O festival de asneiras em torno dos R$88 bilhões da Petrobras

Petrobras34

Uma empresa muito falada e pouco entendida.

Paulo Nogueira, via DCM

Raras vezes tantas tolices foram publicadas e compartilhadas em cima de um número mal-compreendido. Entre no Twitter e digite Petrobras R$88 bilhões, e você encontrará uma enxurrada daquilo que de mais imbecil a mente humana pode conceber.

A cifra de R$88 bilhões representaria aquilo que foi desviado por corrupção na Petrobras. Para quem tem o mínimo de familiaridade com números, é um caso parecido com o do homem de oito metros.

Mas poucos tem, e a Folha, origem dos disparates, não está entre estes raros.

Foi a Folha que deu a “informação”. Ela estaria no balanço divulgado pela Petrobras. Depois, a Folha corrigiu o erro, mas era tarde demais: a asneira já fora transmitida e incorporada por dezenas, centenas, milhares de analfabetos políticos que incluem suspeitos de sempre como Lobão e Danilo Gentilli.

Os R$88 bilhões são um cálculo aproximado de ativos supervalorizados. Imagine que, em vez da Petrobras, se tratasse da Abril. Suponha que a Veja, o principal ativo da casa, tivesse sido avaliada num balanço em R$1 bilhão.

Depois, se verificaria que o valor estava inflado em 50%, digamos. No ano seguinte, o balanço corrigiria o excesso, e a Veja surgiria com o valor de R$500 milhões.

É mais ou menos isso.

Dentro dos R$88 bilhões, existe uma parcela associada aos desvios. Mas ninguém sabe quanto é.

Na reunião de diretoria que aprovou o balanço, chegou-se a cogitar – ou chutar – uma soma de R$4 bilhões em desvios, com base nos 3% de taxa de propina de que falou o ex-diretor Paulo Roberto Costa.

Os R$88 bilhões não fizeram a festa apenas de internautas sem noção de grandeza de números.

Numa rápida pesquisa no Twitter, encontrei o link de uma entrevista da CBN com um economista para falar dos “R$88 bilhões em desvios”.

Mesmo confessando não ter condição de analisar o balanço, ele concedeu uma entrevista de mais de seis minutos.

Pobres ouvintes da CBN. Uma rádio competente jogaria luzes onde há sombras. Mas a CBN cobre áreas cinzentas com ainda mais sombras. Mas não se pode desprezar a contribuição da Petrobras para a confusão.

Tente entender o que a empresa quis dizer na sentença abaixo, que consta do balanço e é assinada por Graça Foster. Um determinado método foi descartado, e a explicação foi a seguinte:

“O amadurecimento adquirido no desenvolvimento do trabalho tornou evidente que essa metodologia não se apresentou como uma substituta proxy adequada para mensuração dos potenciais pagamentos indevidos, pois o ajuste seria composto de diversas parcelas de naturezas diferentes, impossível de serem quantificadas individualmente, quais sejam, mudanças nas variáveis econômicas e financeiras (taxa de câmbio, taxa de desconto, indicadores de risco e custo de capital), mudanças nas projeções de preços e margens dos insumos, mudanças nas projeções de preços, margens e demanda dos produtos comercializados, mudanças nos preços de equipamentos, insumos, salários e outros custos correlatos, bem como deficiências no planejamento do projeto [engenharia e suprimento].”

Proust podia escrever parágrafos intermináveis, pelo talento excepcional em juntar palavras, mas nenhum redator de balanços pode fazer o mesmo.

Frases curtas, simples, fáceis de entender: eis o que um balanço deve conter, para ser compreendido para além dos números. E então você tem o cruzamento de um jornal que admite o homem de oito metros com um balanço escrito numa linguagem não identificada – parecida, apenas, com o português.

Estava tudo pronto para um festival de asneiras nas redes sociais. Falsos gênios chegaram a fazer contas: com R$88 bilhões você compra x Fuscas e coisas do gênero.

Claro que o PSDB não poderia faltar. Em sua conta no Twitter, o PSDB postou um quadro que dizia que “o prejuízo da Petrobras com corrupção pode chegar a R$88 bilhões.”

Neste caso, não é apenas erro. É má-fé. É manipulação. É cinismo. E uma tremenda duma mentira. O presidente do PSDB, Aécio, acaba de gravar um vídeo em que diz que Dilma mente.

Antes de ser julgada, a Petrobras tem de ser compreendida.

O barulho em torno dos R$88 bilhões mostra que a Petrobras, embora tão falada, é uma ilustre desconhecida para muitos brasileiros. Por isso, é fácil usá-la com propósitos canalhas por quem quer tudo – menos, efetivamente, contribuir para o bem dela

***

Folha_Petrobras03

Conta da corrupção na Petrobras foi amadora, diz Dilma
Via Jornal GGN

A presidente Dilma Rousseff teria ficado “enfurecida” com o cálculo de que seria preciso cortar R$88,6 bilhões do valor de ativos da Petrobras, indicados pela imprensa como valor referente a “propina e superfaturamento no esquema de corrupção da estatal”. Segundo a Folha de S. Paulo, Dilma disse que a conta foi “amadora”, ao juntar ativos bons com outros contaminados por corrupção, investigados na Operação Lava Jato.

A quantia foi apresentada em reunião do conselho de administração, na terça-feira, dia 27/1, e divulgada pela presidente da Petrobras, Graça Foster, em uma nota oficial, deixando claro que não estavam descritos ou comprovados quanto desse valor seria de propina ou superfaturamento. A repercussão, no entanto, trouxe tons de veracidade e comprovação ao cálculo.

***

Precipitada, Folha conta R$86,5 bilhões a mais de prejuízo de corrupção na Petrobras
As declarações de Dilma teriam sido disseminadas por assessores próximos. Internamente, a presidente teria classificado o cálculo como “rudimentar”, porque nem sequer utilizou projeções importantes da estatal para balizar os valores.

Dilma também teria criticado a divulgação pelo conselho de administração da Petrobras, o que acabou criando a imagem de que os ativos da estatal precisam ser baixados. Para além da corrupção, a incompetência administrativa causa impactos.

A informação é que os conselheiros, que também não queriam a divulgação dos dados, sabendo que a situação poderia levar a um corte em ativos bons no balanço da empresa, decidiram por colocar à mesa, já que o número acabaria vazando e a situação poderia ser pior.

A presidente chegou a telefonar para Graça Foster, cobrando “duramente” explicações sobre os critérios adotados pelas consultorias independentes. Dentro do conselho, a visão é que os trabalhos estão paralisados, sem condições de tomarem decisões, temendo riscos jurídicos pela frente. O desgaste chegou ao gabinete de Graça e domina a direção atual, “desgastada” e “refém” do processo da Lava Jato. Consultores esperam que Dilma troque a composição da casa.

Uma resposta to “O festival de asneiras em torno dos R$88 bilhões da Petrobras”

  1. pintobasto Says:

    O exagero faz parte da manobra para demonizar o governo e fazer crer que a Petrobras não é uma empresa eficiente! Agora mesmo ganhou um prêmio por eficiência e foi a empresa petrolífera que mais extraiu petróleo no ano de 2014! Os traidores da Pátria, todos acometidos com a síndrome de vira-latas com hidrofobia, rosnam e latem sem parar, esperando a carrocinha passar!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: