Alckmin pede dinheiro para água em São Paulo. E o lucro da Sabesp, governador?

Sabesp14_Cesar_Cielo

Fernando Brito, via Tijolaço

O governador Geraldo Alckmin saiu na segunda-feira, dia 10/11, do encontro com a presidenta Dilma Rousseff anunciando que pede ao governo federal um aporte de R$3,5 bilhões para obras de melhoria no fornecimento de água para São Paulo. E é claro que o governo federal deve apoiar com todos os meios possíveis nos projetos que forem tecnicamente corretos e socialmente relevantes.

Mas o pedido do governador expõe uma questão vexatória. É que a Sabesp, empresa de água e esgoto do Estado, distribuiu como lucro a seus acionistas – aqui e nos EUA – nada menos que R$3,8 bilhões, apenas nos dois últimos anos. Foi o que registrou, em março deste ano, o jornal Valor Econômico.

Sinal de que sua capacidade de investir tinha folga, sobretudo quando se trata de uma empresa que, ao contrário de outras, não pode, em caso de necessidade, “comprar” no mercado o produto essencial de suas atividades: água potável.

Até porque é escandaloso o que a Sabesp “investiu” em publicidade durante a “preparação” da candidatura José Serra. Em 2009 e 2010 foram gastos pela empresa, respectivamente, R$246,7 milhões e R$217 milhões. Corrigidos como se fossem empréstimos apenas à taxa Selic, perto de R$700 milhões em valores de hoje. Dados do insuspeito Estadão, insuspeito de “petismos bolivarianos”. No preço de varejo, o suficiente para comprar 2 bilhões de litros de água mineral para os paulistanos, com entrega domiciliar.

Claro que os paulistanos têm de ser socorridos. Mas que a Sabesp tem de parar de jorrar dinheiro pelo ladrão, passou da hora.

3 Respostas to “Alckmin pede dinheiro para água em São Paulo. E o lucro da Sabesp, governador?”

  1. José Jésus Gomesde Araújo Says:

    Essa história de absoluta decisão do mercado, de estado mínimo, é uma piada tucana, nascida da longa convivência com ARENA/PDS/PFL/DEMO, chutando a escanteio sua proposta social-democrata original (Dize-me com quem andas…, prevenia-me minha saudosa mãe) . Dá nisso; o velho estado é que conserta os estragos. Não pensando nos trilhões de dólares para salvar os bancos na crise de 2008. Aliás, se Adam Smith voltasse, ele se escandalizaria e garantiria que pensava era outra coisa. Duvido que também Hayek, o papa novo do neoliberalismo, aprovasse isso, que apenas diz respeito ao selvagem e irresponsável capitalismo financeiro. E os paulistas elegeram Alckmin no primeiro turno. Eta polista besta, como diziam os antigos fazendeiros de Minas.

  2. donizetti lopes Says:

    Nesse caso , é um especialista de merda.

  3. Marcos Pinto Basto Says:

    O governo federal vai auxiliar a Sabesp a amenizar a crise provocada pela falta de água!
    Não sei como o Geraldo Alckmin vai resolver a questão com os acionistas privados, mas estes também vão ter que abrir mão de dividendos porque o lucro líquido da empresa caíu e tornam-se necessários grandes investimentos. Boa altura para serem compradas as ações da Sabesp nas mãos de investidores estrangeiros. D.Dilma deve exigir isso do Geraldo Opus Dei e deixar bem claro que a administração dos investimentos na recuperação do sistema Cantareira, serão do Governo Federal!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: