Antiterrorista cubano agradece a brasileiros por apoio a sua liberdade

Cuba_Gerardo_Hernandez01

Gerardo Hernández Nordelo esteve no Brasil, em Convenção de Solidariedade a Cuba, em Recife, em 7 de junho de 2015.

Via Vermelho em 9/6/2015

Gerardo Hernández Nordelo, um dos cinco antiterroristas cubanos que foi preso nos Estados Unidos, agradeceu a solidariedade de organizações brasileiras na batalha por sua libertação e a de seus outros colegas.

“Se não fosse por todos vocês, que executaram uma intensa campanha pela liberdade dos Cinco e conseguiram chamar a atenção de parlamentos, presidentes e até da sociedade estadunidense, estaríamos ainda presos”, afirmou durante um ato com integrantes de grupos políticos e amigos de Cuba.

Depois de saudar a presença de embaixadores dos países membros da Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América (Alba), enfatizou que vários chefes de Estado, entre eles o do Equador, Rafael Correa, defenderam a libertação dele e de Antônio Guerrero, Fernando Gonzalez, Ramon Labañino e René Gonzalez.

Lembrou que a resistência deles para se manter firmes durante 16 anos de encarceramento esteve inspirada na solidez dos cubanos e na batalha que os movimentos de solidariedade de muitos países, inclusive nos Estados Unidos, empreenderam por sua saída da prisão.

“Hoje vivemos uma felicidade indescritível e grandes emoções devido à hospitalidade recebida do povo da Venezuela e do Brasil”, explicou ao afirmar que seus colegas visitaram outros países, onde foram acolhidos com carinho.

Ao fazer referência à 22ª Convenção Brasileira de Solidariedade a Cuba, realizada em Recife, disse que sentiu grande emoção ao abraçar colegas que durante anos empreenderam ações que reivindicavam a liberdade dos Cinco.

“Sabemos que podemos contar com vocês para continuar esta luta pelo fim do bloqueio econômico, financeiro e comercial dos Estados Unidos contra a ilha, e pelo fechamento e devolução do usurpado território de Guantánamo”, agregou.

O também Herói da República de Cuba destacou que se aproximam novos tempos para seu país, a partir do avanço das negociações com o governo norte-americano para restabelecer relações diplomáticas.

Explicou, no entanto, que isto não significa um retrocesso, pois Cuba se mantém firme em seus princípios, em defesa de sua soberania.

Aproveitou a ocasião, assim mesmo, para cumprimentar uma representação de médicos de todos os estados presentes na atividade, chamada ‘Reencontro com Cuba’, em homenagem aos 56 anos da solidariedade brasileira com a Revolução na ilha.

Várias personalidades, entre líderes sindicais, de partidos políticos, deputados e de movimentos sociais e estudantis intervieram para exaltar os Cinco e cumprimentar seu retorno à Pátria.

O ato contou com a presença da embaixadora cubana, Marielena Ruiz Capote, de integrantes de grupos de solidariedade e representantes de forças progressistas, bem como de membros do corpo diplomático cubano neste país.

Leia também:
Nos ovos sujos de Yoani Sanchez, a afonia da dissidência cubana
Cuba x Cosmos: Diplomacia ganhou por goleada
Cuba sai de uma lista onde nunca deveria ter estado
Em 8 de junho, os Cinco Heróis Cubanos visitarão o Brasil
Estudantes dos EUA nas escolas de medicina de Cuba
Cuba mostra a turistas dos EUA o outro lado da história
Dia histórico para a França: O Ocidente redescobriu Cuba
BNDES acelerou reatamento dos EUA e Cuba
Cuba pode se tornar uma potência em minério e petróleo?
Jornal norte-americano revela a identidade do terrorista oculto libertado por Cuba
Cuba terá luta “longa e difícil” para fim de bloqueio dos EUA, diz Raul Castro
Vídeo: Os três últimos heróis cubanos presos injustamente nos EUA chegaram em sua Pátria
Entenda o que muda em Cuba e nos EUA com as novas políticas anunciadas
Reatamento diplomático Cuba-EUA: Governo brasileiro marca golaço ao financiar o Porto de Mariel
Mauro Santayana: Pearl Harbor e Mariel
Beto Almeida: O porto de Mariel, Brasil, Cuba e o socialismo
Com Raul Castro, Lula visita Porto de Mariel e considera obra “referência” para o continente
Reatamento diplomático Cuba-EUA: Apesar de dia histórico, Raul Castro lamenta que bloqueio econômico seja mantido
Por que investir em Cuba? E na África, e na América Latina? Não é caridade ideológica, é negócio
Reatamento diplomático Cuba-EUA: Coxinhas indignados
Repercussão mundial: Os mais de 50 anos demonstraram que o isolamento dos EUA a Cuba não funcionou
Porto de Mariel: O que tucanos e aliados têm a dizer sobre isso?
Para desgosto dos reaças, cubanos não fogem da Ilha
Mais uma vez, Obama promete fechar a prisão de Guantânamo
Reatamento diplomático Cuba-EUA: Geografia e estratégia
Cuba comemora 56º aniversário da Revolução liderada por Fidel Castro
Michael Löwy: “Duvido que Miami vá colonizar Cuba.”
Vídeo: Os três últimos heróis cubanos presos injustamente nos EUA chegaram em sua Pátria
Cinco heróis: Sai da prisão mais um antiterrorista cubano preso nos EUA
René Gonzalez, herói cubano: “Foi muito difícil deixar o país.”

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: