General Newton Cruz diz que não pode ser punido pelo caso Riocentro

Newton_Cruz01

Via Portal Terra

O general reformado Newton Cruz, 89 anos, afirma que não pode mais ser punido pelo atentado no Riocentro, ocorrido em 1981 no Rio de Janeiro, por se considerar protegido pela Lei da Anistia, que perdoou crimes praticados na ditadura militar. Sua defesa ainda argumenta que os supostos crimes prescreveram, depois de 33 anos. Denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) na reabertura das investigações sobre o episódio, Cruz admite que foi avisado com duas horas de antecedência de que militares estavam deixando a sede do DOI-Codi carioca para detonar uma bomba no centro de eventos, onde centenas de jovens assistiriam a um show pelo Dia do Trabalho. As informações foram publicadas no jornal Folha de S.Paulo.

No dia do atentado, o general contou que estava em Brasília, onde chefiava a agência central do Serviço Nacional de Informações (SNI), e não teria como impedir as explosões à distância. Ele alegou que não tomou nenhuma atitude por entender que a explosão ocorreria na casa de força do Riocentro, sem machucar ninguém. “Fui escalado o bode expiatório da revolução de 1964. Avisar a quem? Aí cerca tudo, e tal, e tinha um tumulto lá? Era o que eles queriam”, disse.

Uma das bombas explodiu no estacionamento, em um Puma ocupado por dois militares. O sargento Guilherme do Rosário morreu no local. O inquérito original, que correu na Justiça Militar, tentou culpar organizações de esquerda pelo episódio. A farsa foi desmontada, mas ninguém foi punido. Na nova denúncia, o MPF pede que Cruz seja condenado a ao menos 36 anos e seis meses de prisão pela suposta prática de quatro crimes: tentativa de homicídio doloso, associação criminosa armada, transporte de explosivos e favorecimento pessoal. (Os procuradores dizem que (a bomba) atingiu outras pessoas, quem tava perto. Não foi ninguém ferido! Não aconteceu nada. Como eles põem aí, era como se fosse para atingir a área toda. Ninguém reclamou! Trinta anos depois, vão reclamar?”, afirmou.

***

Leia também:

A marcha da família e o mundo igualitário com Ferrari

Bob Fernandes: “Marcha da Família Alienada” é uma ópera bufa

Lalo Leal Filho: O Brasil da mídia e o país real

Vergonha ou medo?: Comandantes evitam lembrar à tropa aniversário do golpe de 64

50 anos do golpe: Ditadura militar, a raiz da impunidade no Brasil

General Newton Cruz diz que não pode ser punido pelo caso Riocentro

50 anos do golpe: Uma visita ao DOI-Codi, centro do terror nos anos de chumbo

50 anos do golpe: Como algumas empresas se beneficiaram com a ditadura militar

50 anos do golpe: A nova marcha e a nova farsa

Mauro Santayana: Reflexões sobre um golpe em nossa história

E se o Exército fosse dissolvido?

Wanderley Guilherme dos Santos: Um comício da Central do Brasil no Legislativo

Antonio Lassance: Sete lições sobre o golpe de 1964 e sua ditadura

Viúvas da ditadura tentam reeditar Marcha da Família

“Golpe militar 2014” expõe ultra direita ao ridículo no Brasil

Chico Xavier e a ditadura militar

O golpe de 1964 em filmes, livros e artigos

A imprensa brasileira e o golpe de 1964I

Em 1964, a ditadura também veio em nome da ordem e da liberdade

Golpe: Os 50 anos da campanha “Ouro para o bem do Brasil”

MPF denuncia coronel Ustra por ocultação de cadáver na ditadura militar

Ditadura militar: O algoz e o crematório

“Coronel Ustra comandava a tortura”, diz ex-sargento

Marco Aurélio Mello: Ministro que defende o golpe de 1964 pode ter lisura para julgar a AP470?

Mauro Santayana: O golpe da informação

Apoio da Globo ao golpe de 1964 foi comercial, não ideológico

O PIG apoiou a ditadura militar: As manchetes do golpe de 1964

31 de março é um dia para lamentar

A Globo e a ditadura militar, segundo Walter Clark

Golpe de 1964: A Globo devolverá o dinheiro que ganhou com ele?

Tucanou o golpe: Aécio Neves chama ditadura de “revolução”

Golpe de 1964: Ranieri Mazzilli, o político Modess

Dom Eugênio Sales era o cardial da ditadura

“Memórias da Resistência”: Novo documentário sobre a ditadura militar

Nelson Rodrigues tinha um pé na ditadura militar

Músicas de Chico Buarque ajudam a estudar o período da ditadura

Maria Rita Kehl: Alckmin usou a mesma retórica dos matadores da ditadura

Paulo Moreira Leite: A ditadura gostava de criminalizar a política

Paulo Moreira Leite: A ditadura militar e a AP 470

Ditadura militar: Os delatores de Dilma

Relações da mídia com a ditadura: Um histórico debate na Falha de S.Paulo

Uma foto da ditadura que o Brasil não viu

Mídia e ditadura: A primeira morte de Jango

O elo da Fiesp com os porões da ditadura

Depoimentos de ex-militares reforçam sadismo de torturadores na ditadura

Livro expõe ligação de agências de propaganda com ditadura militar

Folha financiava a ditadura e Frias, amigo pessoal de Fleury, visitava o Dops, diz ex-delegado

Vereador Nabil Bonduki quer mudar nomes de ruas de São Paulo que homenageiam ditadura

Trairagem: Aloizio Mercadante bajula Folha e esbofeteia vítimas da ditadura

Deputado acusa Rede Globo de prestar serviços à ditadura

Pesquisa sinistra do Datafolha testa popularidade da volta da ditadura

Ditadura militar: Estadão apoiou atos do torturador Ustra

Comissão da Verdade vai ter de enfrentar assassinos da ditadura

Marilena Chauí: A ditadura militar iniciou a devastação da escola pública

Dá pra confiar num cara desses? Delfim Netto afirma que não sabia de tortura na ditadura

Da ditadura militar ao Facebook: Uma breve história do Brasil

Ditadura militar: Documentos revelam conexão entre Itamaraty e Operação Condor

Ditadura militar: Procurador-geral da República diz que tortura e morte são imprescritíveis

Emir Sader: Os cúmplices da ditadura

Como era a propaganda da ditadura militar na Rede Globo

Mauricio Dias: Os fantasmas da ditadura

Segundo pesquisa, os milicanalhas da ditadura torturavam desde os primeiros dias no poder

Vídeo: Em depoimento emocionante, Dilma Rousseff fala sobre a ditadura militar e a tortura

Prefeitura de São Paulo, “que participou da ditadura”, terá comissão da verdade

Ditadura militar: “Imprensa aceitou a censura”, diz historiadora

Os filhos de 1964: Memórias e exumações

Em 1964, os militares golpistas venderam a democracia

Vídeo: 1964 – Um golpe contra o Brasil

Gilson Caroni Filho: 1964, a atualização grotesca de nossos liberais

Filme revela como EUA deram o golpe de 1964

Documentário quer explicar aos jovens as origens do golpe de 1964

Luis Nassif: Um estudo clássico sobre 1964

Saudades de 1964

Hildegard Angel: “É meu dever dizer aos jovens o que é um golpe de estado.”

Hildegard Angel: É meu dever dizer aos jovens o que é um golpe de estado

Hildegard Angel: A sombra do golpe de 64 paira sobre nossas cabeças

A Igreja Católica e o golpe militar no Brasil

O golpe militar no Brasil está marcado para 31 de março de 2014

Além de Aécio, Folha também costumava chamar golpe de revolução

“Igrejas legitimaram golpe militar”, afirma pesquisador

O cordão da ditabranda cada vez aumenta mais

Folha: Da ditabranda às Diretas Já

Ditadura militar: Coronel do Exército confirma farsa montada no desaparecimento de Rubens Paiva

Documentos do Exército revela os dedos-duros do meio artístico na ditadura militar

Leandro Fortes: As almas penadas da ditadura

Saiba quem são os nazifascistas do grupo Revoltados On-line

Revoltados On-line: Agora, Hélio Bicudo se junta à extrema-direita

Tags: , , , ,

6 Respostas to “General Newton Cruz diz que não pode ser punido pelo caso Riocentro”

  1. José Jésus Gomesde Araújo Says:

    A bomba explodiu no colo do sargento perito em explosivos, que a conduzia. O capitão, que conduzia o veículo, foi levado grogue para o hospital resmungando: “Deu tudo errado”. O Pasquim fez uma festa. E a imprensa divulgou que a bomba foi colocada no carro pelos esquerdistas. Como ela veio parar no colo do sargento, estraçalhando seu baixo-ventre os jornais não explicaram. E como, contrariando a hierarquia militar, um capitão dirigia o carro com o sargento ao lado – em serviço? Ainda bem que nosso querido Nini admitiu o atentado, eliminando toda desculpa dos viúvos da ditadura. Tempo tenebroso, “noite sinistra e má”, escreveria o poeta Guerra Junqueiro.

  2. Jésus Araujo Says:

    O homem é louco. A explosão seria “somente” na casa de força. Apagaria a luz. Luz apagada e barulho da explosão, imagine-se o pânico e quantas pessoas mortas pisoteadas entre as 20.000 presentes à inauguração do Rio-Centro. Só uma mente doentia concebe um projeto assim (nem o ódio o explica), e outra mente doentia o aprova ou deixa executar. A desculpa do general não se harmoniza com a rígida estrutura de comando do exército. Mais do que Pilatos, ele não pode lavar as mãos.

  3. General Newton Cruz diz que não pode ser punido pelo caso Riocentro | EVS NOTÍCIAS. Says:

    […] See on limpinhoecheiroso.com […]

  4. General Newton Cruz diz que não pode ser... Says:

    […] Via Portal Terra O general reformado Newton Cruz, 89 anos, afirma que não pode mais ser punido pelo atentado no Riocentro, ocorrido em 1981 no Rio de Janeiro, por se considerar protegido pela Lei d…  […]

  5. General Newton Cruz diz que não pode ser punido pelo caso Riocentro | O LADO ESCURO DA LUA Says:

    […] See on Scoop.it – BOCA NO TROMBONE!Via Portal Terra O general reformado Newton Cruz, 89 anos, afirma que não pode mais ser punido pelo atentado no Riocentro, ocorrido em 1981 no Rio de Janeiro, por se considerar protegido pela Lei d…See on limpinhoecheiroso.com […]

  6. General Newton Cruz diz que não pode ser... Says:

    […] Via Portal Terra O general reformado Newton Cruz, 89 anos, afirma que não pode mais ser punido pelo atentado no Riocentro, ocorrido em 1981 no Rio de Janeiro, por se considerar protegido pela Lei d…  […]

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: