O torcedor não é bobo e derruba a audiência da Globo

Santos_Globo02

Santistas no primeiro jogo da final do Paulistão.

A Rede Globo faz 50 anos em meio a um inferno astral também no futebol.

Celso de Miranda, via Blog FastFut em 27/4/2015

Ficou famoso o vídeo da torcida do Santos gritando nas arquibancadas, durante a partida contra o São Paulo, na semifinal na Vila Belmiro, protestando por causa da emissora não ter transmitido a quarta-de-final contra o XV de Piracicaba.

Durante as finais dos campeonatos regionais, o paulista e o carioca, a principal emissora do país está tendo uma mostra de como sua estratégia dos últimos anos, de privilegiar os telespectadores dos três times que, atualmente, possuem as maiores torcidas do Brasil, Flamengo, Corinthians e São Paulo, se voltou contra ela, atraindo a antipatia das demais.

Em São Paulo, principal mercado publicitário do país, em 2014, a Globo transmitiu 33 jogos do Corinthians e 29 do São Paulo. O Santos apareceu em 14 transmissões e o Palmeiras em 13 (incluindo aí os cinco chamados clássicos).

Cavalo errado
Que santista, que palmeirense assistiu a sua semifinal no último domingo na Globo? Aquele que não teve outra opção provavelmente E se o fez sem opção, certamente o fez com a crítica na ponta da língua, falou mal, xingou (como o santista que foi ao estádio mostrou…).

Talvez as críticas para a Globo tanto façam, como sempre tanto fizeram… vento. Mas certamente não é esse espectador/consumidor crítico e mal-humorado que o anunciante deseja para seu produto.

Outro dado que talvez interesse ao mercado publicitário: já há mais paulistas dispostos a assistir pela Globo a PSG e Barcelona, numa terça-feira às 15:45, do que a Corinthians e Ponte Preta, válido pelas quartas-de-final do campeonato paulista, que a Globo fez questão de antecipar para o sábado à tarde.

No pé
Em sua regra do menor esforço (que na minha terra também é chamado de preguiça) de agradar a maioria – os corintianos – a emissora passou os últimos 30 dias falando durante sua programação esportiva na tevê e internet, que o Corinthians deveria jogar a Liga dos Campeões e promovendo a campanha “Caneta no Arouca”, que ganhou vinheta animada e reportagens.

(Para quem não é íntimo aos assuntos do futebol, “caneta” é um drible em que um jogador passa a bola por entre as pernas do oponente, e “Arouca” é um meio-campista do Palmeiras, ex-Santos, com passagem pela seleção brasileira.)

O apresentador Tiago Leifert, do Globo Esporte, deve ter achado engraçado (e, sobretudo, os amigos do Tiago Leifert devem ter dito ao Tiago Leifert que isso era engraçado), mas certamente nenhum palmeirense considerou rir disso.

O Palmeiras jogou as quartas-de-final às 11 horas de domingo (e foi a 2ª vez no ano…) – por causa dos interesses políticos da emissora – e sem transmissão pela tevê. À tarde o jogo do Santos foi ignorado e a torcida quase subiu pelas paredes.

Agora palmeirenses e santistas assistem aos seus times decidir o campeonato, enquanto ouvem o corintiano Casagrande e o são-paulino Caio comentando… todos tentando disfarçar seu ódio.

***

Santos_Globo03

Na semifinal contra o São Paulo, santistas protestaram contra a Globo.

Globo registra uma das piores audiências de finais de campeonato com jogo entre Santos e Palmeiras
Primeiro confronto da final do Paulista teve média de 21 pontos, segundo prévia do Ibope.

Via Porta R7 em 26/4/2015

No dia em que completa 50 anos de história, a TV Globo ganhou um presente amargo. O primeiro jogo entre Santos e Palmeiras pela final do Campeonato Paulista derrubou a audiência da emissora e registrou uma das marcas mais baixas entre as finais de futebol. Segundo dados prévios do Ibope, a Globo ficou com 21 pontos de média durante a exibição do clássico, que começou às 16 horas de domingo, dia 26/4.

Os números são bem inferiores ao registrado na quarta-feira, dia 22/4, durante outro clássico, dessa vez entre São Paulo e Corinthians, pela Taça Libertadores da América. Na ocasião, a Globo teve 32 pontos de média.

Palmeiras e Santos se igualaram a marca da final do Paulista de 2014, quando Santos e Ituano também não decolaram na audiência.

A Band, que também exibia o confronto, teve a mesma baixa de telespectadores, registrando média prévia de 4,8 pontos. Vale lembrar que os números consolidados serão divulgados na segunda-feira, dia 27/4.

Não é de hoje que o Campeonato Paulista não tem alavancado a audiência das emissoras. Em 2014, a Globo fechou a exibição do estadual com queda de 20% e a Band, com 15%. Em 2011, o primeiro confronto entre Corinthians e Santos na final do Paulista teve 34 pontos de audiência. Em 2012, Santos e Guarani marcaram 28 pontos. Em 2013, Corinthians e Santos tiveram 27 pontos.

Palmeiras x Santos
A audiência do clássico paulista esteve em baixa, sobretudo, no primeiro tempo. Aos 20 minutos da partida, a Globo tinha 18,9 pontos. No mesmo horário, a Band registrou 4,4 pontos. O pico de público dos dois canais foi às 17h25, quando a emissora carioca teve 24,4 pontos e a Band, 5,4.

Cada ponto de audiência no Ibope equivale a pouco mais de 67 mil televisores ligados.

Leia também:
Globo é escrachada no dia de seu aniversário
Vídeo: Vinheta de descomemoração dos 50 anos da Globo
Aniversário da Globo: 10 motivos para descomemorar
Vídeo: O documentário sobre o escândalo de sonegação da Globo
Terrorismo, mentiras e pedofilia na pedagogia das Organizações Globo
O caso de sonegação da Globo e o escândalo HSBC
50 anos da TV Globo, o principal legado da ditadura militar
O declínio do Jornal Nacional é irreversível
Repórter da Globo resolve ser sincera: “A ordem é ouvir só o Paulinho da Força.”
Imperdível: Vídeo sobre o jornalismo da Globo e o golpe militar
Globo se desculpa pelo passado. Mas e o presente?
Golpe de 1964: A Globo devolverá o dinheiro que ganhou com ele?
O controle remoto pela qual a Globo comanda o Brasil
MP/SP é contra doação ao Instituto Lula, mas a favor de doação à Globo?
TV Globo: Desfiles e Fantástico têm as piores audiências da história, dentre outros programas
O Brasil é o paraíso dos milionários
Como a Globo manipula a Justiça brasileira por meio do Instituto Innovare
Jornal Nacional: William Bonner é corrigido ao vivo
Como o dinheiro público vem patrocinando a Globo há décadas
Globo orienta jornalistas a evitar “pautas positivas” sobre a Copa
Rede Globo tem contratos sigilosos com Marcos Valério
Andrea Hass, esposa de Pizzolato, pede o Darf para repórter da Globo
PF confirma abertura de inquérito contra sonegação da Globo
Uma aula de Venezuela e uma dura na Globo, em plena Globo
Metodologia da Rede Globo e sua “imparcialidade”
Globo: Eles foram contra o 13º salário
Globo abre o jogo: É contra o pobre
Os bilionários da Globo
Credores norte-americanos pedem falência de empresa da Rede Globo nos EUA
Rede Globo sonega milhões de reais em impostos
A Globo e a ditadura militar, segundo Walter Clark
Estarrecedor: Por sonegação, Receita Federal notificou a Globo 776 vezes em dois anos
Rede Globo tem os bens bloqueados pela Justiça
Ex-funcionária da Receita que sumiu com processos contra TV Globo é condenada à prisão
Leandro Fortes: O povo não é bobo
João, Irineu e José, os filhos de Roberto Marinho: Os bilionários donos do BV
Rede Globo: Quem planta terrorismo, colhe caos
Por que a Globo faz o que faz
Como a Globo manipula gente simples para defender sua visão predadora de impostos
Forbes: A famiglia Marinho tem fortuna de R$52 bilhões
Leandro Fortes: A TV Globo e a ópera bufa no Panamá
Apoio da Globo ao golpe de 1964 foi comercial, não ideológico
Ministério Público no DF abre apuração sobre o caso de sonegação envolvendo a Rede Globo
Rede Globo: Só falta o cadáver
Funcionária da Receita foi condenada por sumir com processo contra a Globo
Rede Globo é alvo de uma CPI na Câmara
Sonegação fiscal da Globo fica em segundo plano, agora o caso é de polícia
Processos contra a Globo podem reaparecer no Congresso
Dublê da Globo é o herói da Veja
Professor demonstra manipulação de “O Globo” sobre a Venezuela
Dia Nacional de Lutas: Trabalhadores ocupam as ruas com atos em todo o País
“Grande mídia” tenta abafar protestos contra a Globo
Baba-ovo: TV Globo fará série sobre a mãe de Joaquim Barbosa
Ligações suspeitas entre Globo e Banco Rural, mas ninguém investiga
A ingratidão da Globo
Na lista da máfia do ISS, Globo nega e diz que paga todos os impostos
Por que a Globo é contra os venezuelanos
MPF denuncia coronel Ustra por ocultação de cadáver na ditadura militar
Ditadura militar: O algoz e o crematório
“Coronel Ustra comandava a tortura”, diz ex-sargento
Marco Aurélio Mello: Ministro que defende o golpe de 1964 pode ter lisura para julgar a AP470?
Mauro Santayana: O golpe da informação
O golpe de 1964 em filmes, livros e artigos
O golpe de 1964: Ranieri Mazzilli, o político Modess
O PIG apoiou a ditadura militar: As manchetes do golpe de 1964
Documentos da ditadura estarão disponíveis na internet
31 de março é um dia para lamentar
Dirigentes do PSOL acham que a Globo desempenha papel de vanguarda
Cadu Amaral: A Globo, o complexo de vira-lata e a Copa do Mundo no Brasil
STF paga viagem de jornalista de “O Globo”
Ação Penal 470: Globo dá sinais de que, se farsa reunir, Barbosa é quem vai pagar a conta
A Globo e Joaquim Barbosa são um caso indefensável de conflito de interesses
Como a Globo deu o golpe da barriga em FHC e enviou Miriam para Portugal

2 Respostas to “O torcedor não é bobo e derruba a audiência da Globo”

  1. charbell Says:

    Sou flamenguista e odeio a globo.

  2. Douglas Porto Says:

    Sou Corintiano e tenho nojo de saber que a Globo defende o Corinthias

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: