Ricardo Melo, colunista da Folha, desmonta farsa de Moro

Sergio_Moro28_Globo

Miguel do Rosário, via O Cafezinho em 22/6/2015

Leia trecho da coluna de Ricardo Melo, publicada hoje [22/6] na Folha:

Ricardo_Melo01_Folha

Mandar prender alguém por causa de uma licitação que ainda sequer aconteceu? E depois a ditadura é na Venezuela…

Imagine se o Estado venezuelano começasse a prender os grandes empresários do país usando os mesmos argumentos de Sérgio Moro?

O país seria invadido pelos EUA, com aval da ONU.
***
Melo também desmascara a farsa das “pedaladas fiscais”.

Afinal, o TCU quer punir Dilma por algo que todos os presidentes anteriores fizeram, e que apenas “se acentuou” porque os programas sociais aumentaram? Quer punir Dilma por ter ajudado os pobres?

Ricardo_Melo02_Folha

3 Respostas to “Ricardo Melo, colunista da Folha, desmonta farsa de Moro”

  1. alex Says:

    É muita ingenuidade pensar que a Lava Jato surgiu do empenho de um Juiz em combater a corrupção ainda mais quando se sabe que o Youssef foi o doleiro do beira mar e que esta é a segunda delação a primeira foi a do caso BANESTADO concedida, pasmem pelo mesmo juiz. Esta investida travestida de idoneidade surge coincidentemente em ano eleitoral e acompanha a campanha política repercutida por Veja nas bancas e pala globo na TV. Curiosamente os tucanos cenograficamente atônitos, demostram perplexidade desmedida quase teatral durante a campanha, forjando um circo dos horrores certos que venceriam no final, no entanto alguma coisa deu errado e perderam, mas a parceria com o judiciário teria que ser mantida para não desvendar a armação. Os atores tiveram que rever seus scripts, e na reformulação do enredo o
    Juiz Tucano enrustido, ficou com a missão de acabar com o setor produtivo brasileiro. Mandou prender os maiores empresários do Brasil responsáveis no conjunto pela geração de milhões de empregos diretos e indiretos.
    Com os cabeças na cadeia as maiores empreiteiras do Brasil fecharão as portas a intenção do Juiz é provocar um efeito cascata que atinja por tabela todo o setor produtivo brasileiro, desempregando mais e mais brasileiros.
    Existem na literatura jurídica ferramentas que propiciam a proteção dos postos de trabalho dos empregados dessas empresas, no entanto nenhuma delas foi utilizada. Sinalizando que a intenção nitidamente é a de quebrar o setor produtivo escancarando o dolo em detrimento do povo.

    O núcleo político ficou encarregado do desgaste da presidenta é normal no vocabulário dos líderes a palavra “sangrar sim, queremos ver a Dilma sangrar”.
    Nesta direção organizam seus senadores e deputados na direção do boicote parlamentar aprovando o inimaginável para sangrar a macroeconomia brasileira. Nos estados governados pelo PSDB promovem TARIFAÇO no intuito de aumentar a inflação e canalizar o desgaste em direção ao planalto.
    Eu arrisco a dizer que a intenção é mesmo manter essa operação até quebrar o Brasil e se faltarem argumentos vão partir para outras estatais no intuito de afundar o país. Só o povo na rua para reverter este tetro dos horrores.
    Essa palhaçada toda perfeitamente poderia ser substituída por uma força tarefa para auditar contratos em todos os Estados desconsiderando a cor política dos seus governadores.

  2. pintobasto Says:

    E de repente surge um Lampião do século XXI que confina todos malandros muito pilantras e ladrões numa Colônia Penal perdida num sertão do Amapá onde irão espiar duras penas de prisão. Alguns o chamarão de ditador, mas a imensa maioria o chamará de SALVADOR!

  3. gustavo_horta Says:

    A vida anda mesmo difícil para os ‘coxinha’. Defendem jornalista plagiadora, defendem pastores homofóbicos, defendem cheiradores de cocaína, defendem traficantes, defendem gente que leva grana em metrôs, defendem gente que compra aptos em Paris por 11 milhões de euros, defendem helipópteros carregados de pasta base de cocaína e tentam se apegar em distorções que a mídia bem remunerada planta em suas mentes. Chega a dar dó! Mas prefiro dar risadas.
    Mas já vou logo avisando que com gente assim, coxinhas e fascistas, eu não discuto do mesmo modo que não discuto com as portas. Ainda que as portas nunca saiam da linha.
    he he he

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: