O assaltante de banco Aloysio Nunes justifica massacre de Curitiba: PM cumpriu seu papel

Parana_Professores12

Via Paraná 247 em 30/4/2015

O senador [e assaltante de banco] Aloysio Nunes (PSDB) rebateu, na quinta-feira, dia 30/4, o discurso do também senador Humberto Costa, que classificou como “massacre” os atos de violência protagonizados pela Polícia Militar do Paraná, durante confronto com professores ontem. Cerca de 200 pessoas ficaram feridas e parte delas segue hospitalizada. Nunes defendeu a PM e o governador Beto Richa, filiado a seu partido.

Segundo ele, os policiais apenas impediram os manifestantes de entrar na Assembleia, porque eles queriam impedir a votação. “A ideia de que vinham acompanhar a votação é conversa mole. Iam impedir a votação, ocupar os lugares na Assembleia, os lugares dos representantes do povo, para impedir que a sessão se realizasse”, disse.

Ele comparou o episódio com outros protagonizados por movimentos ligados ao PT. “Eu penso, meu caríssimo líder do PT, que o seu partido é o menos autorizado para, entre todas as agremiações políticas, preconizar a prudência e a moderação, porque quando se trata de promover os interesses políticos do seu partido, por via dos chamados movimentos sociais, não há moderação, o que há é a tentativa de impor na marra os seus pontos de vista”, declarou.

Antes das declarações do senador tucano, o líder do PT no Senado, Humberto Costa, cobrou uma postura crítica dos tucanos, em especial do senador Aécio Neves (PSDB/MG), em relação à condução de Beto Richa no episódio. “Aliás, causa-me espécie o fato de que o novo paladino da luta dos trabalhadores, o defensor dos direitos da população trabalhadora brasileira, defensor-mor da democracia no Brasil, o candidato derrotado Aécio Neves, não veio hoje a esta tribuna, sequer ao Parlamento, para explicar o modus operandi do PSDB no que aconteceu ontem no Paraná”, ironizou.

O senador também alertou sobre a crise que vem vivendo aquele Estado. “O pagamento dos professores da rede estadual e a alteração do regime previdenciário da categoria caem como uma bomba sobre o novo discurso tucano de proteção dos trabalhadores. Como nunca foram reconhecidos por defender os direitos dos trabalhadores, e sim de grandes empresários e patrões, a contradição atual é interessante. Pasmem os senhores que a situação financeira no Paraná é tão grave que faltou dinheiro até para pagar as diárias dos policiais que estiveram de serviço ontem durante os protestos”, denunciou o petista.

Leia também:
Massacre: Polícia do tucano Beto Richa deixa centenas de servidores públicos feridos no PR
Após mais de 200 feridos, Assembleia do PR aprova confisco de dinheiro dos servidores
O relato de um jornalista de Curitiba sobre a pancadaria policial de 29 de abril
“Beto Richa não tem mais condições de governar o Paraná.”
Desenhando: Protestos contra o PT × protestos contra o PSDB
Com saldo de mais de 200 servidores feridos, governo do Paraná culpa manifestantes
Paraná: “Ajuste fiscal” na porrada e na bala

9 Respostas to “O assaltante de banco Aloysio Nunes justifica massacre de Curitiba: PM cumpriu seu papel”

  1. Antonio Benedito Alves da Silva Says:

    Esse sujeito feio de corpo e alma só foi eleito Senador com os votos, direcionados a ele, de Orestes Quércia e Romeu Tuma falecidos na época, que apesar dos defeitos inerentes à maioria dos políticos, sabiam muito bem representar o nosso Estado de São Paulo. Essa coisa aí não serviria nem para lamber a sola dos sapatos daqueles dois. A gente já conhecia o dito cujo na nossa região,mesma dele, como “Aloyísio Sem Voto”.

  2. Luca Galdino Ribeiro Says:

    Convincente

  3. José Jésus Gomesde Araújo Says:

    E se tivesse participado das ações? A independência dos EUA foi feita num jantar de confraternização? A derrubada dos grandes tiranos da história (Emiliano Sapata derrubando Porfírio Dias, outro exemplo), foi feita convencendo o ditador a se aposentar? A moral cristã (desde Tomás de Aquino, século XIII), a tradição liberal clássica (John Locke, Jean-Jacques Rousseau etc.) permitem pegar em armas para derrubar a tirania. A moral cristã condiciona a decisão de lutar à teoria da ação de duplo efeito (também aplicada no Direito e na Bioética); decidir, então, é questão de consciência e de avaliação da situação para os militantes. Pessoalmente, eu acho que foi erro estratégico partir para a luta armada naquele tempo. Mas respeito aqueles jovens que expuseram a vida (muitos a perderam, alguns de maneira muito cruel), para combater o regime militar opressor.

  4. Giordano Says:

    Peraí, JJGA, ele é réu confesso, participou diretamente de ações desse tipo. Ademais, não esqueça que a imprensa de esgoto da tucanalha sempre usou esse argumento contra Dilma em suas duas campanhas vitoriosas, mesmo sendo do conhecimento de todos de que ela pertencia a organizações que praticaram assaltos a bancos, mas não participou diretamente das ações.

  5. bloglimpinhoecheiroso Says:

    Só porque ele tem vergonha de seu passado que foi de luta. Agora foi cooptado pela direita e quer passar uma borracha em tudo que fez na ditadura militar.

  6. José Jésus Gomesde Araújo Says:

    Por que ressaltar assaltante de banco? Aloysio Nunes foi guerrilheiro, combatendo a ditadura, como foram Serjão (ministro de FHC), José Mujica, Mandela (que, pagou 29 anos de prisão) e muitas outras pessoas ilustres. O que é de lamentar é que o senador tenha mudado de lado, traindo as convicções de sua juventude, pelas quais arriscou a vida.

  7. Dayse Silva Says:

    A face desse “pseudo-político” causa-me arrepio…
    Nós cidadãos brasileiros precisamos exercer a nossa cidadania, não somente votando, mas, também, fiscalizando a atuação dos candidatos que elegemos.
    E, uma vez que não cumpriu o prometido nas campanhas, devemos defenestrá-lo, definitivamente, da política brasileira.
    Desta forma, estaremos sendo cidadãos de verdade e ajudando a melhorar o nível dos nossos representantes no Congresso, no Senado e no Executivo.

  8. Giordano Says:

    Pega ele!!!

  9. pintobasto Says:

    O PSDB acaba de provar mais uma vez que está sempre contra o Povo, agredindo violentamente os professores que protestam contra a péssima administração de Beto Richa. A GREVE GERAL é a melhor solução para esse tucano infame ser destituído!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: