Professor desmonta tese da diminuição da maioridade penal

Bohn_Gass01

Como em uma aula, Bohn Gass explica didaticamente os mitos que giram em torno da proposta e comprova a ineficiência da redução por meio de dados objetivos, como o de que apenas 0,01% dos jovens entre 12 e 17 anos cometem crimes violentos.

Via Revista Fórum em 19/5/2015

Começou a circular esta semana nas redes sociais a aula que o professor de História e deputado federal Elvino Bohn Gass (PT/RS) deu sobre a proposta de redução da maioridade penal (PEC 171/93) que tramita no Congresso Nacional.

Em um vídeo objetivo e didático, Bohn Gass busca desmontar os mitos que giram em torno da proposta e, por meio de dados da Unicef, mostra o quão ineficiente seria reduzir a maioridade penal dos 18 para os 16 anos.

Entre os dados utilizados pelo professor está o fato de que, por exemplo, apenas 0,01% dos jovens no país entre 12 e 17 anos cometem crimes violentos e que, por outro lado, 36% dos assassinatos cometidos têm os jovens como vítimas.

“Jovem é mais vítima do que agente da violência”, afirma.

Confira abaixo o vídeo:

Leia também:
10 motivos para ser contra a redução da maioridade penal
Magistrados divulgam carta contra redução da maioridade penal
Eliane Brum: Pela ampliação da maioridade moral
A demagogia de Alckmin e a redução da maioridade penal
18 motivos para não se reduzir a maioridade penal
Ao contrário do Brasil, EUA discutem o aumento da maioridade penal
Brasil vai na contramão mundial ao debater redução da idade penal

Uma resposta to “Professor desmonta tese da diminuição da maioridade penal”

  1. Paulo José Says:

    Primeiramente o que esta em pauta e a criminalidade, isso e VIDAS, mesmo que seja 0,001% dos jovens são criminosos, isso e muito relevante para que tem seu ente querido vítima desse 0,001% pois isso representa 2.100(dois mil e cem) crimes violentos, agora pergunta o nobre deputado acha pouco essa quantidade de vidas perdidas por marginais, Isso significa quase 6 crimes violentos por dia, e pouco para o Brasil que tem milhões de brasileiros, mas estamos falando de vidas humanas, onde quem perde seu ente querido sofre dores insuportáveis pela perda, é Pai, Mãe, Filhos etc.. e tem pessoas que montam tese dizendo que 2100 crimes muitas vezes hediondos por ano e pouco? acho que esse nobre deputado não tem sentimento,pois se sensibiliza com criminosos e não com vidas de pessoas idôneas, dignas e trabalhadoras, que muitas vezes por alguns trocados perde a vida para sustentar bandidos e criminosos. Nobre Deputado reveja seus conceitos para defender criminosos. A Juventude sadia não vão sofrerem em nada a mudança da Maioridade Penal pois são cidadãos de bem. Precisamos dar um basta na criminalidade e não formar opinião generalizando o Joio do Trigo.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: