O que está por trás da contagem de pessoas nos protestos?

15_Marco20_PM

Dia 13/3, à esquerda, e dia 15/3, à direita. Quantas pessoas, afinal? Fotos de Renato Stockler e Caio Pallazo para Jornalistas Livres.

O número divulgado de participantes nas manifestações do fim de semana mostra quem é quem na fila do pão, mais conhecida como política. Mesmo sem um diploma de exatas ousamos ponderar que em ambos os dias, a verdade numérica deve estar no meio desses extremos. O problema é que cada lado adota para si o que lhe é mais conveniente.

Flavia Gianini, da Fluxo LabCom, especial para Jornalistas Livres

Se depender dos resultados sobre o número de participantes nas manifestações que tomaram a Avenida Paulista na sexta-feira, dia 13/3, e no domingo, dia 15/3, deste mês de março de 2015, a situação da educação brasileira não poderia ser mais assustadora: somos os piores do mundo em matemática.

Afinal, o que mais explicaria o fato de a Polícia Militar do Estado de São Paulo dizer que mais de um milhão de pessoas foram às ruas protestar no domingo, dia 15/3, enquanto o Instituto Datafolha estima não mais que 210 mil pessoas? Uma diferença superior a 450% na solução de uma mesma equação.

13_Marco_Ato03

Foto de Mauricio Lima para Jornalistas Livres.

Na sexta-feira, dia 13/3, foi ainda pior. Na manifestação a favor da democracia e em defesa da Petrobras, a PM fechou a conta em 12 mil pessoas, a organização (formada por movimentos sociais e sindicais) cravou 100 mil. O Datafolha chutou na coluna do meio: 41 mil. A discrepância entre um ponto e outro beira 1 mil pontos.

De acordo com o Datafolha, no auge da manifestação de domingo, dia 15/3, por volta das 16 horas, havia 188 mil pessoas reunidas. Pouco antes, às 15h40, a Polícia Militar havia informado que o número passava de um milhão de manifestantes na Avenida Paulista e adjacências, protestando contra o governo da presidente Dilma Rousseff. Segundo a PM, o cálculo levou em conta a informação de que a cada dois minutos chegavam 4 mil pessoas pelas estações de metrô da região.

15_Marco21

Foto de Renato Stockler para Jornalistas Livres.

De acordo com o professor de Ética e Filosofia Política da Universidade de São Paulo, Renato Janine Ribeiro, para caber tanta gente nos cerca de 2,6 quilômetros de extensão, com cerca de 30 metros de largura da avenida, ocupados pelos manifestantes, é necessário que haja de 15 a 17 pessoas por metro quadrado. “Nem naquela apresentação do circo chinês, onde os artistas de se equilibram um em cima do outro é assim”, ironiza. A PM rebate afirmando que usa imagens aéreas e tecnologia de ponta nos cálculos.

Davi e Golias
Para quem compareceu às manifestações, resta uma certeza: Nem de longe, a multidão que marchou por quilômetros da Paulista a Praça da República, embaixo de chuva torrencial na sexta-feira, dia 13/3, era o Davi que sugere a polícia. Ao passo que nem o mais crédulo cidadão pode concordar que para o protesto contra a corrupção, a favor do impeachment, intervenção militar, e pelo menos mais meia dúzia de reivindicações, mais de um milhão de pessoas saíram de casa no domingo, dia 15/3, em direção a avenida mais famosa de São Paulo. Um Golias para metáfora bíblica nenhuma botar defeito.

15_Marco22_Monitoramento_PM

Policiais monitoram manifestação na Av. Paulista no domingo, dia 15/3. Foto de Caio Palazzo para Jornalistas Livres.

A discrepância absurda merece análise, mas não para se discutir as operações básicas da matemática  –  que ao que parece ninguém sabe como funciona em São Paulo  –  e sim as motivações para tal. O governo paulista, a quem a polícia é subordinada, tem claro interesse de inflar o resultado de domingo, dia 15/3, e mitigar o de sexta-feira, dia 13/3, assim como o tratamento dado pela imprensa tradicional, que solenemente ignorou o ato da sexta, mas tratou o do domingo como um carnaval, já mostra onde estão depositados os seus interesses. O mesmo acontece com o perfil dos presentes nos dois dias.

Sexta-feira, dia 13/3, a cor e a cara dos manifestantes não escondiam o cansaço e nem a origem dos mesmos, ao passo que domingo, dia 15/3, a alegria, a camisa da seleção, e as babás uniformizadas também não. Isso deslegitima a maior parte das reinvindicações? Não, mas deixa claro as motivações de cada um.

Leia também:
Só pra quem tem estômago forte: Ecos das manifestações de 15 de março
Brasil surreal: O corrupto Agripino foi protestar por um Brasil melhor e sem corrupção
Por que a presidenta é execrada e os governadores são poupados?

3 Respostas to “O que está por trás da contagem de pessoas nos protestos?”

  1. Dayse Silva Says:

    O 1o. Comentarista falha na matemática e na lógica.
    Ora, ora, 82% da popularidade do ex-Presidente Lula foi aferida, logicamente, após o governo dele. Aferir um dado(popularidade) antes do fato(exercício da presidência da república) é absolutamente impossível. Não é?
    Ademais, antes da presidência, Lula já fazia história como operário engajado na atividade sindical. Lula é homem dotado de inteligência brilhante, a ponto de ter sido tese de uma intelectual francesa, que aqui veio pesquisar dados históricos sobre ele, para sustentar a sua tese de mestrado ou doutorado.
    Quanto a Dilma, esta grande mulher brasileira, que lutou, quando ainda tão jovem, pela nossa democracia, não foi eleita, como disse, mas foi REELEITA, pela vontade livre e soberana da maioria dos brasileiros, que a reconduziu para mais um mandato presidencial, como ocorre em todas as grandes democracias deste planeta.
    Eu, também, elegi e reelegi Dilma para nos presidir.
    O nosso Povo está de parabéns.

  2. Romero Gaia Santana Says:

    Primeiro, um pouco de pesquisa não faz mal a ninguém, mas os coxinhas não sabem o que é isso…. dá pra se saber que o calculo de multidões é feita da seguinte maneira…. em locais fechados(boates, restaurantes, cinemas etc) faz se um cálculo em locais abertos o método é outro… mas em ambos existe uma regra notória que é, “em 1 m² cabem no máximo 6 pessoas”… quando há superlotação(6 pessoas/m²) são os casos em que uma pessoa tem que se ‘esfregar em outra pra se locomover dentro da multidão…. se levássemos essa máxima pra estes 2 casos teríamos um máximo de 470 mil pessoas nas ruas na área ocupada, para isso todos teriam que estar se esfregando um no outro… quando o transito é livre, como está aparecendo nas duas fotos o calculo é feito de outra maneira, de 1 a 3 pessoas por m²…. pra não errar calcula-se pela média, ou seja, 2 pessoas/m²… reduziríamos esse numero aí pra 1 terço, ou seja, 156 mil pessoas foram às ruas… tanto a PM quanto o Datafolha se equivocou nos números, e óbvio que isso ia acontecer… se alguém dúvida dos cálculos é só riscar no chão um quadrado de 1m por 1m e ver quantas pessoas conseguem colocar dentro dele de forma confortável como se aparecesse nas fotos… após ver quantas pessoas cabem de forma confortável em 1m² é só ver quantos m² foram ocupados… de acordo com a informação foi uma extensão de 30m x 2600m… desse resultado multiplica-se o número de pessoas que cabem em 1m² de forma confortável…. e ‘vuá lá’ chegamos ao cáculo da média, MÉDIA, de pessoas em um local aberto…. fonte: tenho formação técnica nessa área…

    Joaquim Caldas,eu votei em dilma e não peço a demissão dela…. o mal dos coxinhas é que tudo que eles falam é sem base, sem fundamento, sem fonte… vide casos de lulinha e friboi e faenda de 47 milhoes, o primeiro o dono é a JBS grupo existente há mais de 20 anos e o segundo é uma foto tirada de um instituto de pesquisa….. fora outros casos…. e do mesmo jeito que eu não peço a demissão dela, conheço várias pessoas que não pedem também e inclusive famílias inteiras de 50 pessoas ou mais que não partilham desse sentimento…. além de pessoas que votaram na oposição porém são a favor da manutenção da democracia….

  3. Joaquim Caldas Says:

    Lula com 82% de popularidade,mas nunca se elegeu no primeiro turno,que está com a verdade? Dilma foi eleita legalmente,mas o povo,em menso de 3 meses,pede a demissão de Dilma,por justa causa.Dilma foi legalmente elei ou não?

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: