Repórter da Globo resolve ser sincera: “A ordem é ouvir só o Paulinho da Força.”

Forca_Sindical_Paulinho02_Globo

Quem tem, tem medo: Jornalista da Globo se esconde em agência bancária e, depois, entrevista apenas Paulinho da Força.

Rodrigo Vianna em seu blog

A informação apareceu primeiro no Facebook de Marize Muniz, assessora de imprensa da CUT. Ela contou o que aconteceu na quarta-feira, dia 9, quando uma repórter da Globo, destacada para cobrir a manifestação das centrais sindicais no centro de São Paulo, teve um infeliz ataque de sinceridade. Observem:

Por Marize Muniz, via Facebook

Deu dó. Sempre tenho pena de pessoas inocentes.

Foquinha da TV Globo gravou sonora com os caras da Força Sindical (do Aécio Neves), na Praça da Sé, durante manifestação de seis centrais sindicais.

Aí, um militante cutista foi lá e perguntou: e a CUT, você não vai ouvir ninguém da maior central da América Latina?

A pobrezinha respondeu: Tenho ordens da redação para só ouvir os caras da Força.

Foi um quiproquó danado e a bichinha teve de ir embora do local.

Resolvi checar a informação com outros manifestantes. E aí vieram mais detalhes. A jovem repórter da Globo – movida por ingenuidade, como sugere Marize (ou, quem sabe, por arrogância) – teria dito, com todas as letras, que estava ali só para entrevistar o “Paulinho da Força”. Essa teria sido a instrução recebida, ao sair da redação.

Como se sabe, Paulinho é o presidente de central sindical mais crítica ao governo Dilma. Rompeu com o governo, e declarou que vai apoiar Aécio (PSDB) a presidente.

Não há problema nenhum em entrevistar o Paulinho. Afinal ele é o presidente legítimo de uma central sindical importante. O problema é a repórter de uma tevê que é concessão pública revelar que tinha instruções claras para entrevistar apenas Paulinho da Força.

Um militante da CUT teria insistido, apresentando: “Olha, essa aqui é nossa vice-presidenta, a Carmen, você não quer ouvir a CUT?”

A jovem repórter teria respondido: “Não, a orientação é ouvir só o Paulinho da Força”. A jornalista foi então vaiada e hostilizada pelos manifestantes, que passaram a gritar o tradicional “o povo não é bobo, fora a Rede Globo”.

“Ela não fez a entrevista. Ficou com medo e correu para uma agência do Bradesco do outro lado da rua”, contou-me um manifestante com quem conversei há pouco.

Os manifestantes registraram a cena da jornalista escondida na agência, como mostram as fotos que o Escrevinhador publica com exclusividade. Poucos minutos depois, Paulinho chegou e foi dar a entrevista, dentro da agência bancária. Manifestantes ligados à CUT seguiram vaiando e fotografando. Um segurança (da Globo? da Força Sindical?) teria se aproximado de uma manifestante que fazia as fotos, e tentado tomar o celular das mãos dela. Não conseguiu. Aparentemente, a jornalista também não conseguiu gravar com Paulinho da Força…

O caso revela algumas coisas:

● a Globo (sob comando de Ali Kamel – aquele que adora processar blogueiros) segue pretendendo controlar a realidade; se é inevitável cobrir a manifestação, que se dê voz só aos amigos da casa e aos inimigos do governo petista;

● os jornalistas da Globo já foram mais espertos; por que a jovem repórter teve aquele ataque de sinceridade? Podia ter feito a entrevista com a dirigente da CUT, e a redação depois se encarregaria de cortar.

Mas jornalistas criados no ar-condicionado, sem vivência de rua, talvez acreditem que ao carregar o microfone da Globo podem qualquer coisa; vão-se distanciando do mundo real, e acabam surpreendidos quando enfrentam uma situação dessa.

A Marize (que foi chefe da pauta da Globo, tem experiência de sobra) ficou com pena da moça. Eu também fiquei.

Por outro lado, fiquei feliz porque agora uma história dessa não passa em branco. A Globo mente sem parar no JN, JG etc. Mas, pelo menos nesse caso, as fotos e o relato completo estão na internet. A mídia velhaca já não fala sozinha…

Em tempo: o ato das centrais foi um sucesso em São Paulo; reuniu 10 mil pessoas segundo a PM, ou 40 mil segundo os manifestantes.

Entre as reivindicações, estão: redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução de salário, manutenção da política de valorização do salário mínimo, fim do fator previdenciário, redução da taxa básica de juros e correção e progressividade da tabela do Imposto de Renda.

***

Leia também:

Imperdível: Vídeo sobre o jornalismo da Globo e o golpe militar

Globo se desculpa pelo passado. Mas e o presente?

Golpe de 1964: A Globo devolverá o dinheiro que ganhou com ele?

O controle remoto pela qual a Globo comanda o Brasil

MP/SP é contra doação ao Instituto Lula, mas a favor de doação à Globo?

TV Globo: Desfiles e Fantástico têm as piores audiências da história, dentre outros programas

O Brasil é o paraíso dos milionários

Como a Globo manipula a Justiça brasileira por meio do Instituto Innovare

Jornal Nacional: William Bonner é corrigido ao vivo

Como o dinheiro público vem patrocinando a Globo há décadas

Globo orienta jornalistas a evitar “pautas positivas” sobre a Copa

Rede Globo tem contratos sigilosos com Marcos Valério

Andrea Hass, esposa de Pizzolato, pede o Darf para repórter da Globo

PF confirma abertura de inquérito contra sonegação da Globo

Uma aula de Venezuela e uma dura na Globo, em plena Globo

Metodologia da Rede Globo e sua “imparcialidade”

Globo: Eles foram contra o 13º salário

Globo abre o jogo: É contra o pobre

Os bilionários da Globo

Credores norte-americanos pedem falência de empresa da Rede Globo nos EUA

Rede Globo sonega milhões de reais em impostos

A Globo e a ditadura militar, segundo Walter Clark

Estarrecedor: Por sonegação, Receita Federal notificou a Globo 776 vezes em dois anos

Rede Globo tem os bens bloqueados pela Justiça

Ex-funcionária da Receita que sumiu com processos contra TV Globo é condenada à prisão

Leandro Fortes: O povo não é bobo

João, Irineu e José, os filhos de Roberto Marinho: Os bilionários donos do BV

Rede Globo: Quem planta terrorismo, colhe caos

Por que a Globo faz o que faz

Como a Globo manipula gente simples para defender sua visão predadora de impostos

Forbes: A famiglia Marinho tem fortuna de R$52 bilhões

Leandro Fortes: A TV Globo e a ópera bufa no Panamá

Apoio da Globo ao golpe de 1964 foi comercial, não ideológico

Ministério Público no DF abre apuração sobre o caso de sonegação envolvendo a Rede Globo

Rede Globo: Só falta o cadáver

Funcionária da Receita foi condenada por sumir com processo contra a Globo

Rede Globo é alvo de uma CPI na Câmara

Sonegação fiscal da Globo fica em segundo plano, agora o caso é de polícia

Processos contra a Globo podem reaparecer no Congresso

Dublê da Globo é o herói da Veja

Professor demonstra manipulação de “O Globo” sobre a Venezuela

Dia Nacional de Lutas: Trabalhadores ocupam as ruas com atos em todo o País

“Grande mídia” tenta abafar protestos contra a Globo

Baba-ovo: TV Globo fará série sobre a mãe de Joaquim Barbosa

Ligações suspeitas entre Globo e Banco Rural, mas ninguém investiga

A ingratidão da Globo

Na lista da máfia do ISS, Globo nega e diz que paga todos os impostos

Por que a Globo é contra os venezuelanos

MPF denuncia coronel Ustra por ocultação de cadáver na ditadura militar

Ditadura militar: O algoz e o crematório

“Coronel Ustra comandava a tortura”, diz ex-sargento

Marco Aurélio Mello: Ministro que defende o golpe de 1964 pode ter lisura para julgar a AP470?

Mauro Santayana: O golpe da informação

O golpe de 1964 em filmes, livros e artigos

O golpe de 1964: Ranieri Mazzilli, o político Modess

O PIG apoiou a ditadura militar: As manchetes do golpe de 1964

Documentos da ditadura estarão disponíveis na internet

31 de março é um dia para lamentar

Dirigentes do PSOL acham que a Globo desempenha papel de vanguarda

Cadu Amaral: A Globo, o complexo de vira-lata e a Copa do Mundo no Brasil

STF paga viagem de jornalista de “O Globo”

Ação Penal 470: Globo dá sinais de que, se farsa reunir, Barbosa é quem vai pagar a conta

A Globo e Joaquim Barbosa são um caso indefensável de conflito de interesses

Como a Globo deu o golpe da barriga em FHC e enviou Miriam para Portugal

Tags:

3 Respostas to “Repórter da Globo resolve ser sincera: “A ordem é ouvir só o Paulinho da Força.””

  1. marcosalles Says:

    Quero o Aúdio … So compartilho com o áudio . Senão fica o dito pelo não dito . Tem o áudio ??? Ou a imagem ?? Obg

  2. Maurilece Saraiva Says:

    Como essa GLOBO é tendenciosa, mentirosa e pensa que estamos nas eleições de 1989 que simplesmente manipulou o povo o tempo todo com a caça aos MARAJÁS e deu no que deu!

  3. baudedatas Says:

    Republicou isso em Baú de Datase comentado:
    A verdade seja dita, mais cedo ou menos tarde, ela aparece…

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: