A festa do sobrinho de Lula e o novo boimate da Veja

Jornalismo Wando

E é com muita alegria e ousadia que anuncio a chegada de sua WandNews, a coluninha que vem recheada com os melhores chorumes e fofuras da semana.

Hoje temos mais um choruminho da série #BoimateNews da revista Veja, a empresa mais lucrativa do Brasil que não paga o almoço dos funcionários, o boato do confisco da poupança, e um Wando Responde ao comentarista de portal que revelou meu passado secreto.

Choruminho
Eu já estava quase fechando a lista de assuntos pra essa WandNews quando a Veja Brasília despejou um caminhão de chorumes na porta da redação. É que o jornalista Ulisses Campbell nos brindou com uma daquelas reportagens que matam de orgulho o Jornalismo Wando.

Antes de apresentar o grande vencedor dessa semana, vamos voltar ao passado pra relembrar um outro choruminho da mesma estirpe. Em 2005, o “jornalista” Ucho Haddad publicou esse grande furo de reportagem:

Festa de arromba – Quem pensa que a lama fétida que emerge das entranhas do poder acabou, engana-se. Tido como um dos mais badalados DJ’s do universo, Tiësto, que cobra cachês de US$30 mil para cima e foi responsável pela sonorização da abertura dos Jogos Olímpicos de Atenas em 2004, tem em sua agenda uma apresentação marcada para a Granja do Torto, mais precisamente em 11 de outubro.
Considerando que o presidente Lula é adepto de música sertaneja e pagode, e que a viagem de Tiësto a Brasília não será por simpatia ao presidente Lula ou algo parecido, tudo indica que se trata de mais uma farra dos primeiros-filhos, que o trabalhador brasileiro terá de financiar. É a mais nova barbárie consumista do presidente Lula, o defensor do povo e dos trabalhadores.

Em negrito destaco o rigor que permeou o trabalho de apuração do jornalista. A conclusão de que essa seria “a mais nova barbárie consumista do presidente” partiu de uma única fonte: a agenda de um DJ. Só que, na realidade, o show de Tiësto não aconteceria numa das residências oficiais do presidente, mas numa casa de shows de Brasília também chamada Granja do Torto. Ou seja, a tal festa do Lulinha jamais existiu. Mas a parte mais sensacional da história é o fato de Ucho se apresentar como “jornalista investigativo”.

Dessa vez, a família de Lula esteve envolvida em outro conto de ostentação bastante parecido. Em uma reportagem também investigativa, a Veja Brasília noticiou:

Lula_Festa_Sobrinha02

A história é fantástica! Um sobrinho do Lula, de 3 anos, ganhará uma megafesta em Brasília com mais de 180 crianças convidadas. Os detalhes “apurados” pela Veja Brasília tornam tudo ainda mais interessante: o alto montante foi pago em dinheiro vivo, cada convidado ganhou um Ipad e foi agraciado com um vídeo de um jogador do Flamengo fazendo o convite para a festa de arromba. Com o carimbo Veja de credibilidade, a notícia se espalhou com a ajuda da convicção de seus leitores:

Lula_Festa_Sobrinha01

Aí o chorume criou asas, teve milhares de compartilhamentos no Facebook e deixou muita gente revoltada com a audácia do ex-metalúrgico de São Bernardo. Mesmo sabendo que o ex-presidente ganha até meio milhão por palestra, muitos ficam desconfortáveis com sua prosperidade financeira, como parece ser o caso da Veja e parte de seus leitores.

O Instituto Lula correu para tentar conter o estrago provocado pelo jornalismo investigativo da revista:

Em sua edição sábado, 14 de fevereiro, o jornalista Ulisses Campbell publicou nota onde afirma que Thiago, que seria sobrinho do ex-presidente Lula, terá uma festa de aniversário de 3 anos com custo de R$220 mil e Ipads de presente para os convidados. Lula não tem nenhum sobrinho com este nome residindo em Brasília.
Lamentamos que a revista publique informações falsas sem sequer checar a informação e que perfis da internet, como os do vlogueiro Felipe Neto, o da apócrifa Folha Política, e o do site Implicante, entre outras pessoas e veículos de boa e má-fé, repliquem tal absurdo.
Apenas este ano já foram divulgados boatos sobre a volta do câncer do ex-presidente, a sua suposta morte e agora a festa de um falso sobrinho, entre outros casos de mentiras, boatos e mau jornalismo.

Quem é do ramo do chorume sabe: o desmentido nunca tem a mesma força e essa história estará presente nas rodas de conversas “talvez para sempre”.

Então ficamos assim: Lula é bilionário segundo a Forbes, promove festas nababescas para seu sobrinho de 3 anos e já morreu com um câncer no pâncreas. Já seu filho é proprietário de uma fazenda de R$47 milhões, comprou um jato de US$50 milhões, é dono da Friboi e promove baladas na Granja do Torto. E Veja faz um jornalismo de primeiríssima qualidade.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: