Compra da reeleição: FHC desafiou, então aqui está o vídeo

***

Palmerio_Doria13_Principe_Privataria

O Príncipe da Privataria: Livro revela como FHC comprou sua reeleição

Lançado por Palmério Dória, O Príncipe da Privataria aborda as contradições do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e desnuda um capítulo ainda obscuro da política brasileira: a compra da emenda que permitiu a sua reeleição, em 1998. O livro revela ainda a identidade do “Senhor X”, que gravou deputados e denunciou ao jornalista Fernando Rodrigues, da Folha, o episódio. Trata-se do empresário Narciso Mendes, do Acre, que resolveu contar tudo o que sabia. A obra trata ainda da tentativa de privatização da Caixa, do Banco do Brasil e da Petrobras e também de como a mídia blindou a história do filho de FHC fora do casamento, que, no final da história, não era filho legítimo do ex-presidente.

Via Brasil 247 em 30/8/2013

Um livro bombástico chegou, no final de agosto, às livrarias de todo o País. Trata-se de O Príncipe da Privataria, lançado pelo jornalista Palmério Dória, autor do best-seller Honoráveis Bandidos, sobre o poder da família Sarney, e colunista do 247. Desta vez, o foco de Dória é lançado sobre um dos homens mais poderosos e cultuados do Brasil: o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. No livro, o autor aborda as contradições do personagem e algumas manchas de sua biografia, como a compra da emenda da reeleição e a operação pesada para blindá-lo na imprensa sobre o filho fora do casamento com uma jornalista da Globo, que, no fim da história, não era seu filho legítimo.

Leia, a seguir, o material de divulgação preparado pela Geração Editorial, a mesma casa editorial que lançou livros-reportagem de sucesso como A Privataria Tucana, de Amaury Ribeiro Jr., e Segredos do Conclave, de Gerson Camaratti.

O Príncipe da Privataria revela quem é o “Senhor X”, o homem que denunciou a compra da reeleição
Uma grande reportagem, 400 páginas, 36 capítulos, 20 anos de apuração, um repórter da velha guarda, um personagem central recheado de contradições, poderoso, ex-presidente da República, um furo jornalístico, os bastidores da imprensa, eis o conteúdo principal da mais nova polêmica do mercado editorial brasileiro: O Príncipe da Privataria – A história secreta de como o Brasil perdeu seu patrimônio e Fernando Henrique Cardoso ganhou sua reeleição (Geração Editorial, R$39,90).

Com uma tiragem inicial de 25 mil exemplares, um número altíssimo para o padrão nacional, O Príncipe da Privataria é o 9° título da coleção História Agora da Geração Editorial, do qual faz parte o bombástico A Privataria Tucana e o mais recente Segredos do Conclave.

O personagem principal da obra é o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o autor é o jornalista Palmério Dória, (Honoráveis Bandidos – Um retrato do Brasil na era Sarney, entre outros títulos). A reportagem retrata os dois mandatos de FHC, que vão de 1995 a 2002, as polêmicas e contraditórias privatizações do governo do PSDB e revela, com profundidade de apuração, quais foram os trâmites para a compra da reeleição, quem foi o “Senhor X” – a misteriosa fonte que gravou deputados confessando venda de votos para reeleição – e quem foram os verdadeiros amigos do presidente, o papel da imprensa em relação ao governo tucano, e a ligação do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) com a CIA, além do suposto filho fora do casamento, um “segredo de polichinelo” guardado durante anos…

Após 16 anos, Palmério Dória apresenta ao Brasil o personagem principal do maior escândalo de corrupção do governo FHC: o “Senhor X”. Ele foi o ex-deputado federal que gravou num minúsculo aparelho as “confissões” dos colegas que serviram de base para as reportagens do jornalista Fernando Rodrigues publicadas na Folha de S.Paulo em maio de 1997. A série “Mercado de Voto” mostrou da forma mais objetiva possível como foi realizada a compra de deputados para garantir a aprovação da emenda da reeleição. “Comprou o mandato: 150 deputados, uma montanha de dinheiro pra fazer a reeleição”, contou o senador gaúcho, Pedro Simon. Rodrigues, experiente repórter investigativo, ganhou os principais prêmios da categoria no ano da publicação.

Nos diálogos com o “Senhor X”, deputados federais confirmavam que haviam recebido R$200 mil para apoiar o governo. Um escândalo que mexeu com Brasília e que permanece muito mal explicado até hoje. Mais um desvio de conduta engavetado na Era FHC.

Porém, em 2012, o empresário e ex-deputado pelo Acre, Narciso Mendes – o “Senhor X” –, depois de passar por uma cirurgia complicada e ficar entre a vida e a morte, resolveu contar tudo o que sabia.

O autor e o coautor desta obra, o também jornalista da velha guarda Mylton Severiano, viajaram mais de 3.500 quilômetros para um encontro com o “Senhor X”. Pousaram em Rio Branco, no Acre, para conhecer, entrevistar e gravar um homem lúcido e disposto a desvelar um capítulo nebuloso da recente democracia brasileira.

O “Senhor X” aparece – inclusive com foto na capa e no decorrer do livro. Explica, conta e mostra como se fazia política no governo “mais ético” da história. Um dos grandes segredos da imprensa brasileira é desvendado.

20 anos de apuração
Em 1993, o autor começa a investigar a vida de FHC que resultaria neste polêmico livro. Nessas últimas duas décadas, Palmério Dória entrevistou inúmeras personalidades, entre elas o ex-presidente da República Itamar Franco, o ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes e o senador Pedro Simon, do PMDB. Os três, por variadas razões, fizeram revelações polêmicas sobre o presidente Fernando Henrique e sobre o quadro político brasileiro.

Exílio na Europa
Ao contrário do magnata da comunicação Charles Foster Kane, personagem do filme Cidadão Kane, de Orson Welles, que, ao ser chantageado pelo seu adversário sobre o seu suposto caso extraconjugal nas vésperas de uma eleição, decide encarar a ameaça e é derrotado nas urnas devido a polêmica, FHC preferiu esconder que teria tido um filho de um relacionamento com uma jornalista.

FHC leva a sério o risco de perder a eleição. Num plano audacioso e em parceria com a maior emissora de televisão do país, a Rede Globo, a jornalista Miriam Dutra e o suposto filho, ainda bebê, são “exilados” na Europa. Palmério Dória não faz um julgamento moralista de um caso extraconjugal e suas consequências, mas enfatiza o silêncio da imprensa brasileira para um episódio conhecido em 11 redações de 10 consultadas. Não era segredo para jornalistas e políticos, mas como uma blindagem única nunca vista antes neste país foi capaz de manter em sigilo em caso por tantos anos?

O fato só foi revelado muito mais tarde, e discretamente, quando Fernando Henrique Cardoso não era mais presidente e sua esposa, Dona Ruth Cardoso, havia morrido. Com um final inusitado: exame de DNA revelou que o filho não era do ex-presidente que, no entanto, já o havia reconhecido.

Na obra, há detalhes do projeto neoliberal de vender todo o patrimônio nacional. “Seu crime mais hediondo foi destruir a Alma Nacional, o sonho coletivo”, relatou o jornalista que desvendou o processo privativista da Era FHC, Aloysio Biondi, no livro Brasil Privatizado.

Palmerio_Doria01

Palmério Dória

O Príncipe da Privataria conta ainda os bastidores da tentativa de venda da Petrobras, em que até a produção de identidade visual para a nova companhia, a Petrobrax, foi criada a fim de facilitar o entendimento da comunidade internacional. Também a entrega do sistema de telecomunicações, as propinas nos leilões das teles e de outras estatais, os bancos estaduais, as estradas, e até o suposto projeto de vender a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. ”A gente nem precisa de um roubômetro: FHC com a privataria roubou 10 mil vezes mais que qualquer possibilidade de desvio do governo Lula”, denuncia o senador paranaense Roberto Requião.

Sobre o autor
Palmério Dória é repórter. Nasceu em Santarém, Pará, em 1949 e atualmente mora em São Paulo, capital. Com carreira iniciada no final da década de 1960 já passou por inúmeras redações da grande imprensa e da “imprensa nanica”. Publicou seis livros, quatro de política: A Guerrilha do Araguaia; Mataram o Presidente — Memórias do pistoleiro que mudou a História do Brasil; A candidata que virou picolé (sobre a queda de Roseana Sarney na corrida presidencial de 2002, em ação orquestrada por José Serra); e Honoráveis BandidosUm retrato do Brasil na Era Sarney; mais dois livros de memórias: Grandes mulheres que eu não comi, pela Casa Amarela; e Evasão de privacidade, pela Geração Editorial.

Leia também:
FHC quer terceirizar oposição com Justiça, mídia e protestos

Há 10 anos, caso que pode implicar o PSDB em corrupção aguarda por investigações
Vagabundo: FHC foi aposentado aos 37 anos e Ruth se aposentou aos 55
Como tucano gosta de aeroporto: Camargo Corrêa dá de “presente” um aeroporto na fazenda de FHC
Em 1999, Brasil perdia R$1 bilhão por dia e FHC foi para a praia
Para Dilma, a corrupção foi ignorada no governo de FHC
Autocrítica: No final de seu mandato, FHC reconheceu que seu governo foi um desastre
Bandeira de Mello: “Não há exemplo na história de entreguismo tão deslavado quanto no governo FHC.”
Datafolha confirma: FHC foi o pior presidente do Brasil pós-ditadura
Com uma frase, Dilma desmontaria o golpe pretendido por FHC
O segredo do caixa 2 de FHC
O golpismo vulgar e a biografia de FHC
Para ler, divulgar e guardar: O legado de FHC e outras “obras”
O golpismo vulgar e a biografia de FHC
A trama imunda do impeachment de Dilma
Ives Gandra e um parecer a serviço do vale-tudo
Nos tempos do engavetador-geral de FHC

Com uma frase, Dilma desmontaria o golpe pretendido por FHC
FHC, a esquerda e a direita
FHC: “Sou de esquerda, mas ninguém acredita.” Por que será?
Privataria: Ano a ano, os estragos que FHC fez na Petrobras
Ao criticar o governo, FHC esqueceu o próprio passado
FHC e a miopia política
Paulo Moreira Leite: FHC, o homem da máscara de ferro do PSDB
FHC: O conformista inconformado
Nos tempos de FHC: Está explicado por que a PF tucana nunca investigou nada
FHC quer ser o guru de todos os golpes
O PSDB é o sarcófago do Plano Real
Coisas sobre o Plano Real que o PSDB não fala
Cadu Amaral: Vídeo para os mais novos conhecerem um pouco sobre o governo FHC
Os rolezões de FHC com direito à companhia de Regina “tô com medo” Duarte e outros sanguessugas
Paulo Moreira Leite: Relato sobre uma viagem de FHC a Portugal, em 2002 (e a Nova Iorque)
Desigualdade caiu 1,89 com FHC e 9,22 com Lula
Quando a criação de 1,1 milhão de empregos é crise: O governo invisível não quer Dilma
PSDB diz que é escândalo emprestar dinheiro a Cuba. Esqueceram de perguntar por que FHC emprestou
FHC foi o mais conivente com corrupção, diz pesquisa
Vídeo: Por que a PF tem saudades de FHC
Laudo da PF engavetado no governo FHC ligava Youssef à caixa de campanha de Serra e do próprio FHC
Vídeo: Jornal Nacional diz que na gestão de FHC a fome matava 280 crianças por dia
FHC e a legitimidade das eleições
Investigações aumentam ligações da gestão FHC à corrupção na Petrobras
Lobista joga a Operação Lava-Jato no colo de FHC
Pedro Barusco, o homem de 100 milhões de dólares, rouba desde os tempos de FHC
Lei de FHC afrouxou controles na Petrobras
FHC, o engavetador da corrupção
FHC: A plataforma P36 e a corrupção na Petrobras
Stanley Burburinho: Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras
Negócio mais polêmico da Petrobras vem da era FHC
Adriano Benayon: O Brasil e a Petrobras
Marajás da USP: Historiador Boris Fausto recebe R$45 mil; Delfim Netto, R$28 mil; e FHC, R$22 mil
FHC sobre regulação da mídia: “Não vou falar mal de meus amigos.”

Janio de Freitas: Direito de resposta a FHC
Laudo da PF engavetado no governo FHC ligava Youssef à campanha de Serra e do próprio FHC
Para jornal O Globo, esquema de propina na Petrobras vem desde a era FHC
Seca de investimentos: Sabesp deu R$500 mil para projeto de instituto de FHC
País fecha 2013 com saldo de 1,1 milhão de vagas com carteira assinada
Mitos tucanos: FHC é o pai do Bolsa Família?
Adriano Benayon: É bom desmascarar essas levianas declarações de FHC
Recordar é viver: FHC cortou distribuição de cestas básicas a pobres
Graças a FHC, rádios e tevês recebem R$4,3 bilhões pelo horário eleitoral “gratuito”
Acordando a memória perdida de FHC
Você sabia que “consultores” da Globo eram integrantes do governo FHC?
Caluniador de filho de Lula na internet é executivo do instituto FHC
Recordar é viver: Para FHC, professor é “coitado” que não conseguiu ser pesquisador
A empresa que espionava o Brasil prestava consultoria ao governo FHC
A quem FHC pensa que engana com sua conversa de virgem em lupanar?
Privataria, reeleição e o cínico FHC
Recordar é viver: FHC mexeu no dinheiro dos mais de 70 anos e dos deficientes físicos
Recordar é viver: A história da fazenda de FHC
Palmério Dória: Por que FHC não está preso?
Espionagem: Um terremoto chamado Snowden
Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras
Banqueiro do propinoduto paulista vendeu apartamento a FHC. Já pensou se fosse o Lula?
O Príncipe da Privataria: Livro revela como FHC comprou a reeleição
O Príncipe da Privataria: A Folha confirma o nome do “Senhor X”
Recordar é viver: Quando FHC trouxe cubanos, Veja aplaudiu
Leandro Fortes: A privataria e as desventuras do príncipe
Por que o mensalão tucano, a Lista de Furnas e os processos contra Aécio no STF não andam?
Lista de Furnas é esquema comprovado e repleto de provas na Justiça
Tatto defende CPI da Privataria e cobra explicações de FHC sobre Lista de Furnas
Se quiser, Joaquim Barbosa já pode avocar o processo da Lista de Furnas
Lista de Furnas: Deputados do PSDB são acusados de pressionar lobista preso
Lista de Furnas: Amaury Ribeiro já tem documentos para o livro A Privataria Tucana 2
Advogado acusa réu do mensalão tucano de ser mandante da morte de modelo
Perseguido por Aécio e com medo de ser assassinado, delator do mensalão tucano está em presídio de segurança máxima
TJ/MG: Processo que incrimina governantes mineiros desaparece
O Príncipe da Privataria: Livro revela como FHC comprou sua reeleição
Emprego: Um semestre de Dilma é melhor do que oito anos de FHC
Por que a reeleição de FHC nunca chegou ao STF
Para a reeleição de FHC, Cacciola doou R$50 mil
Proer, a cesta básica dos banqueiros
FHC só lançou programas sociais a quatro meses da eleição de 2002
A Folha noticiou a compra de votos por FHC para a reeleição, mas depois se “esqueceu”
Histórico catastrófico da era FHC
O que Dilma deve a FHC para ser chamada de ingrata?
Vídeo: Entenda como e por que FHC quebrou o Brasil três vezes
Celso Lafer descalço em aeroporto exemplifica submissão de FHC aos EUA
Em vídeo, Itamar Franco esclarece que o Plano Real não é obra de FHC
Salário mínimo: As diferenças entre os governos FHC e Lula/Dilma
Vídeo: Já pensou se fosse o Lula? FHC embriagado na Marquês de Sapucaí
FHC, o reacionário
Conheça o apartamento de FHC em Paris. Ele tem renda pra isso?
Vídeo: FHC tenta mentir em programa da BBC, mas entrevistador não cai nas mentiras
Adib Jatene: “FHC é um homem sem palavra e Serra, um homem sem princípios.”
FHC comprou o Congresso: Fita liga Sérgio Motta à compra de votos para reeleição
FHC comprou o Congresso. O STF não vai fazer nada?
FHC disse muitas vezes: “Não levem a sério o que digo.”
FHC e a reeleição comprada: Por que a Veja não consulta seus arquivos?
O retrato do desgoverno de FHC
Governo FHC: O recheio da pasta rosa e o caso do Banco Econômico
Os crimes de FHC serão punidos?
O Brasil não esquecerá os 45 escândalos que marcaram o governo FHC
FHC ao FMI: “CEF, Banco do Brasil e Petrobras estão à venda.”
As viagens de FHC, de Lula e a escandalização seletiva
Dinheiro da CIA para FHC
A festa de 500 anos do Brasil de FHC dá prejuízo de R$10 milhões ao estado da Bahia
FHC: PSDB está longe do povo. Partido nem sequer sabe o que é povo
Com indicação de FHC para ABL, Sarney faz Ayres Britto esperar a morte de outro “imortal”
Vídeo em que FHC chama os aposentados de vagabundos
Documentos revelam participação de FHC e Gilmar Mendes no mensalão tucano
FHC: “Nós, a elite, temos tendência à arrogância.”
FHC e o vitupério
Bob Fernandes escancara a relação de FHC com a espionagem dos EUA
Contratada por FHC, Booz Allen já operava como gabinete de espionagem dos EUA
Se cuida, FHC: Vem aí a CPI da Espionagem da CIA
A empresa que espionava o Brasil prestava consultoria ao governo de FHC
Era Lula cria mais empregos que FHC, Itamar, Collor e Sarney juntos
FHC já defendeu uma nova Constituinte, mas agora acha autoritarismo. Pode?
FHC se diz contra 100% dos royalties para a educação
FHC já admite que Aécio não tem condições de ser candidato
FHC é o bafômetro de Aécio
FHC não mostrou o Darf
Como a Globo deu o golpe da barriga em FHC e enviou Miriam para Portugal

12 Respostas to “Compra da reeleição: FHC desafiou, então aqui está o vídeo”

  1. Carlos Scorpião Says:

    Todos os bandidos envolvidos nas falcatruas de FHC e PSDB, pedem PROVAS, que eles nem tinham para condenar os do mensalão. Provas tem, mas não tem quem as apresente, ou que não se tenham vendido! E nesse papo de provas, tinha um aqui na Bahia, que sabia comê-las, ACM, e fez escola e foi amigo de FHC e Ministro das Comunicações, essa vergonha que é nossa média agradeça a ele. Mas quantos estão nos porões sem prova, quem disse que no Brasil, justiça é sinônimo de correção e cumprimento das leis, nunca o foi e nunca o será, não é nos EUA, de vez em quando aparece um negão, que foi condenado a Pena Capital ou passou 40 anos preso inocentemente, imagine aqui que além dos gestores larápios, ainda tem seus seguidores nas redes, que ao defenderem-no só comprova o que já sabemos, se gritar PEGA Ladrão…um monte de gente sem bom comportamento, ética ou moral ilibada, e pensa que suas avalições merecem crédito, só começam a falar a já sabemos de quem se trata, ainda bem que empregadores acompanham eles nas redes. tá tudo claro, Gatunos!

  2. Gilmar Argenta Says:

    EIS AÍ A PROVA DO TOTAL DESESPERO DO PT,FOFOCAS SEM PROVAS ISSO É SÓ O COMEÇO DA TOTAL BAIXARIA QUE AINDA ESTA POR VIR,AGUARDEM.

  3. Helio Eduardo Says:

    AOS FABULOSOS “PARATRIOTAS BARAZILERIOS”, DEFENSORES DA MORALIDADE, A ANTI-CORRUPÇÃO E O BEM-QUERER DO país, UMA PEQUENA JANELA DA HISTÓRIA!!! LEIAM, INFORMEM-SE E DEPOIS…., AHHH, DEPOIS…. PANELAÇO!!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  4. ANTONIOLEITE Says:

    esse foi i sempre vai ser u pio qui já na presidencia do BRASIL FHC..ROUBOU TUDO BRASIL VELHO IDIOTA

  5. Ana Mara Says:

    http://www.cartacapital.com.br/revista/764/as-desventuras-do-principe-3780.html nesse link fala no mesmo assunto da compra de votos ,,,,Não só comprou como arrombou o Brasil e derrubou a Petrobrás
    a oposição antigos políticos que estiveram com ele na época sabem mas se calam ,pois comeu juntos, e ficaram calados não se pronunciam, tem medo de falar do Rei da
    Privataria Tucana. Os estragos que FHC fez na Petrobras

  6. pintobasto Says:

    No mínimo, FHC deveria estar preso para o resto da vida, mas como sempre foi um grande espertalhão, conseguiu ser promovido a imortal, envergando aquele fardão igualzinho ao do Merval.
    Sendo agora imortal, pensa escapar do que o espera no inferno onde terá a aconchegante companhia de Serra, Gilmar Mendes, Alckmin, Aécio e muitos outros que o ajudaram a desbaratar tantas empresas estatais. Quase esquecia, o Serjão está esperando por ele para acertarem contas porque lhe contaram que o imortal FHC passou a perna na viúva, abocanhando dinheiro das contas que tinha em Portugal, onde escondia grande parte do suborno que recebeu da Telefônica pela entrega da Telesp. E esta turminha do PSDB posa de inocentes anjinhos do paraíso celestial.
    Se o Povo brasileiro estivesse devidamente politizado, esta gangue estaria toda condenada a prisão perpétua com trabalhos forçados para redimirem pequena parte de tão grandes males que causaram à Nação!

  7. Benedito Chagas Says:

    Benê Chagas com essa delação o bandido deriva ser preso por não solicitar um CPI e um trabalho da P F., para apurar e prender os safados e bandidos por esse comportamento desonesto com o povo brasileiro.

  8. bene nadal Says:

    FHC, no mínimo deveria estar preso!!!

  9. Sérgio Says:

    Podridão. Não importa o partido. Gente boa é gente boa. Gente ruim é gente ruim, e nós queremos o quê?

  10. bloglimpinhoecheiroso Says:

    FHC e a reeleição comprada: Por que a Veja não consulta seus arquivos?

  11. Thiago Says:

    Não duvido nada que tenha acontecido mas onde está a prova como foi colocada na manchete? Só vi um jornalista falando que houve a exemplo dos jornalistas direitistas de extrema esse aí disse disse e não provou nada.

  12. LUIS BRAS SANTOS Says:

    O Príncipe da Privataria: Livro revela como FHC comprou sua reeleição

    Lançado por Palmério Dória, O Príncipe da Privataria aborda as contradições do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e desnuda um capítulo ainda obscuro da política brasileira: a compra da emenda que permitiu a sua reeleição, em 1998. O livro revela ainda a identidade do “Senhor X”, que gravou deputados e denunciou ao jornalista Fernando Rodrigues, da Folha, o episódio. Trata-se do empresário Narciso Mendes, do Acre, que resolveu contar tudo o que sabia. A obra trata ainda da tentativa de privatização da Caixa, do Banco do Brasil e da Petrobras e também de como a mídia blindou a história do filho de FHC fora do casamento, que, no final da história, não era filho legítimo do ex-presidente.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: