Dilma rechaça vendilhões da pátria: Regime de partilha continua

EUA_Bessinha01

Miguel do Rosário, via O Cafezinho em 25/5/2015

É fácil entender o ataque especulativo, político, midiático, que se desencadeia diuturnamente contra a presidenta Dilma. Ela é o último rochedo de resistência do Brasil contra o processo de entrega de nossas riquezas ao capital internacional.

Um capital que não quer investir em infraestrutura no Brasil. Não quer gerar empregos. Não quer investir no social. Quer somente dinheiro fácil e de curto prazo. Quer repetir o sonho dourado das privatizações, nas quais um punhado de bilionários, daqui e lá de fora, compraram nossas melhores empresas sem botar um tusta do próprio bolso: tiveram financiamento do BNDES e ainda pagaram com moeda podre.

Agora querem o nosso pré-sal e nossas indústrias do setor.

As indústrias, eles já começaram a abocanhar, por causa da Lava-Jato, conduzida sem nenhuma responsabilidade, um festival midiático de delações desencontradas que servirá, ao menos, para se discutir o fim da delação premiada no Brasil.

Eles também queriam o fim do regime de partilha, que reserva a melhor parte para o Brasil. Para isso, fizeram um ataque especulativo contra a Petrobras ao qual poucas empresas no mundo sobreviveriam.

A Petrobras não apenas resistiu, como exibiu, neste primeiro trimestre, um lucro de R$5 bilhões. E a presidenta Dilma, que andava calada há meses, começou a falar sério.

Em entrevista ao La Jornada, um dos poucos jornais de esquerda, de grande circulação, na América Latina, a presidenta assegurou que não há chance de mudarmos o regime de partilha. Ou seja, o pré-sal continuará a ser nosso.

Com a Petrobras se recuperando, as contingências golpistas da Lava-Jato minguando, e a China investindo mais de R$200 bilhões no Brasil, o pré-sal volta a despontar como um trunfo estratégico para nosso desenvolvimento.

Risco de mudar regime de partilha na exploração do pré-sal é de menos mil, afirma Dilma Rousseff
A presidenta Dilma Rousseff voltou a defender no domingo, dia 24/5, o regime de partilha, adotado para a exploração do pré-sal brasileiro, afirmando que a possibilidade de se adotar o regime de concessão para essa área não existe. “Eu acho que [a possibilidade] não é zero. Enquanto eu estiver na presidência, é menos mil. O modelo de partilha é um modelo baseado nas melhores práticas internacionais”, disse em entrevista ao jornal mexicano La Jornada.

Para essa posição, corrobora a própria história da exploração do petróleo no Brasil, que tem características próprias, inclusive com a participação popular pela nacionalização do petróleo e criação da Petrobras. “O Brasil passou pelo menos uns 20 anos discutindo se aqui tinha petróleo ou não, porque procuravam em terra. Aqui, em terra não tem. É muito difícil, é pouco petróleo e não é de boa qualidade. Aí, a Petrobras entrou em águas rasas, na Bacia de Campos, e achamos o petróleo. Era muito? Não. Em alguma área era petróleo pesado, mas dava”.

Desde então, a empresa evoluiu até se tornar a maior exploradora de petróleo em águas profundas do mundo. Por isso, agora, o modelo de concessão faz todo sentido. “Qual é a diferença dele para o modelo de partilha? É quem é dono do óleo descoberto. No [modelo] de concessão, o dono do óleo descoberto é quem descobre. Por quê? Porque o risco é muito alto. No de partilha, quando você sabe aonde está o óleo, que ele existe, que ele é de boa qualidade, o risco é pequeno. Então, é justo, e mais do que justo, é completamente legítimo que o petróleo descoberto seja, uma parte, do Estado nacional”.

Dilma recordou que o Brasil buscou informações e descobriu que, em todos os lugares onde se sabia que tinha petróleo de boa qualidade e abundante, como no caso da Noruega, o modelo em vigor era o de partilha. “Quem achar que o modelo de partilha é algo ideológico, está equivocado. O modelo de partilha é a defesa dos interesses econômicos da população deste País, que é dona das suas riquezas naturais, em especial do petróleo”, já que foi difícil achar esse recurso natural no Brasil.

Leia também:
Janio de Freitas: A Petrobras e o bom negócio
OsAntiPira: Petrobras tem lucro de R$5,33 bilhões no 1º trimestre
Produção no pré-sal ultrapassa 800 mil barris por dia e bate recorde
Petrobras: Novos poços do pré-sal têm influenciado queda de custo
Procurador “decreta” o fim da exploração do pré-sal
Petrobras, no caminho da retomada
Mauro Santayana: A disputa pelo pré-sal
Norte-americanos “não estão nem aí” para crise, diz assessor da Petrobras
Ato em favor da Petrobras: Entenda como a mídia corporativa tenta manipular você
Lula afirma que ataque à Petrobras quer derrubar partilha na exploração do pré-sal
A Petrobras é do povo brasileiro: Não se aceita nem corrupção, nem entreguismo
No Senado, presidente da Petrobras avalia que as perdas da empresa podem ser menores
Na surdina, José Serra apresenta projeto que desobriga Petrobras de participar do pré-sal
“Pagamento de propina na Petrobras transcende o PT e o PSDB.”
O tamanho da crise da Petrobras
Trabalhadores da Petrobras propõem “reestatização” e criticam papel da mídia
FHC ao FMI: “CEF, BB e Petrobras estão à venda.”
Petrobras vai investir US$236,7 bilhões nos próximos cinco anos
Petrobras responde à turma da Petrobrax
PSDB debate Petrobras: É o partido da piada pronta
PSDB, da Petrobrax, ensina como gerir Petrobras
Petrobras cala a boca do PIG nativo e internacional
Stanley Burburinho: Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras
Petrobras: Dilma terá de pagar dívida de R$4,7 bilhões deixada por FHC
Se cuida, Dudu: Brasil investiga Pasadena, mas refinaria de Pernambuco é problema maior
Antonio Lassance: Quem tem medo de uma CPI ampla?
Valor Econômico mistura números e eleva prejuízo de Pasadena para US$2 bilhões
Petrobras assinala recordes em refinaria e de extração no pré-sal
Petrobras: 42 milhões nada, Astra pagou quase US$500 milhões por Pasadena
Memória curta da oposição disfarça falta de propostas
Negócio mais polêmico da Petrobras vem da era FHC
Ano a ano, os estragos que FHC fez na Petrobras
Para ler, divulgar e guardar: O legado de FHC e outras “obras”
O dedinho de FHC, o porto de Cuba e as hidrelétricas do Aécio
O contra-ataque do governo na CPI da Petrobras
Recordar é viver: Justiça mira gestão da Petrobras na era FHC
A Petrobras e as tucanisses
Miguel do Rosário: Documentos comprovam que Astra pagou mais por Pasadena
Alguns esclarecimentos importantes sobre Petrobras e Pasadena
A Petrobras incomoda
A Petrobras é o alvo do ódio, mas fingem que a defendem
Lobos e cordeiros nos ataques especulativos à Petrobras
Janio de Freitas: O mistério do futuro
O jogo pesado: Tirar a Petrobras de campo
Sérgio Gabrielli explica a senadores detalhes da compra da refinaria nos EUA
A história de Pasadena que a “grande mídia” não contou e o vídeo não editado pela Globo
Ata confirma versão de Dilma sobre Pasadena
Petrobras lança US$8,5 bilhões em bônus e demanda supera US$22 bilhões
Petrobras bate rivais em todos os indicadores
Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal
Petrobras valia US$15,4 bilhões em 2003. Hoje vale R$214,6 bilhões. O que a mídia noticia
Faz algum sentido tratar a Petrobras como uma empresa quebrada?
Banco ataca e depois “enche o carrinho” de Petrobras
Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%
“Consultores” da Folha criam o inédito: Maior campo do mundo é “problema para a Petrobras
Lucro menor da Petrobras tem nome: investimento gigante
Petrobras 60 anos, com meta de dobrar produção
Lula critica “bisbilhotice” de Obama sobre Dilma e a Petrobras
Petrobras tem lucro de 40% mais que o “previsto”
“Bomba” da Época difamando a Petrobras é desmentida em 24 horas
Um recorde após outro: E a Petrobras está em crise?
Petrobras bate rivais em todos os indicadores
Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal
Transpetro alcança marca de 10 navios lançado ao mar
Dilma diz que leilão do Campo de Libra é “passaporte para o futuro”
Os lances de Libra e o lance de 2014
Economistas que privatizaram a Vale deveriam se envergonhar de criticar Libra
Pré-sal: O discurso que Aécio não fez e engoliu
Paulo Moreira Leite: Quem perdeu no pré-sal
A redistribuição social da renda petroleira
FHC leiloou Campo de Libra por R$250 mil
Os números finais do leilão do Campo de Libra
Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%. Que burros. Dá zero pra eles!
Dilma: “Quem quer mudar a regra do petróleo, que mostre a cara.”
Pré-sal vai gerar 87 milhões de empregos
União terá 85% de lucro com o Campo de Libra: “Isso é bem diferente de privatização”, afirma Dilma
Pré-sal: Brasil ganha R$1 trilhão no leilão do Campo de Libra, alcançando recorde mundial
Paulo Moreira Leite: A chance perdida por Gilmar Mendes no caso da Petrobras
Aécio Neves ataca tentativa governista de incluir caso Alstom em CPI da Petrobras
Privataria: Ano a ano, os estragos que FHC fez na Petrobras
Investigações aumentam ligações da gestão FHC à corrupção na Petrobras
Lei de FHC afrouxou controles na Petrobras
FHC: A plataforma P36 e a corrupção na Petrobras
Stanley Burburinho: Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras
Negócio mais polêmico da Petrobras vem da era FHC
Adriano Benayon: O Brasil e a Petrobras
Para jornal O Globo, esquema de propina na Petrobras vem desde a era FHC
Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras
FHC ao FMI: “CEF, Banco do Brasil e Petrobras estão à venda.”
Dupla identidade: A heroína do Fantástico e a Venina do Linkedin
O veneno da edição da entrevista de Venina
Petrobras: Graça Foster desmonta a farsa de Venina
Enquanto a Petrobras é massacrada, a Sabesp é convenientemente esquecida
Petrobras e HSBC: Não precisam explicar, só queremos entender
Tucanagem: Deputados oposicionistas da CPI da Petrobras receberam doações de empreiteiras
Senadores da oposição desistem da CPI da Petrobras e querem investigar BNDES
Luis Fernando Verissimo e o cerco à Petrobras
Dilma: Se a corrupção na Petrobras tivesse sido combatida entre 1996 e 1997, cenário atual seria diferente
Petrobras atinge novos recordes de produção de petróleo no pré-sal
Petrobras recebe maior prêmio da indústria de petróleo e gás offshore mundial
O festival de asneiras em torno dos R$88 bilhões da Petrobras

3 Respostas to “Dilma rechaça vendilhões da pátria: Regime de partilha continua”

  1. Bene Nadal Says:

    Enquanto tivermos governos progressistas como Lula e Dilma, o Brasil tem alguma chance de chegar ao primeiro mundo, todavia se voltar os traidores da pátria, que governaram(?) até 2002… A vaca vai pro brejo em 4 anos!!!

  2. pintobasto Says:

    Aos poucos vão esmorecendo os ataques a Dilma, ao PT e a Lula. A China veio mostrar aos mandantes dos vendilhões da Pátria que está de olho nas manobras sujas para derrubar Dilma e o PT do Planalto, mais, deixou um recado ainda maior, o Brasil vai dar um pulo ainda maior na economia mundial como grande parceiro do governo de Pequim. Alguns idiotas muito servis como Eduardo Cunha, ainda não pressentiram o fim que os espera. Sonham alto com uma ilusão que lhes servirá de caixão.

  3. Dinarte Araujo Neto Says:

    Com a presidenta DILMA não tem tempo ruim na Petrobrás…não mesmo dará uma de FHC, o Ferdilhão da Pátria, com quem a corporatocracia financeira e empresária multinacional se deita e rola. E adiante, como não restou alternativa viável dentro do quadro partidário do PT, LULA deverá estar à frente da RESISTÊNCIA ao entreguismo neo-liberal, Só que desta feita mais amadurecido e cônscio de sua importância em abrir espaços para uma nova alvorada para a pátria brasileira. e não mais dormir na onda de ´grande liderança nacional´… cada dia é decisivo no pêndulo da história da libertação do Brasil para um novo presente.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: