo_Antiga01_Pq_Dom_Pedro

Marcelo Rubens Paiva, via Estadão online em 29/6/2015

Marca na agenda: 28 de junho de 2015 é um marco na história de São Paulo.

São Paulo já foi linda, arborizada, com muitos rios, riachos, matas e praças. Foi.

Tinha uma árvore gigantesca numa rotatória no começo da Eusébio Matoso. Ela ocupava toda uma pequena praça. Quem chegava do sul do país, pela antiga BR3, recebia dela as boas-vindas.

Passaram o trator: foi arrancada, e nem a pracinha resistiu ao alargamento da avenida.

A Praça da Árvore na Vila Mariana virou uma praça de concreto, armação de um duto do Metrô construído em meados dos anos 1970.

A Praça Marechal Teodoro no centro virou apoio das pilastras do Minhocão. Como a Praça 14 Bis na Bela Vista, em que no passado tinha uma réplica o avião do Santos Dumont.

O Anhangabaú era lindo. O Parque Dom Pedro sumiu sob pilastras da Radial Leste. O Ibirapuera foi desmembrado e fatiado: parte foi para o Exército, parte para o Detran, parte para a Assembleia Legislativa. Rios foram aterrados.

Ontem, na inauguração da ciclovia da Paulista, provou-se que uma tendência se inverteu: São Paulo não aguenta mais dar seu espaço público e sua natureza para os carros.

Queremos a cidade de volta. Queremos reocupa-la. Queremos voltar para as ruas. Queremos lazer. Queremos andar e respirar livremente.

As bicicletas começam a ocupar a vista da cidade. Ciclovias tão criticadas começam a ser frequentadas e a servir de via de locomoção.

Aos fins de semana, a população toma as ruas com bicicletas e skates.

Muita gente questiona o modo de vida, passa a deixar o carro na garagem e a experimentar o Metrô, corredores de ônibus, ônibus com WiFi e bicicleta.

Agora, começar a ocupar o que foi destinado aos carros. É apenas o começo. Uma revolução começa. São Paulo não será mais a mesma.

Neste ano, dirigi meu carro duas vezes.

Não marco encontros e reuniões fora do alcance do Metrô (moro a duas quadras de uma estação) ou das linhas de ônibus do bairro.

Minha irmã, vizinha, uma pesquisadora de caminhos, descobriu enfim que o jeito mais rápido de se chegar ao aeroporto é de busão.

E infinitamente mais barato.

Haddad_Ciclovias05

Leia também:
Ciclovia da Avenida Paulista é inaugurada
Depoimento de quem foi na inauguração da ciclovia da Avenida Paulista
Entrevista: Haddad expõe sua ousadia e as limitações que o cargo lhe impõe
Ciclovias de Haddad são premiadas nos Estados Unidos
Não vai dar na Globo: Domingo, dia 28 de junho, será inaugurada a ciclovia da Avenida Paulista
“São Paulo tem hoje o prefeito que deveria ter tido há mais de uma década”, diz urbanista
Haddad ironiza crítica de “coxinha” às ciclovias
Prefeito Fernando Haddad e a virtude de governar sem mídia
Programa Braços Abertos: “Antes dele, 9 em cada 10 viciados desistiam.”
Fernando Haddad aperta o cerco à corrupção e ao enriquecimento ilícito
Fernando Haddad: “A cidade de São Paulo é um desafio para qualquer político.”
Crack, Fernando Haddad e o jornalismo da Folha de S.Paulo
O dia em que Haddad deu uma aula para Sheherazade e Marco Antonio Villa
Enquanto Alckmin some, Haddad faz o trabalho do governador
Fernando Haddad: “Não aumentar a tarifa de ônibus seria demagogia, puro eleitoralismo.”
Fernando Haddad fala sobre Marta, Chalita, a lógica do MPL e o “caipirismo” do PSDB
O plano para as finanças da cidade de São Paulo
Não é pelos cinquenta centavos: Haddad desmonta manifestação do Passe Livre
Em 2015, Fernando Haddad voltará a dar aulas na USP
Fernando Haddad eleva piso e abre 3,5 mil vagas de professor
2016 já começou em São Paulo e Haddad é o alvo
Haddad: “PT está muito mais maduro do que em 2003.”
Secretário de Educação de Haddad desmonta factoide da Folha
Fernando Haddad e a derrota do cinismo
O que não se fala sobre o IPTU da cidade de São Paulo
A lógica inatacável do aumento do IPTU em São Paulo
O falso escarcéu sobre IPTU
Haddad diz que não vai tolerar “terrorismo do monopólio da comunicação”
Prefeitura de São Paulo isenta 3,1 milhões de famílias de pagamento do IPTU
Fernando Haddad pode alçar voos mais altos
Em rede social, Fernando Haddad critica policiamento na Cracolândia
Fernando Haddad quer aumentar o salário de médicos e ampliar fiscalização das OSSs
Como Fernando Haddad venceu a corrupção que outros não combateram em São Paulo?
Para professor da USP, gestão de Fernando Haddad pode virar marco em São Paulo
Em ato histórico, prefeito Haddad prioriza minorias no Programa Minha Casa, Minha Vida
Haddad assina decreto para notificar imóveis que não cumprem função social
Entrevista: Haddad, ano 2
Bob Fernandes: Descoberto outro propinoduto da máfia dos fiscais de São Paulo
MP investiga gestões de Serra e Kassab por desvio de R410 bilhões do IPTU
Fernando Haddad: “A elite de São Paulo é míope e pobre de espírito.”
Entrevista com Fernando Haddad: “A Prefeitura estava tomada por corrupção.”
MP abre inquérito civil contra Kassab por receber fortuna da Controlar
Kassab recebeu uma “verdadeira fortuna” da Controlar, diz testemunha da máfia do ISS
Máfia demotucana: A lista dos corruptores do ISS
Máfia demotucana: Planilha aponta que 410 empreendimentos pagaram propina a fiscais
Receita do município de São Paulo sobre R$30 milhões com o fim da máfia dos fiscais
Fernando Haddad: “A máfia não seria descoberta sem a ajuda de Donato.”
Antônio Lassance: Arroubo tucano é pânico
Máfia demotucana: Investigação de propina em São Paulo avança sobre a gestão Serra
Máfia demotucana: Haddad desmente Folha sobre repasse de informações à Polícia Civil
Paulo Moreira Leite: Cardoso, Donato e a fábula da classe dominante
A máfia dos fiscais quer pegar Haddad
Máfia demotucana: Secretário ligado a José Serra será convocado a depor em São Paulo
“Não como recuar, e não haverá recuo”, avisa prefeito Haddad
Máfia demotucana: Como a mídia protege Serra e Kassab
Máfia demotucana: Quadrilha zerou ISS de 107 prédios em São Paulo
Máfia demotucana: Situação era de degradação, diz Haddad sobre a quadrilha do ISS
MP/SP mira Kassab para livrar José Serra
Máfia demotucana: A dama do achaque abre o jogo
Máfia demotucana: “Arquiva”, manda Kassab
Máfia demotucana: A Folha se considera um papel pendurado na banca
Máfia demotucana: Líder da quadrilha diz que Kassab sabia do esquema e esperava que ele “ganhasse a eleição”
“O implacável braço direito de Serra” e o caso de corrupção em São Paulo
Seus problemas acabaram: Filie-se ao PSDB
Braço direito de José Serra mandou arquivar denúncias de pagamento de propina para construtoras
Prefeito Haddad e a lição de ética
Após investigações, Haddad manda prender ex-funcionários da gestão Kassab/Serra
mais envolvidos no esquema de corrupção do governo Kassab/Serra, diz Haddad
depois da posse de Haddad, a Veja percebeu que a cidade de São Paulo está um lixo
Para atacar Haddad, “Estadão” usa foto da guerra do Congo para ilustrar matéria
Desespero: Cabo eleitoral de Serra, Soninha xinga Haddad de “filho da p…” e diz que odeia o povo

Uma resposta to “Depois de ontem, São Paulo não será mais a mesma”

  1. Nilson Moura Messias Says:

    Dá-lhe Haddad, aos poucos iremos tirar os reacionários e coxinhas de São Paulo.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


<span>%d</span> blogueiros gostam disto: