Recordar é viver: Em 2012, Dilma demitiu o Paulo Roberto, “o dedo-duro premiado”, da Petrobras

Petrobras_Paulo_Roberto14_Demissao

O Estado de S.Paulo, de 25 abril de 2012.

Agora está tudo explicado. Após a dica de Stanley Burburinho, no Facebook, foi possível “desvendar oficialmente” quem demitiu o diretor Paulo Roberto Costa, da Petrobras. O “dedo-duro premiado” era funcionário de carreira da empresa, nomeado por Fernando Henrique Cardoso em seu governo (clique aqui). Agora, na véspera do 2º turno das eleições presidenciais, a “grande mídia” tenta criar um factoide para prejudicar a candidata Dilma Rousseff, que foi quem o demitiu. A notícia sobre sua exoneração foi veiculada no jornal O Estado de S.Paulo, de 25 abril de 2012, e dois dias depois confirmada pelo blog Petronotícias, especializado em notícias dos setores de petróleo, gás e energia. A seguir, leia a íntegra do texto.

Petrobras anuncia oficialmente demissão de três diretores após reunião do Conselho de Administração
27/4/2012

Petrobras_Paulo_Roberto03Como previsto, após uma reunião da diretoria da Petrobras, foram anunciados os nomes dos diretores desligados da quarta maior petrolífera do mundo. Paulo Roberto Costa, diretor de abastecimento, Renato Duque, de engenharia e Jorge Zelada. Nenhuma surpresa para os visitantes do Petronotícias.

Hoje, os três diretores se despediram do comando da empresa. Duque e Zelada saíram por decisão do Conselho. Paulo Roberto Costa (foto) foi demitido diretamente por Graça Foster, que deve chamar alguém de sua confiança. Ele deu adeus, mas disse que não compreendeu o motivo de sua demissão. Graça já havia mencionado o desejo de eliminar ligações partidárias entre as diretorias da empresa e está movimentando suas cartas, para desgosto dos partidos políticos que já obtém nomeações do PT e do PMDB.

Permanece o sigilo sobre o nome dos substitutos, que deverão vir de dentro da empresa. Um diretor da Petrobras recebe pelo menos R$1,12 milhão por ano. Em 2011, a remuneração máxima chegava a R$1,6 milhão por ano. Entre os nomes cogitados está o do gerente do Centro de Pesquisas da Petrobras, Carlos Tadeu da Costa Fraga. Para a vaga de Zelada, correm os nomes do gerente executivo de Novos Negócios da Área Internacional, Publio Bonfadini e do presidente da Petrobras Chile, Otávio Ladvocat. Além desses, tem Luiz Eduardo Valente Moreira, atual gerente executivo de Gás-Química e Liquefação. Ele é amigo pessoal de Graça e pode substituir Costa no Abastecimento.

Na coletiva que concedeu após a cerimônia que sacramentou sua posse, Graça Foster afirmou que não é muito de mudar nomes. Não é o que parece. Desde que tomou o crachá de José Sérgio Gabrielli, ex-presidente da estatal, Graça trocou várias cadeiras.

José Formigli assumiu a diretoria de exploração e produção que era de Guilherme Estrella. José Alcides foi para Gás e Energia, José Eduardo Dutra assumiu um cargo criado e agora os executivos Duque, Costa e Zelada dão adeus. Isso em um pouco mais de dois meses. O único diretor da Petrobras remanescente da gestão de Gabrielli é Almir Barbassa, que, digam-se as más línguas, já está na mira de Graça.

6 Respostas to “Recordar é viver: Em 2012, Dilma demitiu o Paulo Roberto, “o dedo-duro premiado”, da Petrobras”

  1. pintobasto Says:

    A luta para desalojar o PT do Planalto começou lá atrás com aquela insinuação do Roberto Jefferson sobre a existência do mensalão. Havia o pagamento de despesas de campanha que ultrapassaram os valores declarados ao TSE e Jefferson vinha cobrando quatro milhõs de Reais a Dirceu que Lula teimava em não pagar e chamou a si a responsabilidade de conter as cobranças. Foi enrolando o Jefferson até que este sentiu estar sendo humilhado e fez ameaças a Dirceu que Lula não levou em consideração, provocando a tal denúncia.
    O PT estava cometendo o crime de caixa 2, coisa que todos os partidos faziam e ainda fazem, mas a oposição aproveitou para incriminar Lula e despejá-lo do Planalto.
    Aconselhado por juristas e Sarney, Lula demitiu José Dirceu, apontando-o como responsável pelos pagamentos. Naquela altura a direita golpista cozinhou a AP 470 pelas mãos de Joaquim Barbosa, mas não tiveram coragem de incriminar Lula porque teriam que enfrentar os poderosos das finanças, régiamente premiados pelo governo e despejaram toda a frustração em cima de Dirceu e Genoíno, este sem a menor possibilidade estar envolvido em qualquer em qualquer maracutaia. Condenaram os dois a pesadas penas de prisão sem provas condenatórias. O Quinzão provocou uma série de violências contra Genoíno com o intuito de provocar polêmica onde poderiam atingir Lula, mas acabaram desistindo por conta das falhas que cometeram na AP 470, alvo das críticas de todos os juristas brasileiros.
    Esperaram até às eleições presidenciais para tentar melar o favoritismo de Dilma, usando a Maria Osmarina e suas teorias. Agora estão usando o ex-funcionário da Petrobras Paulo Roberto Costa para denunciar farta corrupção na empresa em favor de vários políticos. Já cometeram erro crasso na questão, mas continuam insistindo com Aécio. Só que Aécio tem tantos poudres em sua vida política que não resistirá quando começarem a estourar as denúncias.

  2. Dayse Silva Says:

    Veja o subjetivismo do fazer política para alguns neste País. O Eleitor Brasileiro deve recusar-se a ser usado como massa de manobras.
    Ora, ora, em 2012, o diretor da Petrobrás, Sr. Paulo Roberto Costa, foi demitido pela Presidente Dilma.
    Portanto, a Presidente Dilma agiu no tempo e modo corretos.
    A Presidente Dilma precisa e deve ser eleita.
    Dou aqui o meu depoimento:
    Na Entidade onde trabalho, há uma profissional, que faz faxina de qualidade e com grande dignidade.Esta mulher falou-me com a mãos levantadas e com grande emoção sobre os quatro jovens sobrinhos seus, que fazem curso superior, graças ao Pro-Uni.Disse-me, ainda, que eles não têm computador, mas vão bem cedo para a universidade e lá fazem os seus trabalhos.
    E chorando, disse-me que se a Presidente Dilma perder a eleição, não haverá mais Pro-uni para os únicos membros familiares a chegarem à escola superior. E que seus sonhos de futuro melhor estarão desfeitos…

  3. Ana Maria dos Santos Says:

    Ele não é dedo-dura premiado. É pago para mentir. É subornado para destruir a reconstrução do Brasil. Inventar calúnias contra o PT, além de lucrativo, não precisa de provas. O Min. Público denuncia, sem provas, sem investigação e o Judiciário condena, sem provas e e sem crime. E a Mídia é subornada para repetir diariamente e fazer a cabeça dos teleguiados, vidiotizados, que acreditam porque satisfaz seu egoísmo, orgulho e prepotência. Por que dar educação para o povo? Deixe o povo na ignorância para ser escravo, estudo só para a burguesia, quem pode pagar.

  4. JBMartins-Floripa SC Says:

    Se a globo pode dar o golpe o povo pode se defender
    http://www.contextolivre.com.br/2014/10/o-policial-civil-lucas-gomes-arcanjo.html

  5. José Jésus Gomesde Araújo Says:

    Um ressentido. Aliás, esta eleição é marcada pelo ressentimento. Ressentida Marina, porque contava ser escolhida por Lula, que preferiu Dilma. Ressentida ainda Marina pela forte campanha do PT contra ela, que estava à frente de Dilma na preferência de voto, e apoiou a direta conservadora, mandando seu passado para o lixo. O ressentimento está custando caro ao PT.

  6. Lair Amaro Says:

    Mas os motivos da demissão não poderiam ser a descoberta dos desvios que agora ele está sendo levado a falar?

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: